Divulgador de Cristo

Imagens em Movimento

3homens 3homens Natural

Divulgador de Cristo

Arrebatamento

Jesus Cristo

Fim dos tempos

Você sabia

versículos biblicos

Evangelização/Reflexão

Conhecendo as Escrituras

Anjos

Saiba quem é Jesus o Cristo

Salmos 23

O Lamento do Messias

Redes Sociais

Translate into your language

domingo, 30 de agosto de 2009

A SOBERANIA DE DEUS

Porque as pessoas vão a igreja? Porque as pessoas buscam uma religião? Será que é por medo de Deus? Será que é para buscar alguma coisa material em troca? será que é para rever os amigos na igreja? E porque as pessoas conversam tanto e até dormem na igreja? Devemos saber que não é religião nenhuma que salva, não é religião nenhuma que faz com que Deus o salve. O que vemos nos dias atuais são pessoas superlotando as igrejas em troca de promessas, de favores, de conquistas, de interesses pessoais. Vemos as pessoas pagando para obterem conquistas em nome de Deus. Vemos o tratamento com Deus como se fosse um tratamento com um ser humano igual a nós que podemos falar por ele, que até o convencemos a ceder aos nossos caprichos, a dar-nos sempre um jeitinho para que sejamos beneficiados de alguma forma. Nos dias atuais trata-se Deus como um tolo, um moleque de recados, um desfavorecido de poder e ação que todo mundo manda e ele obedece. Falam que Deus é obrigado a fazer isso, a fazer aquilo, garantem que Deus vai atender nossas vontades, que Deus tem obrigação de nos atender porque somos seus filhos, como se disessem: ele nos fez, nos criou agora se vire para atender a cada um. Uns reclamam que o fulaninho é errado e tem as coisas, enquanto ele vai a igreja devolve dízimos, participa com ofertas e Deus não lhe prospera chegando até a migrar de igreja em igreja. Ah! aquele que assim age é o mais infeliz dos homens. Sabemos que somos filhos de Deus sim, somos a sua imagem e semelhança sim, isso é inegável, porém somos a criatura e Deus o Criador. Como pode a criatura mandar no criador? Como pode a criatura exigir do criador? Aqui na terra até podemos fazer isso em relação homens x homens. Porque recorre-se a justiça e exige-se do superior até reinvidicações bastantes razoáveis. Isso é referente a coisas materias. Em relação a Deus aí a coisa muda de figura porque trata-se de um ser que nos fez, nos criou. Vejamos o que Deus disse em relação a nós criaturas:(Rm 9: 14-21) "Que diremos, pois? Há injustiça da parte de Deus? De modo nenhum! Pois ele diz a Moisés: Terei misericórdia de quem me aprouver ter misericórdia e compedecer-me-ei de quem me aprouver ter compaixão.
Assim, pois, não depende de quem quer ou de quem corre, mas de usar Deus a sua misericórdia. Porque a Escritura diz a Faraó: Para isto mesmo te levantei, para mostrar em ti o meu poder e para que o meu nome seja anunciado por toda a terra. Logo, tem ele misericórdia de quem quer e também endurece a quem lhe apraz.
Tu, porém, me dirás: De que se queixa ele ainda? Pois quem jamais resistiu à sua vontade? Quem és tu, ó homem, para discutires com Deus?! Porventura, pode o objeto perguntar a quem o fez: Por que me fizeste assim? Ou não tem o oleiro direito sobre a massa, para do mesmo barro fazer um vaso para honra e outro, para desonra? (Is 40: 12-17;22) Quem na concha de sua mão mediu as águas e tomou a medida dos céus a palmos? Quem recolheu na terça parte de um efa o pó da terra e pesou os montes em romana e os outeiros em balança de precisão? Quem guiou o Espirito do Senhor? Ou, como seu conselheiro, o ensinou? Com quem tomou ele conselho, para que lhe desse compreensão? Quem o instruiu na vereda do juízo, e lhe ensinou sabedoria, e lhe mostrou o caminho de entendimento? Eis que as nações são consideradas por ele como um pingo que cai de um balde e como um grão de pó na balança; as ilhas são como pó fino que levanta. Nem todo Libano basta para queimar, nem os seus animais, para um holocausto. Todas as nações são perante ele como coisa que não é nada; ele as considera menos do que nada; como um vácuo. Ele é o que está assentado sobre a redondeza da terra, cujos moradores são como gafanhotos; é ele quem estende os céus como cortina e os desenrola como tenda para neles habitar;”
viu aí o que é Deus? Deus é 100% poder, 100% Glória, 100% Misericordioso, mas também é 100% justo, com Ele não tem arrumadinho não, Ele não se troca por nada, nem se corrompe nem favorece a uns mais que outros por interesse, é claro que ele cuida mais dos justos do que os impios, porque os justos de coração lhes agrada, portanto verão a sua Glória. Mas se o justo desobedece também é punido. Portanto não podemos ter com Deus o mesmo tratamento que temos uns pelos outros, precisamos ter muito cuidado quando nos dirigimos e usamos nossas ações e nossos atos para com Ele. Meditemos!