Divulgador de Cristo

Imagens em Movimento

3homens 3homens Natural

Divulgador de Cristo

Arrebatamento

Jesus Cristo

Fim dos tempos

Você sabia

versículos biblicos

Evangelização/Reflexão

Conhecendo as Escrituras

Anjos

Saiba quem é Jesus o Cristo

Salmos 23

O Lamento do Messias

Redes Sociais

Translate into your language

sábado, 31 de outubro de 2009

O justo e o Impio


Qual a diferença entre o justo e o impio?

O justo viverá pela fé; não tem o pecado como rotina de vida, porque é um convertido; entregou sua vida ao Senhor, faz o bem e não compartilha com o mal.
O impio vive na prática do pecado, porque não é um convertido e nem entregou a vida ao Senhor, ele compartilha com o mal e não faz o bem.
Deus disse que o Filho e o Espirito Dele (Jesus-Espirito Santo), não habita naquele que vive na pratica do pecado. (1Jo 3.9) Todo aquele que é nascido de Deus não vive na pratica do pecado; pois o que permanece nele é a divina semente; ora, esse não pode viver pecando, porque é nascido de Deus. (1Jo 5.12) Aquele que tem o Filho tem a vida; aquele que não tem o Filho de Deus não tem a vida. (Gl 4.6) E, porque vós sois filhos, enviou Deus ao nosso coração o Espirito de seu Filho, que clama: Aba, Pai. (Gl 5.16-18) 5.16 Digo, porém: andai no Espirito e jamais satisfazeis a concupiscência da carne. 5.17 Porque a carne milita contra o Espirito, e o Espirito contra a carne, porque são opostos entre si; para que não façais o que, porventura, seja do vosso querer. 5.18 Mas, se sois guiados pelo Espirito, não estais sob a lei.
Logo o impio não tem o Filho e nem o Espirito Santo nele, apesar de achar que os tem. Ele não passa de um desprovido da proteção Divina; estando portanto vulnerável as tentações demoníacas constantemente. Veja os exemplos: (Gl 5.19) Ora, as obras da carne são conhecidas e são: prostituição, impureza, lascívia, idolatria, feitiçaria, inimizades, porfias, ciúmes, iras, discórdias, dissensões, facções, invejas, bebedices, glutonarias, e coisas semelhantes a estas, a respeito das quais eu vos declaro, como já outrora, vos preveni, que não herdarão o reino de Deus os que tais coisas praticam.
Eis aí a diferença entre um e outro. “O justo/fiel”, ou “impio/incrédulo”. Porque para Deus não existe meio termo: meio justo meio impio. Ou você é justo ou você é impio. Ou você agrada a Deus ou você desagrada. Deus não é como nós que fazemos as coisas para agradar a uns mesmo agindo injustamente.
Um impio se julga ofendido quando um justo afirma que já está “salvo ou será salvo”. Essa afirmativa não é falada sem base, ela tem base Bíblica.
Caso o impio queira estar nessa situação (salvo), é somente abdicar das práticas anteriores e seguir a Deus.

Joseval Oliveira