Divulgador de Cristo

Imagens em Movimento

3homens 3homens Natural

Divulgador de Cristo

Arrebatamento

Jesus Cristo

Fim dos tempos

Você sabia

versículos biblicos

Evangelização/Reflexão

Conhecendo as Escrituras

Anjos

Saiba quem é Jesus o Cristo

Salmos 23

O Lamento do Messias

Redes Sociais

Translate into your language

sexta-feira, 1 de julho de 2011

Ave Maria!, reza idólatra.



Prezados leitores amados do Senhor! o que vai ser esclarecido aqui não é a intenção de imposição sobre ninguém, mas esclarecimentos a luz da Palavra de Deus sobre práticas idólatras contrárias a seus ensinamentos. Examine-se cada um a si mesmo e veja se está seguindo conforme os ensinamentos do Senhor.

A reza da Ave Maria!
[Ave maria cheia de graça
O senhor é convosco
Bendita sois vós
Entre as mulheres
E bendito é o fruto do vosso ventre, Jesus.
Santa Maria, mãe de Deus,
Rogai por nós pecadores
Agora e na hora de nossa morte, Amém!]

Amados leitores, todo aquele que segue a Cristo e anda nos caminhos do Senhor, sabe que não se deve roubar atributos inerentes a Deus e dar a outrem. Constitui-se pecado de idolatria todo aquele que procede assim. Nos textos acima, vemos erros graves e prática idólatra atribuídos a seres criados por Deus.
Sabemos também que essa reza, foi inventada pelo homem para destinar glórias a alguém carnal nascido em pecados conforme toda humanidade. No caso especifico de Maria, sabemos que ela foi escolhida por Deus para ser a mãe de Jesus em sua "natureza carnal como homem". Ela foi uma mãe como qualquer outra mãe, dando ensinamento e educando seu filho como o costume de todas as mães. Na natureza espiritual, ela não foi sua mãe, uma vez que Jesus tinha duas naturezas, "humana e espiritual". É tanto que Jesus foi muito independente, só reconhecendo ao Pai e a Ele mesmo.

As vezes que Jesus se referia a sua mãe, Ele a chamava de mulher, em nenhum momento mãe! Em se tratando da própria Maria, quando recebeu a noticia que foi a escolhida para ser mãe de Jesus através do anjo Gabriel, {(Lucas 1.26) No sexto mês, foi o anjo Gabriel enviado, da parte de Deus, para uma cidade da Galileia, chamada Nazaré ",} que viria sobre ela o Espirito Santo e com a sombra do poder do Altíssimo a envolveria, ela conceberia e daria a luz a um filho e que seria chamado “Filho de Deus”. Ela muito se admirou pois não tinha tido relacionamento nenhum ainda com José. Também como serva de Deus, não se exaltou em momento algum, na sua humildade, não requereu glórias nenhuma, antes glorificou a Deus.

Vejamos o que ela disse: “Então, disse Maria: Aqui está a “serva do Senhor; que se cumpra em mim conforme a tua palavra. E o anjo se ausentou dela” (Lucas 1.38). Vimos que em nenhum momento ela se achou mais importante que qualquer mulher, e ou mais santificada, ou a toda poderosa! "Toda essa glória foi dada pelos Romanos que sempre interpretaram e fizeram com a religião católica tal qual fizeram com seus reinados dominantes, naquela época, século III decretaram o cristianismo como a única religião oficial do mundo, e aceitaram as práticas idólatras e pagãs vindas dos gregos que já adoravam Afrodite, Diana e Ísis".


Maria também exclamou um cântico de louvor e adoração a Deus. Vejamos: “Então, disse Maria: A minha alma engrandece ao Senhor, e o meu espírito se alegrou em Deus, meu Salvador, porque contemplou na humildade da sua serva. Pois, desde agora, todas as gerações me considerarão bem-aventurada, porque o Poderoso me fez grandes coisas. Santo é o seu nome.
A sua misericórdia vai de geração em geração sobre os que o temem.
Agiu com o seu braço valorosamente; dispersou os que, no coração, alimentavam pensamentos soberbos.
Derribou do seu trono os poderosos e exaltou os humildes.
Encheu de bens os famintos e despediu vazios os ricos.
Amparou a Israel, seu servo, a fim de lembrar-se da sua misericórdia a favor de Abraão e de sua descendência, para sempre, como prometera aos nossos pais” (Lucas 1.46-55). Veja que ela prossegue corretamente como uma serva humilde, glorificando e exaltando a Deus, em nenhum momento aceitou ou se achou exaltada digna de louvor e adoração.

