Divulgador de Cristo

Imagens em Movimento

3homens 3homens Natural

Divulgador de Cristo

Arrebatamento

Jesus Cristo

Fim dos tempos

Você sabia

versículos biblicos

Evangelização/Reflexão

Conhecendo as Escrituras

Anjos

Saiba quem é Jesus o Cristo

Salmos 23

O Lamento do Messias

Redes Sociais

Translate into your language

terça-feira, 14 de junho de 2011

ORGULHO


14 de junho


LEITURA BÍBLICA:
2 Crônicas 26.3-21
Enquanto buscou o Senhor, Deus o fez prosperar (2 Cr 26.5b)

Uzias foi um homem muito rico que reinou em Judá no oitavo século antes de Cristo. Durante seu governo o reino prosperou. Ele se interessou por agricultura e criação de animais; escavou cisternas, ergueu torres de proteção (v 9a,10a) e reconstruiu cidades (v 6b). O texto lido o descreve como um homem de guerra que lutou contra vários povos e foi vitorioso. Ele também recebia o pagamento de tributos de outras nações (v 8a), tinha rebanhos e lavradores (v 10) e um exército capaz (v 11, 13), entre outras coisas. O texto faz questão de enfatizar que ele se tornou muito poderoso e famoso (v 8 e 15). Talvez essa tenha sido a causa de sua ruína. Um dos problemas do ser humano é o orgulho diante das coisas que possui. Não é errado possuir bens; o problema é quando estes levam a pessoa a corromper-se e à exaltação própria. O resultado disso pode ser visto no versículo 16 do texto de hoje. O rei Uzias, após tornar-se homem forte e exaltar-se, foi infiel ao Senhor. Assim, o poder levou ao orgulho, e este à infidelidade. Quando alguém acredita que é grande por suas próprias forças e riquezas, também acaba acreditando que não precisa de Deus. Uzias esqueceu que sua grandeza fora dada pelo Senhor e a consequência disso foi sua humilhação. Poderoso e orgulhoso, o rei acreditou que poderia fazer qualquer coisa, inclusive algo que não lhe cabia: oferecer incenso no santuário. Somente os sacerdotes podiam fazer isso. Uzias não se contentou com o que possuía e quis algo que não estava destinado a ele. O resultado foi trágico: como castigo, ficou leproso e teve de viver afastado das pessoas e da casa do Senhor até sua morte. Sua história é um alerta para que não sejamos orgulhosos, quer o Senhor nos tenha dado muito, quer pouco. Nossa ruína ou vitória vai depender do que influencia nossas ações: as coisas que temos ou o nosso compromisso com o Senhor. - MZK

Todo o que se exalta será humilhado, e o que se humilha será exaltado (Lc 14.11).

Fonte: Pão Diário
Imagem: Internet – Google Imagens