Translate to your language

domingo, 31 de agosto de 2014

Os Anticristos

Existem informações dando conta de que no início do século XX a cidade de Patos passou a conviver com as primeiras manifestações evangélicas sem, no entanto, adentrar em detalhamento. Oficialmente, a história registra o trabalho congregacional a partir do ano de 1928, fato testemunhado pelo saudoso Arthur Carneiro. A Igreja foi inaugurada em 1932, tendo como fundador o Pastor Inglês Harry Briault e sua esposa dona Frieda. Vale salientar que os Briaults chegaram ao Brasil no oitavo ano da década de 20 e viajaram de trem até Campina Grande, onde adquiriram um veículo ford, condução que os traria à cidade de Patos. Mesmo com as dificuldades enfrentadas no caminho, relacionadas aos atoleiros da estrada de barro, poucas semanas depois resolveram fixar morada na Capital do Sertão da Paraíba.

Por conta do arcadismo e fervor da religião católica tradicional, muitas foram as dificuldades encontradas pelo grupo de evangelizadores denominado protestantes, ao ponto de alguns comerciantes se negarem, até mesmo, a lhes vender leite. Depoimentos dão conta de que houve até tentativa de homicídio contra o Pastor Harry Briault. Tal fato teria sido causado pela revolta do Padre Jesuíta de Patos, após ter sido desafiado para um debate em praça pública, desistindo de última hora e passando a ser motivo de fofocas dando conta de sua derrota moral, ter organizado um grupo de centenas de homens e se dirigido à casa do referido cidadão com o objetivo de tirar-lhe a vida, no que só foi contido graças à intervenção do prefeito da época.
                                     
O primeiro pastor nacional a atuar em nossa cidade foi Cláudio Santiago, que colaborou com o precursor, e o missionário americano Paul Davidson, na fundação do Instituto Bíblico de Patos, em 1937. Nos anos 40 foi a vez da Ação Evangélica e o missionário inglês, Albert Eduard Mundy, aqui chegar procedente de Princesa Isabel. Outro missionário da Inglaterra, Frank Dyer ao lado de sua esposa Ivy, veio para Patos, a exemplo da ACEV em 1949.

Ainda nos anos 40 foi assinalada a chegada dos Batistas e de acordo com o livro: “Deus quis e fez assim”, o Pastor Silva Melo foi um dos pioneiros no Sertão. Nos anos 50 foi erguido o templo da Primeira Igreja Batista de Patos. No oitavo ano desta mesma década a Rainha Sertaneja já tinha quatro igrejas evangélicas: Congregacional, Ação Evangélica (conhecida ainda como Igreja Pentecostal), Presbiteriana e Batista.

O ano de 1958 foi de enorme dificuldade para os evangélicos de Patos, em virtude da perseguição de grupos católicos, fato documentado em jornais da época e hoje sob os cuidados da missionária Elizabeth Medcraft, da Ação Evangélica. Citam tais publicações que essas investidas teriam sido lideradas pelo Padre Manoel Dutra, chegando a provocar revolta em parte dos seguidores da religião católica, durante a celebração de missões do saudoso Frei Damião. No referido período a Igreja Presbiteriana foi incendiada e tiros chegaram a ser disparados contra o templo dos Batistas. O grave incidente foi registrado em 29 de junho e teve repercussão internacional. Paralelo a isso os evangélicos eram apedrejados e insultados com freqüência. Tais iniciativas não chegaram a provocar desânimo nos seguidores da doutrina que permaneceram firmes e não pararam de crescer.

Vale salientar que em reiterados artigos o Padre Manoel Dutra, já falecido, deixou claro que em momento algum incentivou os cristãos mais eufóricos a tais práticas, assim como Frei Damião. Acrescentava que a revolta dos católicos teria ocorrido pelo fato dos protestantes terem utilizado alto falantes nas proximidades das missões e que só não teria acontecido a mesma coisa na Igreja Batista, por conta da interferência do Capuchinho. Dos lados evangélicos os questionamentos continuam e se baseiam nos acontecimentos relatados em jornais independentes da época, a exemplo do Correio da Paraíba, publicações evangélicas e uma multidão de testemunhas. Relembram ainda que coisas do tipo aconteceram em diversas regiões do País, na tentativa de manter o domínio católico, acrescentando que o terrorismo foi derrotado e a verdade marchou em frente para a glória de Deus.

