Divulgador de Cristo

Imagens em Movimento

3homens 3homens Natural

Divulgador de Cristo

Arrebatamento

Jesus Cristo

Fim dos tempos

Você sabia

versículos biblicos

Evangelização/Reflexão

Conhecendo as Escrituras

Anjos

Saiba quem é Jesus o Cristo

Salmos 23

O Lamento do Messias

Redes Sociais

Translate into your language

domingo, 1 de agosto de 2010

MENSAGEM PASTORAL- A Bem - Aventurança da Mansidão

Aquele que nos primeiros dias do seu ministério disse: "Bem-aventurados os mansos", mais tarde também disse "sou manso" (Mt.5:5; 11:29).
Isso foi somente á prerrogativa dEle em poder dizer. "Sou manso", e ainda permanecer assim.
Entre os homens, tal alegação á mansidão negaria aquela mansidão fingida. Os outros podem dizer que um homem é manso, mas quando aquele mesmo homem assim fala, deixa de ser a verdade.
Com o amado Salvador era diferente. Ele podia dizer, "Sou manso" e ainda permanecer manso. Mansidão é o fruto do Espirito e desejamos ter este fruto em nossas vidas e aperfeiçoar o espirito de brandura, imitando e seguindo o exemplo do Senhor Jesus Cristo.
Os grandes homens do mundo sempre desprezaram a mansidão. Eles a confundiram com moleza e fraqueza. Os Faraós do Egito, os Reis da Babilônia, os Imperadores de Roma, os Princípes da Pérsia, não toleravam a virtude da mansidão.
Mas a mansidão não é fraqueza. De fato, mansidão é a verdadeira força e pode ser vista como tal no ministério do Salvador. Alguém o descreveu como "excesso de falta de raiva". A definição pode parecer incômoda, mas é certa.
Houve tempos e ocasiões quando o nosso Senhor poderia estar irado. Houve circunstâncias que O tornaram assim (Mc 3:5). Mas o fato é que Era (e é), manso e humilde de coração (Mt. 11: 28-30).
Mesmo quando foi provocado, Jesus Cristo, sempre manteve a calma. Assim foi com o grande Amante das almas, o Nosso Senhor Jesus.
Existe uma raiva em nós que pode vir de malicia e amargura. Isto é errado, embora que nós, ás vezes, podemos também estar com a "justa ira", sem pecar (Ef. 4:26).
Aquele Homem amado, manso e humilde era excessivamente sem ira e sempre desconhecedor da malicia. No Salmo 45, um salmo Messiânico predizendo os triunfos do Cristo, é profetizado do Messias, que Ele prosperaria na causa da verdade, mansidão e retidão.
Sem dúvida, há de ter um cumprimento milenial disso no futuro, mas era verdade durante a Sua estada entre nós. Ele pregava a verdade e vivia em retidão.
Mansidão une os dois. Foi o Espirito no qual Ele pregava e vivia enquanto esteve aqui na terra. Outra vez, o profeta havia dito: "Eis que o teu Rei ai te vem, manso e assentado sobre uma jumenta".
(Mt. 21:5. Isto se cumpriu no dia em que o Salvador entrou em Jerusalem na jumenta, com roupas e ramos de árvores estendidos pelo caminho "Hosana!" eles clamaram, "Hosana!".
Mas o nosso Senhor sabia que a cruz estava perto, e Ele recebeu os seus louvores em mansidão. Ele, que um dia reinará e cavalgará em um cavalo branco em triunfo, e assentará e governará as nações com justiça e os povos com equidade, nos diz: " Tomai sobre vós o meu jugo e aprendei de mim, porque eu sou manso e humilde de coração..." (Mt. 11: 29).

Extraído e Adaptado pelo Rev. Pastor José Roberto
Imagem: Joseval Oliveira