domingo, 10 de janeiro de 2010

O MAIOR PODER DO MUNDO


Nós humanos fomos destinados a viver em estado de graça conforme o propósito de Deus mas devido a transgressão estamos hoje nesse estado de pecado, penuria, sofrimento, morte etc... Foi feito o homem para reinar sobre a terra, e sobre tudo o que existe nela e embaixo dos céus. Tudo o que o homem denomina aqui na terra Deus reconhece, pois foi-lhe dito que todo nome que o homem puser nas coisas esses serão seus nomes. Foi-lhe dado poderes ilimitados para que não ousasse querer chegar até Deus em carne. O homem na sua condição de pecador, que não sabe se limitar perante seu Criador, deseja desvendar-lhe o segredo. Quer incessantemente descobrir a origem de Deus. A origem de Deus ninguém descobre, não há cientista, por mais renomado que seja, estudiosos mundiais, filósofos phds da vida que chegem a tal façanha. Sabe por que? porque Deus não teve inicio nem terá fim! Deus não nasceu, Deus sempre existiu, antes de tudo se formar Ele já existia e Jesus e o Espirito Santo também. Todas as coisas só vieram a existir por causa dEle (Jesus). Sem Ele nada do que foi feito se fez. Imagine as coisas serem formadas, tomarem formas conforme a vontade, o planejamento. A arquitetura Divina que ordenava e as coisas iam tomando formas e existindo. Que maravilhoso! e ao mesmo tempo aos nossos olhos assustador. E o homem faz o que? Faz destruir o que o Criador criou! e desejar fazer suas obras no lugar. Estão tentando descobrir a origem da formação do universo, de Deus, através do "Large Hadron Collider "- LHC (em português: Grande Colisor de Hádrons ou Grande Colisionador de Hadrões), que está novamente em funcionamento, causando temor até nas próprias esferas cientificas onde existem suspeitas de a terra vir a mergulhar num buraco negro. É certo que o homem inventou, e continua inventando, criando grandes coisas perante os olhos humanos. Fez tuneis embaixo do mar, uma obra assustadora aos nossos olhos, uma grande obra. Fez tuneis embaixo da terra, aviões supersônicos desvendou genomas, construiu estações espaciais, clonou animais.... já foi a lua, já lhe causou explosão, estudou planetas, enviou sondas, está destruindo a terra enfim, uma série de coisas que antes era ficção. Devido a esses avanços, o homem se acha que é um deus e deseja desafiar seu Criador. Mas por outro lado já sabe que os fenômenos da natureza são uma incógnita. Não se é capaz de desvendá-los porque quando pensa numa coisa vem outra diferente contrariando suas previsões. Um exemplo: o mundo vive movido a energia elétrica que faz tudo movimentar. Sabe-se que existem explosões solares que atingem o universo em proporções gigantescas capazes de destruir qualquer aparelho que esteja no espaço, tais como cortar comunicações, causar apagões, gerar um caos etc... Pode o homem impedir isso! Sabe sua origem? sabe quando aconteçerá capaz de impedir? O homem deseja morar no espaço; é o espaço seguro? Só se torna seguro até o momento que Deus permitir. Enquanto o homem se acha dono das coisas da terra, imagine Deus o "dono da terra, dos céus, dos planetas, do sol e do universo inteiro"! Ele é o dono! Tudo é dEle. Ele manda e eles obedecem! se Ele desejar acabar a qualquer hora tudo se extinguirá e para o homem seriam fenômenos. "Isso sim é PODER". Onde será que existe segurança? se fizermos nossa morada embaixo da terra é perigoso, se morarmos no espaço também. Onde há segurança? Quem é capaz de salvar-se a sí mesmo? A segurança está nEle mesmo (Deus). Ele é nossa segurança. Porque a morte não é só a fisica, é a espiritual também. E a morte espiritual é para a eternidade. Morre-se fisicamente e morre-se espiritualmente não alcançando a salvação. Se alcançar a salvação, viverá por toda eternidade. E para se alcançar a salvação é preciso crer, se arrepender e se converter. Caso contrário todos os planos, e propósitos foram de água abaixo.
Que a paz de Deus esteja sobre toda a humanidade.