O ano de 1960 marca a chegada de alguns integrantes da Assembléia de Deus em Patos. Entre eles, dona Maria José, Evaristo, Maria Patrício e Rita Paiva. Realizaram o primeiro culto da sua denominação na rua do Prado em 1968 e inauguraram o seu templo em 1970. O primeiro pastor foi José Rodrigues.

De acordo com um censo realizado em Patos, no ano de 1985, além das cinco igrejas citadas, já existiam também a Congregação Cristã no Brasil, Igreja Batista da Fé, Adventista do Sétimo Dia, a Segunda Congregacional e a Igreja Filadélfia Pentecostal. Já uma pesquisa de 1998 aponta a existência de 25 igrejas e 3.600 crentes, para dois anos depois, ou seja, em 2000, chegar a casa das 29 Igrejas e 3.915 seguidores. Além disso, diversas Igrejas já possuem filiais em bairros da cidade.

Em março de 1997, como fruto das articulações e esforços da Associação de Pastores e Obreiros, foi fundado o Seminário Evangélico de Patos, entidade que desenvolve um trabalho pioneiro no Sertão da Paraíba, respeitando o sertanejo e treinando novos divulgadores em consonância com as suas realidades, tendo como professores pessoas com larga experiência na região. O SEP também tem por objetivo contribuir para uma melhor compreensão da Igreja Evangélica Brasileira e da realidade nordestina. Por outro lado é responsável por um permanente trabalho de pesquisa objetivando manter uma estatística atualizada sobre a doutrina.
 Nos dias atuais a Igreja Evangélica de Patos é detentora de uma grande representatividade, já ultrapassando os 5.000 adeptos praticantes, além das pessoas simpatizantes e outras inúmeras beneficiadas com o seu trabalho de assistência social. Se no Brasil já conta com mais de 30 milhões de seguidores, certamente conquistou uma força nacional, capaz de superar qualquer obstáculo que possa existir. Outrossim, diante de uma nova realidade já não corre qualquer risco de discriminação, uma vez que os tempos mudaram e as rixas do passado se transformaram em amizades do presente, numa prova inconteste de que a humanidade caminha mantendo o diálogo necessário para uma melhor convivência e compreensão mútua.

Ainda com relação à assistência social, vale destacar o grande trabalho desenvolvido pela Ação Evangélica que chegou ao Brasil em 1938 através do município de Princesa Isabel e dois anos mais tarde instalou sua sede nacional em Patos, objetivando amparar famílias carentes integrantes de qualquer doutrina. Sob a presidência do Pastor John Phillip Medcraft, vários programas têm sido mantidos, entre os quais podemos destacar as Campanhas de Combate às Epidemias. Com relação ao Cólera, destacamos a doação de lençóis, fronhas e equipos para a aplicação de soro, beneficiando o Hospital Infantil Noaldo Leite. Já no que se refere à Dengue, convênio chegou a ser celebrado com o Tiro de Guerra, objetivando pulverizar um trabalho que atuou em todas as casas da cidade, utilizando a mão de obra treinada pelo Núcleo de Saúde, o que envolveu trinta e cinco atiradores, pagos pela entidade, conseguindo diminuir o índice de infestação que se encontrava em 14% e chegou ao patamar de 2%. 
Várias têm sido as pesquisas desenvolvidas como alternativas para a agricultura, com ênfase ao plantio da moringa, espécie desenvolvida na África e trazida para o Sertão há mais de dez anos, com um Banco de Sementes, as quais têm suprido não apenas Patos, mas diversas cidades do Brasil e inclusive outros países. Vale salientar que a moringa é uma planta que se adapta bem em terras áridas, tem um desenvolvimento muito rápido e pode ser utilizada como alimentação animal e humana. A algaroba, planta característica de nossa região, também vem sendo motivo de estudos para a viabilização de um melhor aproveitamento.

