Divulgador de Cristo

Imagens em Movimento

3homens 3homens Natural

Divulgador de Cristo

Arrebatamento

Jesus Cristo

Fim dos tempos

Você sabia

versículos biblicos

Evangelização/Reflexão

Conhecendo as Escrituras

Anjos

Saiba quem é Jesus o Cristo

Salmos 23

O Lamento do Messias

Redes Sociais

Translate into your language

segunda-feira, 14 de setembro de 2009

MENSAGEM PASTORAL - Produzindo Frutos Para a Glória de Deus


(Jo. 15;1-7,16).
            A videira é uma das figuras usadas no A.T. Como ilustração do povo de Israel. No Salmo 80.8-19, Israel é a, videira que Deus trouxe do Egito e plantou no solo que ele tinha preparado especialmente para ela.
            Jesus aqui é apresentado como o verdadeiro Israel, a videira genuína. E como videira genuína o Senhor Jesus diz que, quem estiver Nele produzirá muitos frutos. Pois, sem Ele, diz Jesus, nada poderemos fazer (Jo. 15:5).
            Quando Jesus disse isso, ele comparou-se a uma árvore plantada pelo Pai (Deus), o agricultor), e seus discípulos os ramos, que tiram Dele (Jesus) sua vida e a força para produzir fruto.
            O Pai (Deus), cuida da videira com uma atenção amorosa, tornando-a tão produtiva quanto possível; Ele remove os ramos infrutíferos e poda os que dão frutos, tirando os galhos desnecessários para que o fruto possa se desenvolver melhor.
            Jesus diz que o ramo que não produz fruto é cortado. Mas, o que dá fruto, Ele, limpa para que produza mais fruto ainda.
            Ele diz que o ramos infrutífero (que não produz nenhum fruto), precisa ser removido, para que não atrapalhe os ramos que estão dando fruto. O ramo da videira não tem vida nem utilidade alguma se não continuar ligado a Videira. Porque dela é que provem a vida.
            Da mesma forma, o homem, por se encontrar morto em delitos e pecados, não terá vida enquanto não estiver em Jesus Cristo; pois, só Cristo é o Caminho, a Verdade e a Vida e ninguém chegará ao Pai senão por ele (Jo. 14:6).
            A seiva viva que flui pelo caule capacita os ramos a produzir uvas; sem isto este ramo fica infrutífero perde sua razão de ser. A mesma coisa acontece com os discípulos de Jesus.
            Somente à medida que permanecem unidos a Ele e tem Nele a origem da sua vida é que podem produzir o fruto do Espirito (Gl. 5:22,23). Esse fruto é que evidencia a permanência do ramo na videira.
            Os Frutos que produzimos em Cristo, são frutos duradouros. Não frutos que viram pó e cinzas quando são tocados.
            Mas, são frutos duradouros, de vidas unidas ao Cristo sempre vivo. Frutos de servos que testemunham da graça de Deus na pessoa de seu Filho Jesus Cristo, de forma permanente.
            Como disse Ele próprio: “...eu vos escolhi a vós outros e vos designei para que vades e deis frutos, e o vosso fruto permaneça; a fim de que tudo quanto pedirdes ao Pai em meu nome Ele vo-lo conceda” (vers.16).

            Os “frutos” que o mundo produz são frutos passageiros e efêmeros. Mas, em Cristo, produzimos frutos para a glória de Deus.
Em Cristo Jesus, Rev. José Roberto. Mensagem do dia 13/09/09