Divulgador de Cristo

Imagens em Movimento

3homens 3homens Natural

Divulgador de Cristo

Arrebatamento

Jesus Cristo

Fim dos tempos

Você sabia

versículos biblicos

Evangelização/Reflexão

Conhecendo as Escrituras

Anjos

Saiba quem é Jesus o Cristo

Salmos 23

O Lamento do Messias

Redes Sociais

Translate into your language

sábado, 27 de junho de 2009

MENSAGEM PASTORAL - O Cristão e o seu desafio de fazer diferença

"Resolveu Daniel, firmemente, não contaminar-se com as finas iguarias do rei, nem com o vinho que ele bebia; então pediu ao chefe dos eunucos que lhe permitisse não contaminar-se" (Dn.1: 8).
Os cristãos que vivem no mundo de hoje têm tanto a responsabilidade de serem fiéis a Deus, que seria a sua responsabilidade primária, quanto à responsabilidade de serem cristãos produtivos na sociedade em que estão inseridos.
Daniel, Sadraque, Mesaque e Abede-Nego são bons exemplos de como é possível conseguir esse equilibrio. A maior prioridade para todo o cristão é está e viver dentro da vontade de Deus.
As leis sociais criam uma estrutura prática que transmite as idéias de uma sociedade (quando coerente) sobre o que é mutuamente benéfico para todos os cidadãos.
Os cristãos devem estar comprometidos em valorizar e obedecer a esse consenso moral, quando este (consenso moral), não esteja contra os princípios bíblicos da Palavra de Deus.
Mas, além disso, o cristão têm uma voz de maior autoridade a qual devem obedecer. Os cristãos podem e devem contribuir para a sociedade, a ponto de "transformá-la pela renovação das nossas mentes", como bem afirmou o apóstolo Paulo ( Rm.12:2).
Daniel e seus amigos tornaram-se altos oficiais do governo babilônico e serviram da melhor maneira possivel. Sem esquecer é claro do compromisso que eles tinham com Deus.
Mas se a sociedade exigia alianças ou ações que interferiam no serviço a Deus e seu comprometimento de viver dentro da vontade dele, (de Deus), eles desobedeciam a essas leis humanas e explicavam porquê.
O mundo precisa de crstãos que expressem suas opiniões e tomem uma posicão em relação a aspectos da sociedade.
Vemos políticos que se dizem cristãos e não fazem absolutamente nada contra àqueles que querem a legalização do aborto, do sexo livre, da união de pessoas do mesmo sexo, e etc. Jesus chama sua igreja para ser o sal da terra e a luz do mundo, o que envolve trabalhar como um agente purificador e que dá sabor (Mt.5:13,14).
Como luz do mundo, os cristãos devem refletir e proclamar a salvação que Cristo morreu para oferecer (Mt.5:14-16). " A luz que brilha ao longe, brilha muito mais perto".
Portanto meus amados irmãos sejamos tanto o sal da terra como a luz do mundo. Que por mais que seja pequena, faz uma grande diferença nas trevas.
Em Cristo Jesus, Rev. José Roberto. mensagem do dia 21/06/2009.