Translate to your language

sexta-feira, 22 de maio de 2015

Tudo no Tempo do Senhor




De repente estamos aguardando a solução de um problema a um certo tempo e... até agora nada.
Nesse caso, a melhor coisa é esperar pacientemente. O desespero pode nos levar a tomar atitudes levianas e nocivas com conseqüências, as vezes, eternas.
A pressa pode nos derrubar. Se a coisa se tornou difícil e agora não depende mais de nós ou dos recursos deste mundo; não nos resta outra coisa senão esperar pelo Senhor. E esperar com paciência porque a qualquer momento pode chegar a resolução Divina que vai mudar a nossa história.
Sara era estéril, Ana também, mas num determinado momento, eis que chega a benção. A sogra de Pedro estava enferma, com febre, e recebeu a benção da cura da sua enfermidade.
O capítulo 9 do Evangelho de João, nos fala de um cego de nascença que foi abençoado e adquiriu a sua visão. A benção do Senhor alcançou o endemoninhado gadareno e ele teve a sua vida liberta da possessão do inimigo. Num momento de grande tempestade, os discípulos de Jesus, tiveram a benção de desfrutar a segurança de uma grande bonança da presença de Jesus, àquele que até as águas o obedecem.
O filho da mulher sunamita (2 Rs 8-37), Lázaro (Jo 11:1-44), o filho da viúva da Naim (Lc 7:11-17), a filha de Jairo (Lc 8-:49-56), Tabita (At :9:36-43), Êutico (At 20:9-11), estavam mortos e receberam a benção de tornarem a viver.
O Senhor Deus não mudou, nem o seu poder diminuiu! Se no passado Ele fez coisas tão extraordinárias, logo, continua fazendo. Creia e espere que logo Deus vai fazer na sua vida também.
No Salmo 37 nós encontramos quatro palavras poderosas que podem mudar radicalmente a nossa vida:
1. – ENTREGA- se entrego o meu problema, ele não está mais comigo;
2. - CONFIA- se entreguei para Deus, sei que posso acreditar piamente porque Deus é Deus;
3. - DESCANSA- o verdadeiro descanso está no Senhor. Se meu problema, não está mais comigo, não há por que ficar cansado, ou ansioso;
4. - ESPERA- agora nada mais me resta senão aguardar o grande momento em que o Senhor agirá por mim, por você, por nós.
Que o Senhor te abençoe poderosamente.

Por: Rev. Roberval de Andrade Lira.
Imagem: Internet-Google imagens

A Soberania de Deus e a Responsabilidade Humana






"Porque Deus é o que opera em vós tanto o querer como o efetuar, segundo a sua boa vontade. " (Filipenses 2:13).
Temos visto que a vontade do homem natural não é soberana nem também não livre, senão antes bem serva de sua natureza caída e do pecado.
Não é possível sustentar a doutrina bíblica da depravação humana a menos que sustentemos também o conceito bíblico da escravatura da vontade humana.
Até que seja ensinado por Deus, o homem natural negará que o pecado tem escravizado tanto a sua mente como as suas emoções e a sua vontade. O homem caído vangloria-se de seu "livre arbítrio", quando em realidade está em servidão ao pecado e é levado cativo à vontade de Satanás.
(Veja 2 Timóteo 2:26). Mas se a vontade do homem natural não é livre, significa então que não é responsável pelos seus atos? Acaso Deus não pode inculpá-lo pelo seu orgulho, rebelião e incredulidade?
As Escrituras falam continuamente da corrupção moral e da ruína espiritual do homem.
Também declaram que o homem é incapaz de fazer o bem espiritual, mas isto não significa que as Escrituras neguem que seja responsável.
Antes bem, falam continuamente dos seus deveres para Deus e para o seu próximo, e exigem uma obediência perfeita aos mandamentos de Deus.
Então, o assunto mais difícil é definir a relação entre a soberania de Deus e a responsabilidade humana.
Muitos, em seu empenho por manter a verdade da responsabilidade humana, acabam
negando de uma ou outra forma a soberania de Deus.
Estas pessoas dizem que se Deus fosse a exercer um controle direto sobre a vontade humana, o homem ficaria reduzido a um fantoche.
Portanto, afirmam que Deus não pode fazer mais do que advertir e exortar o homem; pois se Deus fizesse algo mais direto, isto acabaria com a liberdade humana. Outros têm caldo no erro do fatalismo; ou seja, tratam de usar a soberania de Deus para justificar a sua desobediência e pecado, como se Deus tivesse a culpa.
Podemos resumir o ensino bíblico sobre este assunto com o seguinte: Deus é inteiramente soberano, em todo sentido, sobre todas as coisas, incluso sobre a vontade humana. Mas a soberania de Deus não tira nem diminui em forma alguma a responsabilidade humana.
Os homens são completamente responsáveis; são responsáveis pelos seus atos, são responsáveis de obedecer, de crer, de fazer a vontade de Deus, responsáveis por tudo quanto fazem. Mas em sentido nenhum a responsabilidade humana tira ou diminui a soberania de Deus.
Não existe contradição alguma entre estas duas verdades. Paulo em Romanos 9:11-24 dá uma exposição das duas coisas. O leitor deveria realizar um cuidadoso estudo dos argumentos apresentados pelo apóstolo em Romanos 9 em defesa desta verdade.
Também muitos outros versículos declaram juntamente estas duas verdades. Veja por exemplo Atos 2:23, Lucas 22:22, Atos 4:24-28, Atos 13:45-48, 2 Tessalonicenses 2:8-14.

Pesquisa feita pelo Rev. José Roberto
Imagem: Extraída da Internet- Google imagens

terça-feira, 19 de maio de 2015

versículo bíblico

Na minha angústia, invoquei o Senhor, gritei por socorro ao meu Deus.
Ele do seu templo ouviu a minha voz, e o meu clamor lhe penetrou os ouvidos.  Salmos 18.6

domingo, 17 de maio de 2015

A verdadeira paz e a razao de viver

Amados, a alegria está no coração daqueles que só conhecem a Jesus.
A verdadeira paz está na vida daqueles que só conhecem a Jesus.
Porque só ele é o Rei dos reis, Senhor de todos os senhores!
Só a ele foi dado poder sobre todas as coisas!
Só ele é a paz!
Só ele é a verdadeira calma no mar revolto, onde ondas impetuosas tendem a nos naufragar.
Ele é a paz que nós precisamos ter.
É com grande alegria que somos chamados de filhos de Deus por causa dele (Cristo), porque somos seguidores seus, com convicção que não há outro. Porque a palavra está escrita e diz que, não existe outro em toda história mundial que tenha descido dos céus, se feito carne e habitado no meio do povo, e voltado para os céus novamente. Essa exclusividade só se aplica a Cristo Jesus!
Não há santos em que os homens os tornaram santos, que detenha poderes semelhantes; até porque a santidade o homem é quem busca a Deus, e não os homens tornar alguém santo.
Não existe provas que alguém foi elevado aos céus e breve voltará para punir os irrepreensíveis, incrédulos, e maus, exceto Cristo!
Ele é o poder!
Ele é a razão de viver!
Ele é tudo!

Por Presb. Joseval Oliveira

Pesquisar este blog

Carregando...
VEJA ABAIXO: POSTAGENS POPULARES

Israel (clic ( here) na imagem)