Divulgador de Cristo

Imagens em Movimento

3homens 3homens Natural

Divulgador de Cristo

Arrebatamento

Jesus Cristo

Fim dos tempos

Você sabia

versículos biblicos

Evangelização/Reflexão

Conhecendo as Escrituras

Anjos

Saiba quem é Jesus o Cristo

Salmos 23

O Lamento do Messias

Redes Sociais

Translate into your language

quinta-feira, 11 de novembro de 2010

A ORAÇÃO DO PAI NOSSO

A oração do Pai Nosso é bastante conhecida no mundo inteiro até nas camadas mais divergentes ele é conhecido. Até os incrédulos conhecem esta oração!
No momento em que os discipulos de Jesus perceberam que Ele era realmente o Filho do Deus vivo, pediram-lhe que lhes ensinasse uma maneira correta e eficiente de orar.
E Jesus ensinou que deveriam orar da seguinte forma:

Pai nosso, que estás nos céus,
santificado seja o teu nome; venha o teu reino;
faça-se a tua vontade, assim na terra como no céu;
o pão nosso de cada dia dá-nos hoje;
e perdoa-nos as nossas dívidas,
assim como nós temos perdoado aos nossos devedores;
e não nos deixes cair em tentação;
mas livra-nos do mal [pois teu é o reino, o poder e a glória para sempre. Amém]!


Esta é uma forma de oração em que há uma ligação direta de Deus com seus filhos, mas é preciso haver essa ligação também entre os próprios humanos seguindo as orientações de Deus que é amar uns aos outros.


PAI NOSSO, QUE ESTÁS NOS CÉUS, SANTIFICADO SEJA O TEU NOME - Esta parte inicial da oração deixa bem claro que toda oração deve ser dirigida diretamente a Deus o Todo Poderoso que tudo criou e tudo mantém em seu controle.

VENHA O TEU REINO - Aqui Jesus Cristo ensina que devemos almejar o Seu Reino, o Reino do Pai e não o reino dos homens. Não devemos nos apegar a nada desse plano material e sim com o objetivo de alcançar a vitória que é o Reino da Glória com Cristo.

FAÇA-SE A TUA VONTADE, ASSIM NA TERRA COMO NO CÉU... - Nesta parte Jesus Cristo nos ensina que devemos entregar tudo nas Suas mãos e conforme a vontade de Deus, uma vez que somos totalmente dependentes dEle e sem Ele nada somos e nada podemos fazer.

O PÃO NOSSO DE CADA DIA DÁ-NOS HOJE. - Aqui, Jesus ensina que devemos pedir apenas o suficiente para cada dia. Não adianta pedir a mais com o intuito de estocar. Deus só concede o que realmente necessitamos de imediato, e que o nosso suprimento é o próprio Deus, pois Ele é o pão da vida eternamente.

PERDOA-NOS AS NOSSAS DÍVIDAS, ASSIM COMO NÓS TEMOS PERDOADO AOS NOSSOS DEVEDORES - Nesta parte fica evidente que, se estamos em débito com Deus, precisamos pedir o perdão destas dívidas (destas ofensas) para que, estando sem débitos, Deus nos conceda aquilo que desejamos. Note, entretanto, que existe uma precondição para que Deus nos perdoe e, conseqüentemente, nos atenda. A pré-condição é sermos capazes de perdoar os que estão em débito conosco também (aos que tenham nos ofendido), de modo a alcançarmos o perdão de Deus e recebermos aquilo que desejamos.

E NÃO NOS DEIXEIS CAIR EM TENTAÇÃO, MAS LIVRA-NOS DO MAL [POIS TEU É O REINO, O PODER E A GLÓRIA PARA SEMPRE]. Amem!  - Aqui, Jesus Cristo comenta que o mal e as tentações realmente existem de verdade. E que a melhor maneira de nos proteger é seguir os ensinamentos de Deus pedindo a Ele que nos proteja e nos salve do maligno mais conhecido como diabo ou satanás.

Neste modelo de oração Jesus ensina todos os aspectos que devemos considerar para nos relacionar corretamente com Deus. As pessoas que encaminham suas rezas ou orações a personalidades humanas, históricas ou coisas herdadas de tradições, ainda que aparentem ser próximas de Deus, normalmente não obtêm os resultados desejados. Uma vez que toda autoridade foi dada a Jesus Cristo tanto nos céus como na terra. Se a oração não for feita em nome de JESUS não chegará ao trono de Deus.
Não existe outro meio pelo qual uma oração chegue até Deus se não for por intermédio de Jesus, isso foi o Próprio Jesus quem disse:  Eu sou a videira, vós, os ramos. Quem permanece em mim, e eu, nele, esse dá muito fruto; porque sem mim nada podeis fazer. (João 15.5)

dando sempre graças por tudo a nosso Deus e Pai, em nome de nosso Senhor Jesus Cristo, (Efésios 5.20)

Um dos maiores pecados e causa de grande idolatria é rezar para que entidades diversas intercedam junto a Deus por nós. As vezes até supõem ter alcançado alguma graça; mas essa graça não provêm de Deus. Satanás também ajuda temporariamente, mas após algum tempo a pessoa que supôs ter alcançado a graça recai em situação pior e até com consequencias danosas, face a desobediência para com o Deus Verdadeiro.

Que a Graça e a Paz de Nosso Senhor Jesus Cristo esteja convosco!


Por Joseval Oliveira
Ilustração: Joseval Oliveira