Mas voltando ao teor da reza, primeiro veja a saudação  [Ave Maria]
Essa saudação não é Bíblica, em momento nenhum o anjo Gabriel saudou Maria assim. Ele disse: Alegra-te muito favorecida! ( que significa alegrar-se com imparcialidade, protegida, abençoada).


Essa saudação vem dos Romanos que saudavam seus imperadores e em especial a César com a saudação AVE CÉSAR! "Ave Caesar, morituri te salutant (lat.) Salve, César; os que vão morrer te saúdam. Palavras com que os gladiadores, desfilando ante o camarote do imperador ..." saudavam a ele.


Mediante essa prática, o alto concílio romano introduziu na reza criada em honra e glórias a Maria, a oração da Ave Maria que foi instituída na igreja católica romana na segunda metade do ano 1508. Depois foi finalmente aprovada pelo Papa Sixtus V, ao final do Século XVI.

[Cheia de graça], é uma idolatria, pois adora uma pessoa que nasceu do pecado original como qualquer outro ser. E a palavra de Deus diz que todos somos pecadores, todos estamos em nossos delitos e pecados por herança de nossos pais Adão e Eva. E GRAÇA significa “favor imerecido” Deus nos deu por inteira bondade dEle, porque nem isso merecíamos. Portanto a graça que ela recebeu é a mesma graça que todo cristão genuinamente convertido e que vive nos caminhos dEle também recebe. Só Deus que é o possuidor da “Graça Salvadora” é digno de ser louvado.

[O Senhor é convosco, bendita sois vós estre as mulheres, bendito é o fruto do vosso ventre, Jesus]. 
Até ai está tudo certinho, na verdade ela é merecedora.

[Santa Maria, mãe de Deus]
Aí recomeça novamente a idolatria, retirando atributos de Deus. Ela nunca foi santa e nem é! Pois santos são todos aqueles que se santificam no Senhor, vivendo segundo seus preceitos, os convertidos genuinamente. Ela nunca foi mãe de Deus, pois Deus não tem mãe. No céu só existe Deus que é o Primeiro e o último, o principio e o fim, o Alfa e o Ômega. Deus que não foi criado, que não teve inicio nem terá fim, todavia não teve mãe. A única menção de uma mãe rainha dos céus e citada na Bíblia encontra-se nos textos a seguir, e mesmo assim Deus condenou e puniu a todos os que usaram dessa idolatria abominável. Vejamos os textos:  (Jeremias 7.18)   Os filhos apanham a lenha, os pais acendem o fogo, e as mulheres amassam a farinha, para se fazerem bolos à Rainha dos Céus; e oferecem libações a outros deuses, para me provocarem à ira. (Jeremias 44.17) antes, certamente, toda a palavra que saiu da nossa boca, isto é, queimaremos incenso à Rainha dos Céus e lhe ofereceremos libações, como nós, nossos pais, nossos reis e nossos príncipes temos feito, nas cidades de Judá e nas ruas de Jerusalém; tínhamos fartura de pão, prosperávamos e não víamos mal algum. (Jeremias 44.18)  Mas, desde que cessamos de queimar incenso à Rainha dos Céus e de lhe oferecer libações, tivemos falta de tudo e fomos consumidos pela espada e pela fome. (Jeremias 44.19) Quando queimávamos incenso à Rainha dos Céus e lhe oferecíamos libações, acaso, lhe fizemos bolos que a retratavam e lhe oferecemos libações, sem nossos maridos?

