Translate to your language

quinta-feira, 26 de fevereiro de 2015

Estado Islâmico invade vilarejo e sequestra 100 cristãos sírios

Fontes afirmam que em um dos vilarejos todos os homens foram mortos e as mulheres e crianças foram levadas como reféns

Mais um vilarejo cristão foi atacado pelos terroristas do Estado Islâmico na Síria. Nesta segunda-feira (23) centenas de cristãos, entre mulheres e crianças, foram sequestrados pelos jihadistas no vilarejo de Tall Tamr, no nordeste do país.
Segundo a revista norte-americana Newsweek, os extremistas resolveram separar os homens das mulheres e crianças, enviando os homens para as montanhas de Abd al-Aziz.
Não há informações sobre a quantidade exata de pessoas que foram retiradas de suas casas e levadas pelos soldados do EI, acredita-se que muitos dos reféns serão usados como troca por prisioneiros levados pelos militantes curdos que combatem os terroristas.
Além de levar as pessoas pra fora da vila, os terroristas também incendiaram a igreja católica local.
Ataques em vilas próximas
A segunda-feira foi bastante sangrenta na região nordeste da Síria, pelo Instagram o ministério Eu Escolhi Esperar pediu oração pelos cristãos dos vilarejos de Tal Hermez e Hazaka, localizados a 300 km de Mossul, no Iraque.
Fontes da Missão em Apoio à Igreja Sofredora (MAIS) afirmaram que nessas vilas todos os homens foram mortos e as mulheres e crianças levadas como reféns. As igrejas foram queimadas e as propriedades tomadas pelos jihadistas que estavam fortemente armados.

Fonte: por Leiliane Roberta Lopes  - http://noticias.gospelprime.com.br/estado-islamico-sequestra-cristaos-sirios/

Imagem: http://noticias.gospelprime.com.br/estado-islamico-sequestra-cristaos-sirios/

quarta-feira, 25 de fevereiro de 2015

A Igreja perfeita


Quem está procurando a igreja perfeita, aqui na terra, não irá encontrá-la, porque a igreja perfeita é constituída dos salvos em Jesus que estão na glória.
Quem está procurando a igreja perfeita, se a encontrar, e se integrar nela, essa igreja deixará de ser perfeita, porque sendo ele (ou ela) pecador, como qualquer mortal, irá manchá-la com sua presença pecadora.
Quem está procurando a igreja perfeita, nestas condições terrenas, não irá encontrá-la, porque ela, aqui, é militante, o que significa que seus membros estão ainda em processo de santificação, que se consumará somente na eternidade, após a morte, quando se desfizerem da carne.
Quem está procurando a igreja perfeita, provavelmente não se lembra da parábola do joio e do trigo, metáfora usada por Jesus, para mostrar que, na igreja, haverá crentes autênticos ( o trigo) e crentes aparentemente autênticos, mas falsos (o joio). E segundo a Palavra do Mestre, essa condição perdurará até ao final dos dias, quando ele mesmo separará o trigo do joio, pois só Cristo conhece os que são seus.
Quem está procurando a igreja perfeita, com essa postura, não gostaria de participar do colégio apostólico, porque, no pequeno número dos doze, havia um cético (Tomé), um impulsivo e mentiroso (Pedro), dois irmãos com desejo de vingança (Tiago e João), e até um traidor (Judas).
Com exceção do traidor, Jesus os escolheu, não por que fossem santos e perfeitos, mas pelo que ele iria fazer deles, e com eles, para a sua glória.
Quem está procurando a igreja perfeita, não a encontrará, mas poderia (e deveria) se engajar na igreja militante, e contribuir, com a sua presença e o seu desejo de uma vida santa, para que ela pudesse melhorar ainda mais e ficasse mais parecida com o padrão que para ela deseja.
Porque, afinal, apesar do joio, o trigo continuará a crescer, florescendo e produzindo frutos que abençoarão a muitos, porquanto, a despeito de algumas imperfeições, a igreja ainda é o melhor ambiente sobre a terra para a nossa edificação, para a instrução na justiça, para o conhecimento do evangelho e da salvação em Jesus e, enfim, para a comunhão com os irmãos e com Deus. 
Quem está procurando a igreja perfeita, é certo que não irá encontrá-la, mas haverá de encontrar uma agência dela aqui na terra, que não só irá mostrar-lhe o caminho para chegar até ela, como também o único meio para alcançá-la, que é a fé no sacrifício de Jesus, o qual deixou aqui seus representantes aqueles que ele comprou com seu bendito sangue, e que mantêm firmes na fé, com a assistência do seu Espírito. Esta ainda não é, mas será a igreja per feita, que estará diante do Senhor, glorificando o seu nome por toda a eternidade. Amém.

