Divulgador de Cristo

Imagens em Movimento

3homens 3homens Natural

Divulgador de Cristo

Arrebatamento

Jesus Cristo

Fim dos tempos

Você sabia

versículos biblicos

Evangelização/Reflexão

Conhecendo as Escrituras

Anjos

Saiba quem é Jesus o Cristo

Salmos 23

O Lamento do Messias

Redes Sociais

Translate into your language

sábado, 25 de setembro de 2010

ANJOS - QUEM SÃO ESSES SERES?

1 - SÃO MENSAGEIROS

A palavra "anjo" deriva da lingua latina - angelus - que é correspondente à palavra grega angelos. No hebraico a palavra para anjo é mal'ako. O significado comum é mensageiro, enviado.

"Anjos", com o sentido de mensageiros, não diz respeito à natureza espiritual desses seres, mas determina a sua missão. Com esse mesmo sentido de mensageiro ou enviado, pessoas humanas são chamadas "anjos"; o sacerdote (Mt 2: 7); o rei (2 Sm 14: 17,20); os pastores líderes das sete igrejas do Apocalipse (Ap 2: 1, 8, 12,18; 3: 1, 7 14)). Contudo, não é dificil perceber quando o termo se refere aos seres celestiais, porque vem associado à pessoa de Deus como, por exemplo, em Gn 16: 7; 28:12 e Sl 34: 7.

2 - SÃO CRIATURAS DE DEUS

Deus criou tudo o que existe, as coisas visiveis e as invisiveis. Entre elas criou os anjos (Cl 1: 16). Examinando a Bíblia, concluímos que foram criados todos de uma só vez - Deus criou uma companhia de anjos e não uma raça.

1 - Quando foram criados?
Provavelmente foram criados antes da criação do mundo físico. É o que podemos entender à luz de Jó 38:4-7. "Os filhos de Deus", que foram testemunhas da criação de todas as coisas, certamente eram os anjos. Se puderam contemplar toda a criação divina, é porque já haviam sido criados antes dela.

2 - Quantos foram criados?
Não há como contá-los. As Escrituras falam de milhares de milhares (Dn 7: 10; Ap 5: 11), de miríades (Hb 12: 22), de legiões (Mt 26: 53). Tentar descobrir quantos são e nomeá-los é pura tolice, porque a Bíblia dá números indefinidos. Há um número definido deles, que apenas o Senhor conhece, pois foram criados ao mesmo tempo, de uma só vez.

3 - Em qual estado foram criados?
Originalmente as criaturas angelicais eram santas. Todas as outras coisas criadas por Deus eram boas (Gn 1: 31) e os anjos foram criados neste estado de justiça, bondade e santidade. Havia uma condição original de igualdade em todos os anjos (2 Pe 2:4). Os anjos que assim perseveraram, continuaram a serviço do Senhor e foram chamados "eleitos" (Mt 18: 10; 1 Tm 5: 21).
Os anjos maus são os que não perseveraram no estado original. Rebelaram-se e tornaram-se inimigos de Deus, dos outros anjos e dos homens, e estão condenados a tormentos e castigo eterno Jd 6: Mt 8: 29; 25:41).

4 - Onde habitam?
Habitam nas regiões celestiais, onde se manifestam. Várias referências nos dão conta de que os anjos têm sua habitação numa dimensão celestial. Jacó, sonhando, viu anjos que subiam e desciam uma escada cujo topo tocava os céus (Gn 28: 12). No Apocalipse anjos são vistos nos céus (cf. Ap 8:5). quando descem à terra, o fazem para cumprir uma missão (cf. At 12: 7).

3 - SUA PERSONALIDADE E NATUREZA

Há informações bíblicas preciosas sobre a personalidade e natureza dos anjos. Vejamos:

1 - Os anjos são seres pessoais
Deus atribuiu a esses seres que criou caracteristicas pessoais. A crendice popular tem os anjos como espiritos impessoais ou influências sobre os homens. Diferentemente do que popularmente se pensa, a Biblia os apresenta como pessoas. São seres inteligentes, têm vontade própria e prerrogativas especificas. Um exame do texto de Gn 19: 1-13 demonstra isso. Dois anjos estão dialogando inteligentemente com Ló, determinando providências e agindo coerentemente.

2 - Os anjos são seres imortais
Não são eternos, nem possuem a imortalidade essencial, que só Deus possui (cf. 1 Tm 6: 16), mas são imortais (Lc 20: 36), do mesmo modo que o são as almas dos homens. A eternidade para os anjos é a mesma concedida aos seres humanos, na qualidade de criaturas de Deus (cf. Lc 20: 35, 36).

