Divulgador de Cristo

Imagens em Movimento

3homens 3homens Natural

Divulgador de Cristo

Arrebatamento

Jesus Cristo

Fim dos tempos

Você sabia

versículos biblicos

Evangelização/Reflexão

Conhecendo as Escrituras

Anjos

Saiba quem é Jesus o Cristo

Salmos 23

O Lamento do Messias

Redes Sociais

Translate into your language

sábado, 9 de janeiro de 2010

MENSAGEM PASTORAL - Um Novo Mandamento


“Nisto conhecerão todos que sois meus discípulos: se tiverdes amor uns aos outros”
(Jo.13:35))

O Amor Divino

        O amor é a essência da natureza de Deus. Deus ama de uma tal forma, que foi capaz de nos dar o que tinha de maior valor, para que reconhecêssemos esse imenso amor, seu amado, e único Filho Jesus Cristo.
        Ágape ou Ágapê é o amor que procede de Deus Ele nos ama, e a prova que Ele nos deu deste amor, foi enviando o se Filho para morrer por nós, quando éramos ainda pecadores (Rm 5.8-10). Estávamos espiritualmente mortos, mas Ele bondosamente nos deu vida (Ef 2:1). Achava-nos perdidos, sem a menor chance de escaparmos da condenação eterna, porém, Ele graciosamente nos salvou. Jesus Cristo, veio para nos dar vida, e vida com abundância (Jo. 10:10).
        O ágape cristão, sentimento que nos liga mesmo aos que nos são indiferentes, mesmo aos nossos inimigos, e tem como objetivo principal todos os Eleitos em Cristo Jesus (Jo 6:37). O amor Ágape é sacrificial; e necessário em nossa relação com o próximo e com Deus.

O Amor Fraternal

        Phileo (Fraternal, de irmãos, necessário, mas não o principal), “Aquele que ama a Deus [ou que julga amá-lo], ame também seu irmão” (1Jo 4:21). Mas, seria o amor um atributo exclusivo daqueles que são da luz e da justiça?
        Uma analise cuidadosa do texto de João, somada a outras passagens parece indicar-nos que “não”. Enquanto sentimento inerente ao ser humano, o Amor Fraternal pode pertencer a todos os homens, quer sejam eles cristãos ou não.
        Notemos que a teologia Joanina possibilita a este tipo de amor (fraternal), sentimentos que muitas vezes existem em pessoas que não são cristãs nem tementes a Deus.
        Por exemplo, muitos amam o mundo (1Jo 2:15) ou até mesmo as glórias mundanas (Jo 12:43). E há até, aqueles (os incrédulos), que têm um amor contagiante com seus semelhantes.
        Porém, o amor fraternal, que deve existir entre os irmãos, é aquele que está embasado no amor Ágape de Deus.
        Se não for assim, seremos semelhantes aos que vivem no mundanismo. A Bíblia diz que todo aquele que ama é nascido de Deus e conhece a Deus (1Jo 4:7).
        Então, “Não amemos só de palavra e de língua, mas de fato e de verdade”. Lembre-se: até mesmo os incrédulos amam aos seus semelhantes.
        A busca Joanina pela diferença básica entre os que são de Deus e os que são do mundo é esta: Que aquele que diz que ama a Deus, deve amar também a seu irmão. Embora nem todos os que amam procedem da luz, todos os que procedem da luz necessariamente amam.
        E não somente isto, mas praticam a justiça e mantém a fé em cristo Jesus, são imbuídos do amor Ágape e vivem entrelaçados de termos afetos de misericórdia, cheios do amor fraternal.

Rev. Pastor José Roberto