Autor: Thiago R. Rocha- O Rev. Thiago R. Rocha é pastor jubilado e pastor emérito das Igrejas do Riachuelo e do Grajaú, no Rio de Janeiro,RJ
Imagem: Internet-Google imagens


Habitantes de Jerusalém depois do cativeiro


1 Crônicas 9.1-44

Todo o Israel foi registrado por genealogias e inscrito no Livro dos Reis de Israel, e Judá foi levado para o exílio à Babilônia, por causa da sua transgressão.
Os primeiros habitadores, que de novo vieram morar nas suas próprias possessões e nas suas cidades, foram os israelitas, os sacerdotes, os levitas e os servos do templo.
Porém alguns dos filhos de Judá, dos filhos de Benjamim e dos filhos de Efraim e Manassés habitaram em Jerusalém:
Utai, filho de Amiúde, filho de Onri, filho de Inri, filho de Bani, dos filhos de Perez, filho de Judá; dos silonitas: Asaías, o primogênito, e seus filhos; dos filhos de Zerá: Jeuel e seus irmãos; seiscentos e noventa ao todo; dos filhos de Benjamim: Salu, filho de Mesulão, filho de Hodavias, filho de Hassenuá; Ibnéias, filho de Jeroão, e Elá, filho de Uzi, filho de Micri, e Mesulão, filho de Sefatias, filho de Reuel, filho de Ibnijas; e seus irmãos, segundo as suas gerações; novecentos e cinqüenta e seis ao todo; todos estes homens foram cabeças de famílias nas casas de suas famílias.
Dos sacerdotes: Jedaías, Jeoiaribe, Jaquim, Azarias, filho de Hilquias, filho de Mesulão, filho de Zadoque, filho de Meraiote, filho de Aitube, príncipe da Casa de Deus; Adaías, filho de Jeroão, filho de Pasur, filho de Malquias, e Masai, filho de Adiel, filho de Jazera, filho de Mesulão, filho de Mesilemite, filho de Imer, como também seus irmãos, cabeças das suas famílias; mil setecentos e sessenta ao todo, homens capazes para a obra do ministério da Casa de Deus.
Dos levitas: Semaías, filho de Hassube, filho de Azricão, filho de Hasabias, dos filhos de Merari; Baquebacar, Heres, Galal e Matanias, filho de Mica, filho de Zicri, filho de Asafe; Obadias, filho de Semaías, filho de Galal, filho de Jedutum; Berequias, filho de Asa, filho de Elcana, morador das aldeias dos netofatitas.
Os porteiros: Salum, Acube, Talmom e Aimã e os irmãos deles; Salum era o chefe.
Estavam até agora de guarda à porta do rei, do lado do oriente; tais foram os porteiros dos arraiais dos filhos de Levi.
Salum, filho de Coré, filho de Ebiasafe, filho de Corá, e seus irmãos da casa de seu pai, os coreítas, estavam encarregados da obra do ministério e eram guardas das portas do tabernáculo; e seus pais tinham sido encarregados do arraial do SENHOR e eram guardas da entrada.
Finéias, filho de Eleazar, os regia nesse tempo, e o SENHOR era com ele.
Zacarias, filho de Meselemias, era o porteiro da entrada da tenda da congregação.
Todos estes, escolhidos para guardas das portas, foram duzentos e doze. Estes foram registrados pelas suas genealogias nas suas respectivas aldeias; e Davi e Samuel, o vidente, os constituíram cada um no seu cargo.
Guardavam, pois, eles e seus filhos as portas da Casa do SENHOR, na casa da tenda.
Os porteiros estavam aos quatro ventos: ao oriente, ao ocidente, ao norte e ao sul.
Seus irmãos, que habitavam nas suas aldeias, tinham de vir, de tempo em tempo, para servir com eles durante sete dias; porque havia sempre, naquele ofício, quatro porteiros principais, que eram levitas, e tinham a seu cargo as câmaras e os tesouros da Casa de Deus.
Estavam alojados à roda da Casa de Deus, porque a vigilância lhes estava encarregada, e tinham o dever de a abrir, todas as manhãs.
Alguns deles estavam encarregados dos utensílios do ministério, porque estes eram contados quando eram trazidos e quando eram tirados.
Outros havia que estavam encarregados dos móveis e de todos os objetos do santuário, como também da flor de farinha, do vinho, do azeite, do incenso e da especiaria.
Alguns dos filhos dos sacerdotes confeccionavam as especiarias.
Matitias, dentre os levitas, o primogênito de Salum, o coreíta, tinha o cargo do que se fazia em assadeiras.
Outros dos seus irmãos, dos filhos dos coatitas, tinham o encargo de preparar os pães da proposição para todos os sábados.
Quanto aos cantores, cabeças das famílias entre os levitas, estavam alojados nas câmaras do templo e eram isentos de outros serviços; porque, de dia e de noite, estavam ocupados no seu mister.
Estes foram cabeças das famílias entre os levitas, chefes em suas gerações, e habitavam em Jerusalém.
Em Gibeão habitou Jeiel, pai de Gibeão, cuja mulher se chamava Maaca; e também seu filho primogênito Abdom e ainda Zur, Quis, Baal, Ner, Nadabe, Gedor, Aiô, Zacarias e Miclote.
Miclote gerou a Siméia. Estes habitaram em Jerusalém, com seus irmãos, bem defronte deles.
Ner gerou a Quis; e Quis gerou a Saul, Saul gerou a Jônatas, a Malquisua, a Abinadabe e a Esbaal.
Filho de Jônatas foi Meribe-Baal, e Meribe-Baal gerou a Mica.
Os filhos de Mica foram: Pitom, Meleque e Taréia.
Acaz gerou a Jaerá, e Jaerá gerou a Alemete, a Azmavete e a Zinri; e Zinri gerou a Mosa.
Mosa gerou a Bineá, de quem foi filho Refaías, de quem foi filho Eleasa, de quem foi filho Azel.
Teve Azel seis filhos, cujos nomes foram Azricão, Bocru, Ismael, Searias, Obadias e Hanã; todos estes foram filhos de Azel.

