Divulgador de Cristo

Imagens em Movimento

3homens 3homens Natural

Divulgador de Cristo

Arrebatamento

Jesus Cristo

Fim dos tempos

Você sabia

versículos biblicos

Evangelização/Reflexão

Conhecendo as Escrituras

Anjos

Saiba quem é Jesus o Cristo

Salmos 23

O Lamento do Messias

Redes Sociais

Translate into your language

sábado, 17 de abril de 2010

MENSAGEM PASTORAL - UMA HISTÓRIA DE LOUVOR

Na criação do mundo, Deus olhou e viu que tudo era bom, muito bom, os céus e o firmamento proclamavam as obras das suas mãos, o louvor dos seus feitos. “Os céus proclamam a glória de Deus e o firmamento anuncia as obras de suas mãos” (Salmos 19:1), os patriarcas louvaram a Deus, a geração de Sete começou a invocar o nome do Senhor (Gen. 4:26). Noé, o profeta da justiça, adorou o Senhor e prestou culto juntamente com a família (Gen. 8:20). Abraão, Isaque e Jacó, em perfeita atitude de louvor dobraram os joelhos diante do altar edificador para louvar ao Deus dos vivos (Gen. 12:7; 24:63; 26: 25 e 28: 10-22). Moisés amigo de Deus, cantou louvores pelas vitórias e Míriam, sua irmã, testemunhou com louvores, com cânticos e com danças (Ex. 15:1-20,22); Davi, o rei de Israel, proclamou com cânticos de louvor suas vitórias e bênçãos do Senhor (2Sm. 22: 1-4).
Desde o Antigo Testamento o louvor estava ligado a palavras que significam vibrações, gestos próprios de quem louva com músicas louvadas ou cantadas e expressão de regozijo. No Novo Testamento a idéia de louvor está ligada a ações de “graça e eucaristia”, alegria, atitude de contentamento, identificação com a pessoa louvada, deleite nos átrios do Senhor (1Pe 2:9; Ef 1:3-14; Fl. 1: 11; Cl. 3:16). Arranjos elaborados pelos levitas eram usados para conduzir o povo em louvor no templo; os Salmos, geralmente eram modelos de liturgia nos ritos sagrados; na “eucaristia”, Jesus cantou um Salmo com os discípulos; “Cantai ao Senhor todos os moradores da Terra” (Salmos 96). A história do louvor está ligada a sentimentos que brotam do interior, do espirito, da alma e nos identifica com o Senhor da nossa vida, uma experiência própria do povo de Deus.
“Louvaremos ao Senhor em todo o tempo, o seu louvor estará continuamente na minha boca” (Salmos 38:1). Que a história do louvor seja a história de nossa vida.
“Meus lábios te louvam e assim bendirei, e em teu nome minhas mãos levantarei” (Salmos 63:3) Aleluia!
Que o Nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo nos abençoe!

Rev. Roberval de Andrade Lira
Imagens: Internet