Dentro das iniciativas que visam a geração de emprego e renda, a Ação Evangélica mantém uma espécie de Banco Popular, concedendo empréstimos para as famílias carentes que apresentam alguma idéia concreta, com recurso limite de 500 reais e 3% de juros ao mês, cujos lucros vão aumentando a disponibilidade para beneficiar futuros pretendentes. O mais importante é que não existe burocracia e não há restrições quanto à atividade, incluindo até mesmo a aquisição de um celular para moto-taxista ou um fiteiro de bombons.

Já o Projeto “Quatro Pernas”, destinado ao homem do campo, constitui a cessão de caprinos ou ovinos, objetivando a formação de rebanhos em meio às famílias carentes. Trata-se de uma espécie de empréstimo de duas cabras ou ovelhas por família, além da disponibilidade de um reprodutor para emprenhar as criações cedidas. Com a produção concretizada as pessoas beneficiadas pagam as unidades originais, através de três fêmeas. Com isso aumenta também o rebanho destinado ao empréstimo de futuros postulantes. A perfuração de poços é uma das ações mais importantes, principalmente nos períodos prolongados de estiagem.

Na zona urbana vem sendo mantido um trabalho de apoio às pessoas surdas, mudas e cegas, o qual também beneficia a Escola Especial Irmã Benigna, enquanto que um consultório médico-odontológico situado na rua Pedro II é mantido para o atendimento de pessoas carentes de qualquer religião de forma gratuita. Há ainda um trabalho de apoio permanente junto aos presidiários, intitulado “Esquadrão da Vida”, com assistência médica, espiritual e social.

No aspecto da educação o trabalho mais importante está diretamente ligado à escola de reforço, com 12 unidades na região, sendo que a de Patos está situada no bairro do Jatobá e é conveniada com o município.

Por fim, vale lembrar o excelente trabalho de evangelismo, a constante implantação de Igrejas, a participação no Seminário Evangélico de Patos e outras inúmeras atitudes, que têm feito da Ação Evangélica um exemplo de dinamismo, conseguindo abrir os olhos de muitos homens e mulheres para os caminhos que conduzem ao bem maior, respeitando as suas particularidades e sempre observando os sábios ensinamentos, a exemplo daquela frase que assim determina: “Cada um exerça o dom que recebeu para servir os outros, administrando fielmente a graça de Deus em suas múltiplas formas”. ( I-Pedro 4:10).



Relatos dão conta que Frei Damião de Bozzano era ferrenho perseguidor dos crentes por onde passava:

Dispensacionalista,

"Uma perseguição com mortes, prisões, torturas, confiscos, exílios, separação de mães de seus filhos, de maridos de suas esposas, fechamento de templos, multas, privação de direitos civis, etc,"

Só traria sofrimento para os verdadeiros servos de Deus... pois, os falsos iriam correr da pressão e se mostrar ao lado do mal para livrar as suas vidas... ...Mas, como eu disse, NÓS, os salvos seríamos perseguidos, presos, torturados, separados de mães e filhos, esposas e maridos, nossos templos fechados, multas, privados de direitos, etc... ...fico imaginando todo esse quadro com meu filho e esposa... NÃO QUERO!!! ...SÓ se realmente for inevitável... ...não quero sofrer, eu e minha família, para que os roubadores sejam descobertos... ...A casa dos roubadores da fé pode cair SEM QUE A MINHA CAIA TAMBÉM. Entende?!