3 - Os anjos são seres espirituais e incorpóreos
Os seres celestiais estão destituídos de qualquer forma corpórea - têm uma natureza espiritual (Mt 8: 16; Ef : 12; Hb 1: 14). Por isso não possuem carne nem osso (Lc 24: 39) e não podem exercer atividades que são próprias dos seres humanos (Mt 22: 30).
Anjos apareceram na forma de homem (Gn 18: 2; 19: 1); agiram como homens, ingerindo alimentos (Gn 18: 8; 19:3), apenas para convencer de sua presença real as pessoas a quem apareciam.
"Os anjos de Deus não tomam outros corpos para se manifestarem, mas tomam formas de pessoas humanas visiveis para se fazerem manifestos" (Cabral, p.9).
Sendo espirituais, são também invisíveis (Cl 1: 16).

4 - Os anjos são seres morais
Se são seres pesoais, possuem também uma natureza moral, e portanto se encontram debaixo de obrigação moral. São recompensados por sua obediência e foram castigados por sua desobediência. Há anjos que permaneceram fiéis a Deus (At 10: 4, 22; Ap 14: 10) e anjos desobedientes, infiéis, que caíram (Is 14: 12; Ez 28: 15; Jo 8: 44; 2 Pe 2: 4).

5 - Os anjos são seres gloriosos
Foram criados com glória e dignidade sobre-humana (Lc 9: 26). No Apocalipse alguns anjos são descritos com majestade (Ap 10: 1-3), contudo, não possuem a mesma glória do Pai nem a mesma glória do Filho (Hb 1: 5-13).
Anjos são seres celestiais; não são seres divinos.

6 - Os anjos são seres poderosos
Aos anjos é conferido maior poder que aos homens (2 Pe 2: 11). O salmista reconhece o poder desses seres celestiais (Sl 103:20).
Eles conhecem as leis da natureza e dominam o fogo e a água (Ap 14: 18; 16:5).
Há muitos fatos bíblicos que evidenciam o poder dos anjos. Vejamos alguns:
a. Um só destruiu todos os primogênitos do Egito, numa noite (Hb 11: 28, cf. Êx 12: 29);
b. Um deles destruiu setenta mil pessoas do reino de Davi (2 Sm 24: 15,16);
c. Um só matou cento e oitenta e cinco mil soldados assírios (Is 37:36);
d. Apenas um conseguiu remover a pedra que fechava o túmulo de Jesus (Mt 28:2)

Entretanto, o poder dos anjos não é limitado.
Não são onipotentes. São mais poderosos que os homens, mas não têm o mesmo poder que Deus.
Não são capazes de criar nada, nem esquadrinhar o coração humano. Os anjos podem influenciar a mente humana do mesmo modo como outro ser humano influência. A influência dos anjos maus, porém, pode ser impedida pelo poder de Deus (Ef 6: 10-12; 1 Jo 4: 4,18).

7 - Os anjos são seres inteligentes
Não são oniscientes. Não têm  inteligência num grau perfeitamente elevado como Deus, mas a possuem em grau mais elevado que os homens (cf. 2 Sm 14: 17, 20; Mt 24: 36; 1 Pe 1: 12).

8 - Os anjos são seres assexuados
Os anjos, tanto os bons como os maus, são seres que não apresentam uma caracteristica de macho e fêmea. Jesus respondeu aos saduceus, que não criam na existência de anjos, que estes não casam, o que indica que não têm sexo e, consequentemente, não se propagam (Lc 20: 35-36).

Na Bíblia não se encontra a expressão "filhos de anjos", pois os anjos são filhos diretos de Deus por ato de criação e por obediência (Jó 1: 6; 2: 1).

Em Gn 6: 2 os "filhos de Deus" não são anjos, como alguns entendem. São os descendentes de Sete, que eram tidos como os verdadeiros adoradores de Deus, e são assim chamados para diferenciar dos descendentes de Caim.

CONCLUSÃO

Em resumo, "embora haja semelhanças entre anjos e Deus e entre anjos e homens, anjos são uma classe distinta de seres. Como Deus, mas diferente dos homens, eles não podem morrer. Como Deus eles são superiores em poder em relação ao homem, contudo não são onipotentes. Do mesmo modo que Deus e o homem eles têm personalidade. Como Deus eles são seres espirituais, mas não são onipotentes como Deus é" (Ryrie, p. 127).


  • Reverentemente, reconheça a soberania e o poder de Deus ao criar todas as coisas e que Ele, unicamente Ele, é digno de todo o louvor e adoração de Suas criaturas, incluindo nós, os seres humanos.
Por Pr. Vanderli Lima Carreiro
Ilustração: Joseval Oliveira