Divulgador de Cristo

Imagens em Movimento

3homens 3homens Natural

Divulgador de Cristo

Arrebatamento

Jesus Cristo

Fim dos tempos

Você sabia

versículos biblicos

Evangelização/Reflexão

Conhecendo as Escrituras

Anjos

Saiba quem é Jesus o Cristo

Salmos 23

O Lamento do Messias

Redes Sociais

Translate into your language

sábado, 4 de fevereiro de 2012

Quantos Céus Existem?


O céu dos céus



“No principio criou Deus os céus e a Terra" (Gn 1.1) (Pronuncia-se: Bereshit bará Elohim et hashamayim ve'et há'arests).

No texto original, a palavra hebraica para céus é "shamayim" a terminação "im" indica uma pluralidade. Temos nas escrituras diversos exemplos de palavras hebraicas que terminam com o sufixo "im" indicando plural, como em:

1) "Urim Tumin" (Ex.28.30, Lv.8.8) que se traduz por "luzes e perfeições", tratando-se da alusão de pequenos objetos, em conexão com a interpretação da vontade de Deus por meio do sumo sacerdote, estando estes sagrados objetos numa dobra do peitoral. Parece que se trata de pedras, usadas como sortes, ou talvez de uma única pedra com 2 faces sobre as quais estivessem gravados os termos Urim e Tumim. Na benção de Moisés (Dt.33.8) O privilégio de possuir o Urim e o Tumim era conferido a tribo de Levi.

2) "Elohim" apesar do fato desse termo ter sido traduzido como "Deus" o mesmo se encontra numa forma pluralizada, isto é, termina com o sufixo "im", seu significado original é "Deuses". Sabemos que existe um só Deus, mas também sabemos que se trata de um Deus trino. Isso explica a doutrina da trindade, "O Pai, O Filho e o Espírito Santo , três pessoas distintas, que essencialmente são uma só divindade". Portanto não há base bíblica para o Triteísmo (Crença em três deuses) nem para o Sabelianismo (Ensinamento herético do bispo Sabélio, que diz que Pai, Filho e Espírito Santo são simplesmente três aspectos da manifestação de Deus, sem distinção de pessoas). No louvor do Serafim vemos a doutrina da trindade: "Santo (O Pai), Santo (O Filho), Santo (O Espírito Santo) é o Senhor dos Exércitos...." (Is 6.3). Outra clara evidência é no batismo de Jesus, quando o Filho adentra as águas, o Espírito Santo desce e repousa sobre Ele, e de imediato o pai diz: "Este é o meu filho amado no qual me deleito" (Mt.3.15-17).

3) há muitas outras palavras a serem analisadas neste contexto sufixal, tais como: Querubim, Serafim e assim por diante. Todavia queremos centralizar nossa atenção no termo hebraico "Shamayim" ou seja, "céus". As Escrituras nos leva a crer que existe indubitavelmente mais do que somente um céu. Pois o primeiro verso da palavra de Deus é a respeito da criação dos céus. Para alguns judeus existe sete céus, para outros eruditos e estimados teólogos existem apenas três céus. 

"O primeiro céu é o (Auronos) trata-se do céu inferior ou céu atmosférico, lugar tal onde ocorrem os fenômenos como chuva, relâmpago, trovões, etc. Região que envolve a terra com ar, nuvens e vapor, pelo qual os aviões cruzam os continentes". 

"O segundo céu é o (Mesorânios) tratando-se agora do céu intermediário ou astronômico, onde se encontram os planetas, as estrelas, os satélites e todos os demais corpos celestes juntamente com as insondáveis galáxias criadas pelo Todo-Poderoso".

"Finalmente o terceiro céu (Eporânios) o céu superior ou Paraíso, Éden celeste ou à luz de (2Cr 6:18) "Céu dos céus" onde O apóstolo Paulo foi arrebatado e ouviu palavras inefáveis que ao homem não é licito falar (IICo12.1-3)".

O brasileiro Santos Dumont foi o primeiro homem a decolar numa engenhoca voadora, voando no primeiro céu. Os irmãos Writ, americanos, fizeram o mesmo. Mais tarde, em 1962 John Glenn é o primeiro americano em órbita, logo Neil Armstrong numa nave chamada Apolo 11 vai à Lua no segundo céu, o primeiro homem a colocar o pé na lua, dia 20 de julho de 1969. A ciência atual, com toda sua tecnologia somada com os diversos recursos disponíveis, é incapaz de levar o homem ao terceiro céu, isto é, ao paraíso. Não há avião, foguete ou espaçonave capaz de transportar o homem ao céu superior. Os homens viajam cruzando os continentes pelo ar no primeiro céu, pesquisam o espaço e fazem da Lua um ponto turístico no segundo céu, mas a respeito do terceiro céu Jesus Cristo diz: "Eu sou o caminho a verdade e a vida, ninguém vem ao pai senão por mim" (Jo14.6) Ele acrescenta "Ora, ninguém subiu ao céu senão o que do céu desceu, o filho do homem que está no céu" (Jo 3.13). O apóstolo Pedro disse aos adeptos do judaísmo daquela época:
"E em nenhum outro há salvação; porque debaixo do céu nenhum outro nome há, dado entre os homens, em que devamos ser salvos." (At 4.12). O apóstolo Paulo que fora arrebatado até ao terceiro céu disse ao seu amado filho na fé Timoteo: "Porque há um só Deus, e um só Mediador entre Deus e os homens, Cristo Jesus, homem, o qual se deu a si mesmo em resgate por todos, para servir de testemunho a seu tempo" (1Tm 2.5,6)
Para a meditação de todos leitores irmãos o seguinte versículo: Mas, como está escrito: As coisas que olhos não viram, nem ouvidos ouviram, nem penetraram o coração do homem, são as que Deus preparou para os que o amam.(1Co 2.9)

Autor: Pablo Cotrim - http://www.tabernaculo.com.br/arquivo/2001/janeiro/paginas/cultura.htm
Imagem: Internet-Google imagens

A próxima postagem trará mais assuntos sobre os céus....não percam!....