Divulgador de Cristo

Imagens em Movimento

3homens 3homens Natural

Divulgador de Cristo

Arrebatamento

Jesus Cristo

Fim dos tempos

Você sabia

versículos biblicos

Evangelização/Reflexão

Conhecendo as Escrituras

Anjos

Saiba quem é Jesus o Cristo

Salmos 23

O Lamento do Messias

Redes Sociais

Translate into your language

domingo, 29 de maio de 2011

LOCALIZAÇÃO E DESTRUIÇÃO DE SODOMA E GOMORRA


Sodoma e Gomorra (do hebraico סְדוֹם Sodom e עֲמוֹרָה Amorah ) são, de acordo com a Bíblia judaico-cristã, duas cidades que teriam sido destruídas por Deus com fogo e enxofre descido do céu. Segundo o relato bíblico, as cidades e os seus habitantes foram destruídos por Deus devido a prática de actos imorais. Os seus habitantes eram os cananeus.
A expressão "Sodoma e Gomorra" se aplica, por extensão, às cinco cidades-estado do Vale de Sidim, no Mar Salgado ou Mar Morto. Eram elas: Sodoma, Gomorra, Admá, Zebolim e Bela (também é chamada de Zoar.
O Vale de Sidim ("Vale dos Campos") ou vale das grandes planícies “que é o mar salgado” (Gênesis 14:3, 8, 10), entre En-Gedi e as cidades da planície, ao extremo sul do Mar morto. Ele era "cheio de poços de betume". Neste lugar, Quedorlaomer e os reis confederados derrubaram os reis de Sodoma e as cidades da planície na Batalha do Vale de Sidim. Deus posteriormente, por conta de sua maldade, "destruiu essas cidades e toda a planície e todos os habitantes das cidades" e da fumaça de sua destruição "subiu como fumaça de uma fornalha" (Gênesis 19:24-28), e era visível de Manre, onde Abraão habitou.
Era descrito como um lugar paradisíaco. Ocupava uma área aproximadamente circular no vale inferior do Mar Salgado, actualmente submerso pelas suas águas salgadas. A região é chamada em hebraico de Kikkár que significa "bacia". A pequena península na margem oriental do Mar Salgado, é chamada em árabe de El-Lisan que significa "a língua". Desde a península de El-Lisan ao extremo sul, se estenderia o Vale de Sidim. O seu fundo registra uma profundidade de 15 a 20 metros, enquanto para norte da península, o fundo desce rapidamente para uma profundidade de 400 metros.
Ora, passou a habitar na cidade de Sodoma Ló e sua familia depois da separação dele e Abraão. Ló anteriormente morava em Ur dos Caldeus, junto com seu pai, Harã. Harã morreu em Ur e quando Abraão foi chamado por Deus para ir até Canaã, Ló foi junto com ele. Eles foram até Harã, onde ficaram por um tempo (em Harã Terá faleceu com 205 anos de idade). Depois eles foram até Canaã (atual Palestina). Devido à grande quantidade de bens que Abraão e Ló possuíam, os dois se separaram como está em gênesis 13. Abraão ficou em Canaã e Ló foi se dirigindo para a cidade de Sodoma. Houve uma guerra pouco tempo depois e Sodoma foi saqueada e Ló foi levado cativo. Ouvindo isso Abraão junto com 318 homens foram e derrotaram os inimigos, libertando a Ló.
Segundo a bíblia, após o retorno de Abraão do Egipto, o motivo da destruição das cidades de Sodoma e Gomorra foram a perversidade de seus habitantes, a imoralidade, a prática do sodomismo sendo praticamente todos os homens daquele lugar homossexuais, e a desobediência ao Senhor. Isso afligia muito ao justo Ló.
Porém, isso não impediu uma coexistência pacífica entre os habitantes de Sodoma com o patriarca Abraão, e com o seu sobrinho, Ló.
Segundo o livro de Gênesis, dois anjos de Deus dizem a Abraão que "o clamor de Sodoma e Gomorra se têm multiplicado, e porquanto o seu pecado se têm agravado muito". Abraão então intercede consecutivas vezes pelo povo sodomita, e Deus ao final lhe responde se houvesse em Sodoma dez pessoas justas, a cidade não seria destruída.
Mesmo assim, dois anjos foram enviados para Sodoma para tirar Ló e sua família de lá. Quando eles saíssem eles não poderiam olhar para a cidade, devendo ir para as montanhas, ou então morreriam. Ao chegarem esses anjos na casa de Ló, os mesmos que nesse mesmo dia tinham passado pelo lugar onde morava Abraão e anunciado que passado um ano, Sara daria à luz um filho e que teriam de chamá-lo de Isaque, chegaram a casa de Ló a noite e iam pernoitar lá. Foram hospitaleiramente bem recebidos por Ló que os convida para entrar enquanto ele (Ló), prepararia algo para comerem. Antes de se deitarem, os homens da cidade cercaram a casa de Ló para terem relações sexuais com seus dois hóspedes. Ló então sai na defesa dos anjos, oferecendo suas filhas virgens para saciar o desejo da multidão, as quais foram rejeitadas pelos insurbordinados sodomitas.
Ferindo com cegueira os homens que estavam junto á porta da casa de Ló, os anjos retiram o patriarca e sua família da cidade e lhes dá a ordem de seguirem sempre em direção das montanhas sem olharem para trás antes de amanhecer o dia. Então, de acordo com Gênesis, inicia-se a destruição de Sodoma e de toda a planície daquela região. Nem todos os homens da cidade de Sodoma eram homossexuais. Por exemplo, as filhas de Ló estavam prometidas em casamento a dois bons homens da cidade. Mas, o número elevado de pessoas que faziam o que era mau, havia levado a que Deus condenasse a cidade de Sodoma e algumas cidades vizinhas à destruição.
Ele destruiu as cidades, o vale, os seus moradores e toda a vegetação da região. Enquanto eles fugiam, a mulher de Ló olhou para trás e foi transformada em uma estátua de sal.
Nesse lugar onde outrora existia essas cidades, está situado o mar morto, que realmente é inadequado para qualquer coisa, devido a grande e alta concentração de sal em suas águas. Estima-se que seja 300 gramas de sais para cada litro de água, sendo que a quantidade considerada normal e que se faz presente nos oceanos é de 35 gramas para cada litro de água. Ficando assim provado o "porque" da mulher de Ló ter se transformado numa estátua de sal.

Pesquisa extraída e adaptada da Wikipédia-Internet, por Joseval Oliveira
Imagem: Internet- Google imagens