A perseguição não é uma ferramenta de Deus para avivar o povo... ...A perseguição é fruto do ódio de Satanás contra a pregação da Palavra e a Igreja atuante libertando e salvando vidas em o Nome do Senhor... ...Lembro dos testemunhos de meu pai que conta de sua época pastoral, quando a igreja orava muito a Deus por um avivamento, E ACONTECEU, onde o poder de DEUS foi intensamente visto no meio da Igreja ocasionando salvação de muitas pessoas, curas, expulsão de demônios, ...as pessoas não queriam mais conversa com as coisas do mundo, mas, queriam estar na presença de Deus mais e mais, pregar a Palavra, enfim, o mover de Deus era tanto que os reflexos disso se espalhavam por toda a cidade... ...e outro reflexo foi exatamente o começo de uma perseguição a igreja para tentar impedir o avanço dela como vinha acontecendo. Meu pai conta que Frei Damião, quando vivo, juntava pessoas incitando o ódio contra os evangélicos dizendo que aquele que acertasse uma pedrada num evangélico estaria ganhando graça diante de DEUS... ...E muitas igrejas no Nordeste foram apedrejadas pela perseguição erguida por Frei Damião. ... Num episódio, meu pai fazia uma conferência em sua igreja com um casal de missionários convidados... o culto teve que acabar e os missionário pularem o muro dos fundos em fuga pois o Frei Damião estava chegando com uma equipe para apedrejar a igreja.

Veja, a perseguição não começou porque o povo de Deus estava encostado e os lobos se moviam dentro da igreja enganando, mas, porque a igreja começou a buscar ao Senhor e se aproximar DEle... ...Com certeza as trevas se incomodaram e quiseram parar os crentes no "braço" ... ... ... Mas, foi percebido que quanto mais perseguia os crentes mais eles cresciam... ...portanto, a perseguição não estava inibindo o crescimento evangélico e sim contribuindo, então, a perseguição terminou...

Everaldo, a minha mãe está com 98 anos e bem lúcida, ela sempre me disse que antes, há muitos anos, quando ela ainda era uma garota, ia à missa na igreja, e lá o Frei Damião, famoso aqui no Nordeste, rezava a missa de costa para as pessoas, a missa era em latim, ninguem compreendia o que o Frei falava nessa linguagem, as pessoas não possuiam BIBLIA para ler, era dificil entender o significado de ser UM CRISTÃO. Padres vindo da Itália, más o que ainda me assusta é que já se passaram mutios anos, minha mãe com 98 anos compreende as escrituras hoje, entende que devemos estar seguindo a JESUS CRISTO.

Na época do Frei Damião, mulheres e crianças protestantes eram privados de beber água de um poço na Paraíba? 
Vários moradores que hoje são crentes no Senhor Jesus, na época das “santas missões” do frade eram católicos roxos. Algumas das muitas frases proferidas pelo Frei Damião e ouvidas por esses irmãos, foram: “Não é pecado perseguir os protestantes pois eles são inimigos da Santa Igreja Católica”; “não ficará nesta cidade nem rastro de protestantes”; “casamento civil é só na Igreja Católica, na protestante não tem nenhum valor, é igual ao ajuntamento de um gato com uma gata”. 

“Havia um incentivo dos políticos e da igreja católica para maltratar os crentes”, sentencia Pedro Nunes Neto (um ex-católico que hoje, aos 76 anos de idade, é evangélico). Párocos e multidões de católicos foram instigados pelo amargurado Frei Damião que jorrava ódio pelos protestantes. Em Catolé do Rocha, o frade perseguidor perpetuou uma escola já existente de discípulos cruéis.
Atualização : Ainda hoje, na calçada em frente à Igreja Matriz, existe um busto do Frei Damião de Bozzano, onde alguns devotos fazem seus pedidos. O Monsenhor Constantino ensinava ao povo de Catolé do Rocha: “Aos protestantes, nós católicos não damos morada, não compramos, nem vendemos coisa alguma, muito menos entregamos correspondência e nem mesmo permitiremos a eles o fornecimento de água”.
Atualização 2: Naquele tempo, havia uma fonte pública na cidade, conhecida como “O Poço do Vigário”. Dela e de alguns outros poços d’água, em algumas casas de pessoas importantes, o povo em geral tirava água para o consumo em suas casas. No entanto, os evangélicos não podiam mais pegar água. E agora? O que fazer? Onde buscar água para continuar vivendo? Mulheres e crianças protestantes choravam com fome e sede, homens evangélicos angustiados tentavam sair da cidade e o Monsenhor Constantino aproveitava a situação para convocar os crentes a regressarem ao seio da igreja romana. Estou narrando fatos ocorridos no sertão paraibano há cerca de setenta anos.
Atualização 3: Mas, o nosso Deus é maravilhoso e tocou no coração de um casal católico (o senhor Hercílio Maia e dona Eleonora) que tinha um poço na sua residência. Eles ficaram sensibilizados com o sofrimento do povo de Deus e liberaram o seu poço para todos os evangélicos. O Monsenhor tentou impedi-los, mas não conseguiu. Então, amaldiçoou o casal, saiu irado e nunca mais os cumprimentou. 