Por Joseval Oliveira

3 comentários:

  1. O UNIVERSO ANTES DO BIG BANG

    Para entendermos a auto criação do universo, temos que partir do nada material,
    uma energia escura sem massa em estado de repouso ou vácuo quântico. Porque se fosse criado a partir de uma matéria existente não seria o início e sim uma etapa da criação.
    Um sistema fechado sempre está sujeito à flutuação do ponto zero. Havendo o deslocamento de uma energia, receberá uma resistência em sentido contrário, como um pêndulo, iniciando um movimento ondulatório, e estará criado o espaço e o início do tempo. O vácuo em estado de repouso se opõe às forças de compressão ou expansão, mas a vibração de uma energia é natural, pois o espaço já foi criado, haverá apenas a troca de posição no espaço em instantes de tempo ad-perpetum.
    A matéria é energia em vibração, a ciência percorrendo o caminho inverso da criação, decompôs a matéria em seus elementos constituintes até chegar à energia parada, onde não existe o espaço e o tempo, mas contêm todas as possibilidades de existência, inclusive o homem e sua consciência.
    A primeira vibração do vácuo concentrou a energia num espaço reduzido, produzindo o aumento da velocidade da vibração pelas forças de compressão e expansão, gerando a primeira partícula, o bóson de Higgs que se desdobrou em Quarques, que se desdobraram em Prótons, Nêutrons e Elétrons, e estavam criadas as partículas para a montagem dos átomos de hidrogênio. Formando um universo desse gás, sujeito à atração gravitacional, para formar estrelas e dar início à produção em série dos elementos químicos que compõem o universo atual.
    Esta, deve ter sido a trajetória da auto criação do universo, se houve uma grande explosão foi muito depois que o universo já estava criado.
    Se não foi assim, teria que haver uma inteligência fora desse sistema, como supôs Platão, um deus, o demiurgo (“fabricante” ou “artesão”), que, contemplando de fora como observador, tratou de produzir suas experiências de criação, sujeitas a erros de percurso, culminando com o acidente de uma grande explosão. Para depois seguir com novas experiências, inclusive a vida, tantas vezes interrompida aqui na terra, e teríamos que perguntar, quem criou esse demiurgo? E assim sucessivamente.
    É muito mais lógico o panteísmo de Anaxágoras, Giordano Bruno, Spinosa e outros, que Deus é a natureza. Se a matéria é energia em vibração, como disse Virgilio, (“Mens agitat molem” o espírito anima a matéria). O espírito de Deus ou vácuo quântico se expressa na matéria, tornando-se o UNO de Plotino. Portanto, Deus é espírito e matéria, se não fosse assim nem estaríamos nos referindo a Ele.
    A tradição mística, sempre divinizou o espírito e erroneamente demonizou a matéria, agora as religiões deverão assimilar essa nova compreensão da realidade, para se reconciliarem com o divino, sob pena de continuarem ofendendo a Deus.
    Pelo exposto, deduz-se que a auto criação é dinâmica, não segue nem um propósito, como disse o sofista Protágoras (não há nada decretado no céu para ser cumprido na terra, o homem é livre para fazer e desfazer o que lhe aprouver para o seu destino). Tanto é assim, que o futuro da humanidade é incerto, vai depender da ação dos governantes das nações.
    A ciência descobriu Deus, com outros nomes, embora não admita, mas para nós pensadores teístas basta, para continuarmos a nossa fé justificada.

    Ivo da Silva Bitencourt -30/12/2009

    ResponderExcluir
  2. Deus é o mistério que muitos querem entender, porém, sem a visão espiritual de sua palavra, nunca chegarão ao pleno conhecimento.

    ResponderExcluir
  3. Deus é o mistério que muitos querem entender, porém, sem a visão espiritual de sua palavra, nunca chegarão ao pleno conhecimento.

    ResponderExcluir

Graça e paz!
Querido visitante, grato pela sua visita!
Deus te abençoe grandemente!