Essa rainha dos céus nessa época foi originaria da Babilônia no tempo do deus Ninrod que era casado com Semíramis e após sua morte, converteu-se na 'Rainha do Céu' dos Babilônios, e Ninrode sob vários nomes, converteu-se no 'Divino Filho do Céu' por gerações neste culto idólatra. Ninrode passou a ser o falso Messias, filho de Baal: o deus Sol.

Mas a Palavra de Deus diz que Deus está acima de tudo: (Salmos 21.13) Exalta-te, SENHOR, na tua força! Nós cantaremos e louvaremos o teu poder.
(Salmos 47,9) Os príncipes dos povos se reúnem, o povo do Deus de Abraão, porque a Deus pertencem os escudos da terra; ele se exaltou gloriosamente. (Salmos 57.5) Sê exaltado, ó Deus, acima dos céus; e em toda a terra esplenda a tua glória.
(Filipenses 2.9-10) Pelo que também Deus o exaltou sobremaneira (Jesus) e lhe deu o nome que está acima de todo nome,  para que ao nome de Jesus se dobre todo joelho, nos céus, na terra e debaixo da terra,
(Apocalipse 5.12)  proclamando em grande voz: Digno é o Cordeiro que foi morto de receber o poder, e riqueza, e sabedoria, e força, e honra, e glória, e louvor.
(Salmos 93.2) Desde a antiguidade, está firme o teu trono; tu és desde a eternidade.

Como pode uma pessoa que nasceu através de Deus, que lhe deu vida, ser a mãe dele mesmo (Deus)? A base do catolicismo é a seguinte: “se Jesus é Deus, então Maria é a mãe de Deus”. E o que dizer Jesus sendo Deus, e tendo dado-lhe a vida, como ela pode ser sua mãe? Isso pode aplicar-se somente no que se refere a Jesus na natureza humana, porque se fez carne. E essa natureza morreu também por nós, e ressuscitou em novo corpo glorificado ao terceiro dia no mesmo Espirito que sempre existiu.

{rogai por nós pecadores}- Rouba claramente os atributos de Jesus Cristo, pois a bíblia diz que o único digno de ser adorado é Jesus. O único que nos salva é Jesus, e é através dele que chegaremos até o Pai. Vejamos: (João 15.5)   Eu sou a videira, vós, os ramos. Quem permanece em mim, e eu, nele, esse dá muito fruto; porque sem mim nada podeis fazer.
(1 Timóteo 2.5) Porquanto há um só Deus e um só Mediador entre Deus e os homens, Cristo Jesus, homem,
(Hebreus 12.4) e a Jesus, o Mediador da nova aliança, e ao sangue da aspersão que fala coisas superiores ao que fala o próprio Abel.
{Agora e na hora de nossa morte, Amém!}- Outro pecado idólatra. Pois quem nos salva é Jesus Cristo e sem Ele nada se pode fazer. Não é necessário rogar por ninguém na hora da morte, porque a palavra de Deus diz que o anjo do Senhor acampa-se ao redor de todos que temem e seguem a Cristo. “O anjo do SENHOR acampa-se ao redor dos que o temem e os livra”. (Salmos 34.7) A Palavra de Deus diz também que a morte de seus filhos é para Ele preciosa, tendo nesse caso total proteção de sua parte. “Preciosa é aos olhos do SENHOR a morte dos seus santos”. (Salmos 116.15)

Portanto vimos que todo o poder vem de Deus, através de Cristo Jesus. De nada vale colocar, ou atribuir poderes a ninguém porque se constitui pecado abominável. Só devemos rogar a Cristo, porque foi Ele quem veio morrer por nós!
A palavra de Deus diz que os idólatras não entrarão no seu Reino vejamos: (1 Corintios 6.9)   Ou não sabeis que os injustos não herdarão o reino de Deus? Não vos enganeis: nem impuros, nem idólatras, nem adúlteros, nem efeminados, nem sodomitas,.
 
Amado leitor, a decisão é sua! cabe a cada um autoexaminar-se para ver onde está a verdade.
Para os que seguem os mandamentos do Senhor, permaneçam na certeza que estão seguindo o caminho que leva a salvação, e que esta seja a meta desejada e o alvo a ser alcançado!

Por Joseval Oliveira
Imagem: Joseval Oliveira