Parte de um artigo do site http://www.chamada.com.br/mensagens/frei... 

Esse site juntamente com a página/artigo sobre Frei Damião, mostrava muitos relatos de perseguições juntamente com fotos sobre a perseguição do Frei Damião aos crentes, mas vale salientar que foi retirado do ar para não mais mostrar suas atrocidades, uma vez que acelera-se o processo de torná-lo santo. Site fora do ar conforme mostra-se na imagem abaixo.
Acontece que muitos não lêem as Escrituras, porque lhes faltam o conhecimento como está escrito. E também porque acreditam no que os padres e religiosos afirmam; mas as pessoas com mais de 70 anos sabem e conhecem muito bem que Ele Frei Damião, tinha um discurso duro, pregava a um deus em nome de Cristo, mas perseguia os que professavam a única fé em Cristo. A diferença é que ele sendo Romano, pregava a adoração a imagens compartilhadas com Deus, como se faz até os dias atuais, onde eles pregam ser aceitável a Deus e o povo por não lêr as Escrituras acreditam.
Jesus advertiu bastante sobre isso, quando sempre dizia, conhecereis a verdade e a verdade os libertarás....

Saiba mais quem foi Frei Damião aqui neste link: http://historiaesuascuriosidades.blogspot.com.br/2009/10/os-dez-mandamentos-de-frei-damiao-para.html

Por Presb Joseval Oliveira

sábado, 30 de agosto de 2014

Curiosidades Bíblicas

Onde se lê na Bíblia a morte de um grupo de rapazes por terem zombado de um servo do Senhor, chamando-o de careca ?
R: II Reis 2-23,24.

Jesus é senhor do sábado


Mateus 12. 1-8

Por aquele tempo, em dia de sábado, passou Jesus pelas searas. Ora, estando os seus discípulos com fome, entraram a colher espigas e a comer.
Os fariseus, porém, vendo isso, disseram-lhe: Eis que os teus discípulos fazem o que não é lícito fazer em dia de sábado.
Mas Jesus lhes disse: Não lestes o que fez Davi quando ele e seus companheiros tiveram fome?
Como entrou na Casa de Deus, e comeram os pães da proposição, os quais não lhes era lícito comer, nem a ele nem aos que com ele estavam, mas exclusivamente aos sacerdotes?
Ou não lestes na Lei que, aos sábados, os sacerdotes no templo violam o sábado e ficam sem culpa? Pois eu vos digo:
aqui está quem é maior que o templo.
Mas, se vós soubésseis o que significa: Misericórdia quero e não holocaustos, não teríeis condenado inocentes.
Porque o Filho do Homem é senhor do sábado.

Fonte: Bíblia Sagrada
Imagem: Internet-Google imagens


quarta-feira, 27 de agosto de 2014

Curiosidades Bíblicas

 A palavra Bíblia vem do grego, através do latim, e significa: livros

 A Bíblia já foi traduzida por mais de 1500 línguas e dialetos.

 No ano de 1250 o cardeal Caro dividiu a Bíblia em capítulos, que foram divididos em versículos no ano de 1550, por Robert Stevens.

Pesquisar este blog

Carregando...
VEJA ABAIXO: POSTAGENS POPULARES

Israel (clic na imagem)