Fonte: Bíblia Sagrada
Imagem: Internet-Google imagens

quarta-feira, 18 de fevereiro de 2015

Qual a minha situação na vinda de Cristo?



Amados do Senhor!
Pegue a sua Bíblia e veja o que está escrito no evangelho do apóstolo Paulo aos Tessalonicenses capítulo 4.13-18; capítulo 5.1-11, os quais dizem qual será a situação dos crentes no dia da vinda de Cristo Jesus.
Aqueles que já morreram crentes em Cristo (os que dormem), nesse dia irão ressuscitar primeiro que os que estiverem vivos.
Eles descerão dos céus com Cristo, e seus anjos arrebatarão a nós, apenas os que crerem em Cristo Jesus como seu único Senhor e Salvador, e seremos arrebatados, para o encontro com eles nas altas nuvens dos céus. Teremos num abrir e fechar de olhos, nossos corpos transformados, e passaremos a habitar definitivamente com Cristo nos céus. Está escrito que devemos nos alegrar, nos conformar e alegrar também aqueles que não sabem desses detalhes, para que sabendo e crendo, sejam também salvos por Cristo. Ninguém sabe o dia, mês, ano, hora, minutos ou segundos em que virá o nosso Senhor nos buscar. Virá como um ladrão que entra nas casas repentinamente para roubar sem avisar, surpreendentemente causará alegrias a uns e tristezas, temores e horrores a outros.
Vigiemos todos, para que não sejamos apanhados de surpresa, para que nesse Dia não estejamos faltosos com o Senhor, em práticas de coisas reprováveis, porque todos somos filhos da luz, vivemos na luz e a luz que resplandece em nós é quem nos guiará seguros para a eternidade celestial. Porque Deus nosso Pai, não nos destinou para a ira, mas para que por meio de Cristo Jesus fossemos salvos! Ele morreu por nós para que vigiemos, estejamos atentos e fiéis a Ele, porque assim alcançaremos a vida eterna plenamente.
Quanto aos que desprezam, não creem, ou não têm a Cristo como o seu Verdadeiro e legitimo Senhor, esses, não se encontram inseridos na habitação celestial com Cristo Jesus; mas sobre eles em seguida virá a Ira de Deus derramada sobre os que ficarem, porque excluíram a Cristo o Salvador de suas vidas!
É assim que diz a palavra de Deus, não é conversa de homens, nem imaginação, nem fantasia, mas uma realidade aguardada por muitos e temidas por muitos, mas os que creem plenamente em Cristo Jesus como o Senhor de suas vidas estará seguro e tranquilo para sempre!
Alegrai-vos em Cristo Jesus!

Por Presb. Joseval Oliveira

Pesquisar este blog

Carregando...
VEJA ABAIXO: POSTAGENS POPULARES

Israel (clic na imagem)