Divulgador de Cristo

Imagens em Movimento

3homens 3homens Natural

Divulgador de Cristo

Arrebatamento

Jesus Cristo

Fim dos tempos

Você sabia

versículos biblicos

Evangelização/Reflexão

Conhecendo as Escrituras

Anjos

Saiba quem é Jesus o Cristo

Salmos 23

O Lamento do Messias

Redes Sociais

Translate into your language

quarta-feira, 13 de janeiro de 2010

Profecias se cumprindo - Terremotos


O mundo amanhece perplexo frente ao gigantesco desastre causado por um terremoto de magnitude assustadora. A capital do Haiti é devastada praticamente em questões de segundos e sua população é atingida repentinamente. Sentimos a dor desses irmãos e choramos juntos porque somos irmãos perante o Criador. Rogamos a Ele que se compadeça conforme a Sua vontade, porque podemos pensar uma coisa, analisar por um ângulo, mas Deus em seu grande Poder Majestade e Glória julga a ponto de dividir alma e espirito ao mesmo tempo, e vê por outro ângulo. Lamentamos e nos sensibilizamos porque as vezes um erro não justifica outro. Analisemos que diante disso a Palavra de Deus está dia a dia se cumprindo conforme está mencionado nas Escrituras... Sabemos que mais ou menos no ano 31 de nossa era, Jesus Cristo, depois de sua morte e ressurreição, subiu aos céus prometendo que voltaria para destruir a maldade e instaurar seu reino onde a paz, a justiça e felicidade eternas serão estabelecidas. Será possível conhecer a data desse evento? Exatamente não! O próprio Jesus se pronunciou sobre isso :

(Mateus 24 3-8). No monte das Oliveiras, achava-se Jesus assentado, quando se aproximaram dele os discípulos, em particular, e lhe pediram: Dize-nos quando sucederão estas coisas e que sinal haverá da tua vinda e da consumação do século. E ele lhes respondeu: Vede que ninguém vos engane. Porque virão muitos em meu nome, dizendo: Eu sou o Cristo, e enganarão a muitos.  E, certamente, ouvireis falar de guerras e rumores de guerras; vede, não vos assusteis, porque é necessário assim acontecer, mas ainda não é o fim. Porquanto se levantará nação contra nação, reino contra reino, e haverá fomes e terremotos em vários lugares; porém tudo isto é o princípio das dores.
 
(Mateus 24:9-14). Então, sereis atribulados, e vos matarão. Sereis odiados de todas as nações, por causa do meu nome. Nesse tempo, muitos hão de se escandalizar, trair e odiar uns aos outros; levantar-se-ão muitos falsos profetas e enganarão a muitos. E, por se multiplicar a iniquidade, o amor se esfriará de quase todos. Aquele, porém, que perseverar até o fim, esse será salvo. E será pregado este evangelho do reino por todo o mundo, para testemunho a todas as nações. Então, virá o fim.

(Mateus 24:32-33). Aprendei, pois, a parábola da figueira: quando já os seus ramos se renovam e as folhas brotam, sabeis que está próximo o verão. Assim também vós: quando virdes todas estas coisas, sabei que está próximo, às portas.

(Mateus 24:36,43,44). Mas a respeito daquele dia e hora ninguém sabe, nem os anjos dos céus, nem o Filho, senão o Pai. Mas considerai isto: se o pai de família soubesse a que hora viria o ladrão, vigiaria e não deixaria que fosse arrombada a sua casa. Por isso, ficai também vós apercebidos; porque, à hora em que não cuidais, o Filho do Homem virá.

(1 Tessalonicenses 5:2-4). pois vós mesmos estais inteirados com precisão de que o Dia do Senhor vem como ladrão de noite. Quando andarem dizendo: Paz e segurança, eis que lhes sobrevirá repentina destruição, como vêm as dores de parto à que está para dar à luz; e de nenhum modo escaparão. Mas vós, irmãos, não estais em trevas, para que esse Dia como ladrão vos apanhe de surpresa;

É por esta razão que não devemos nos deter em especulações quanto às datas, que Deus não revelou. Jesus nos disse que vigiemos, mas sem fixar uma data definida. Não podemos nos assegurar que Jesus regressará dentro de um, dois ou cinco anos, nem tampouco devemos atrasar sua vinda dizendo que talvez não se produza nem em dez, nem em vinte anos. Certamente Ele virá, essa certeza é igual a [dois mais dois são quatro]. Sabemos e vemos também que esse desastre não foi e não é o único. Todos os dias estamos cansados de ver nos noticiários mundiais noticias de terremotos por toda parte do mundo, uns de magnitude menor outros maior, mas as vezes por ser tão distantes, não damos à atenção devida.
Vemos também maremotos, trombas d'água, tsunamis, furacões, secas em diversas partes, cheias também, raios matando com frequência, vendavais, calor escaldante, o tempo se consumindo rapidamente, o mar avançando na terra, o amor das pessoas esfriando, as pessoas se odiando cada vez mais etc. E etc...
O que precisamos mais para nos conscientizarmos sobre esse evento esperado?
O que falta é a crença das pessoas! Se não dão atenção ao que Jesus disse, como afirmam que crêem Nele? Sabemos que Jesus não prometeu boa vida a ninguém, pelo contrário Ele disse que no mundo teríamos aflições, agora na hora da aflição clame por Ele e será amparado. Isto é: também se crer e andar conforme a Sua vontade.
Sabemos que Deus não castiga ninguém, somos nós mesmos que nos castigamos. Diante das nossas iniquidades, somos obrigados a vivermos afastados dEle e vivermos vulneráveis a toda sorte de problemas. Até os escolhidos também passarão por dificuldades, mas a proteção do Senhor está sempre com eles.
Oremos ao Senhor para que tenha misericórdia de toda humanidade, e que amenize a dor dos parentes das vitimas dessa catástrofe.
Não endureça seu coração para o Reino de Deus, porque não existe nenhuma outra saída. A única saída é crença e fé em Jesus nosso Senhor e Salvador. Amem!

Por Joseval Oliveira