Divulgador de Cristo

Imagens em Movimento

3homens 3homens Natural

Divulgador de Cristo

Arrebatamento

Jesus Cristo

Fim dos tempos

Você sabia

versículos biblicos

Evangelização/Reflexão

Conhecendo as Escrituras

Anjos

Saiba quem é Jesus o Cristo

Salmos 23

O Lamento do Messias

Redes Sociais

Translate into your language

sábado, 21 de abril de 2012

Maria mãe de Jesus foi elevada aos céus?




Prezados e amados leitores, essa postagem tem como objetivo esclarecer à luz das Escrituras Sagradas sobre a lenda que Maria a mãe de Jesus foi elevada aos céus em corpo e alma semelhante a Cristo, como também outros pontos que são ensinados de forma errônea por certa doutrina.
Trata-se de uma doutrina na sua maior parte paralela a Bíblia Sagrada, dotada de imitação e invenção da maioria das coisas, que divide os atributos de Deus e de Cristo com Maria, Papa, e seus idolos ou imagens. Os fiéis dessa doutrina que se diz a única reconhecida como realmente autentica, não leem a Bíblia nas igrejas, e muito menos em casa, pois as Bíblias servem de amuleto abertas ou fechadas em cima de estantes ou num canto do quarto ou sala. Seus conhecimentos a cerca da Palavra de Deus limitam-se apenas a liturgias de boletins dominicais das missas, que são um ritual mecânico com pouco ou nenhum conteúdo Bíblico, e escandalizam-se ao ver alguém levar uma Bíblia para seus templos, discriminando-os e chamando-os de “crentes”, pois lá a Bíblia não é usada, apenas o celebrante usa [O Missal Romano] que é o livro usado na Missa de rito romano para as leituras próprias do (clérigo). Ele contém vários tipos de orações eucarísticas. Suas tradições predominam desde épocas passadas onde o paganismo adentrou suas portas, e ali permaneceu a se expandir até os dias de hoje. Tem nas figuras do Papa, Padres, Frei, ou Bispos, como seus mentores ou conselheiros, e o Papa como infalível; representante de Cristo na terra e cabeça de toda igreja, uma vez que só ela é reconhecida como a única em todo o mundo. Mas quanto ao estudo das Escrituras ou ensinar a seus fiéis a conhecer Deus, ter comunhão com ele, expandir o evangelho, cumprindo a missão de embaixadores de Cristo, está muito aquém. Ensinam de uma forma superficial, como se a Bíblia não tivesse nenhuma importância, uma vez que em épocas passadas perseguiam quem lesse ou tivesse uma Bíblia. Sem contar com milhões de pessoas que executaram na época da Inquisição por causa da Palavra de Deus, e da Verdade. Até as suas rezas eram feitas em latim para que o povo não tivesse conhecimento das Escrituras, algo mecanizado e ritualista. O que vale são as determinações do Papa, e o que o celebrante fala. Para se ter uma idéia, iniciam desobedecendo desde o Primeiro e Segundo mandamentos da Lei, que diz para não fazerem nem cultuarem imagens de semelhança alguma, mas seu forte é esse; “a idolatria, sacrifícios através de promessas a imagens ou coisas, e a canonizar e tornar santos dignos de adoração a pessoas por terem sido detentoras de boas obras em vida”.


Eu vos escrevo agora, como um servo resgatado por Deus; porque anteriormente era um que somava-se a essa mulidão de escravos da fé. Sabendo que nesse universo de adeptos de sua doutrina, têm muitos que serão salvos, no momento certo o Senhor os retira de lá, assim como a mim.
Vejamos os textos abaixo, sobre o que afirmam seus mestres sobre o dogma da Assunção de Maria aos céus e outros:
Palavras da doutrina católica:

[Este dogma foi proclamado pelo Papa Pio XII, no dia 1 de novembro de 1950, na Constituição Munificentissimus Deus:
Neste caso se diz que o Papa fala 'ex-cathedra', quer dizer, que fala e determina algo em virtude da autoridade suprema que tem como Vigário de Cristo e Cabeça Visível da Igreja, Mestre Supremo da Fé, com intenção de propor um assunto como crença obrigatória dos fiéis católicos.
O dogma da Assunção se refere a que a Mãe de Deus, ao cabo de sua vida terrena foi elevada em corpo e alma à glória celestial.
A Assunção de Nossa Senhora foi transmitida pela tradição escrita e oral da Igreja. Ela não se encontra explicitamente na Sagrada Escritura, mas está implícita.
Nada é mais autêntico do que estas antigas tradições da Igreja sobre o mistério da Assunção da Mãe de Deus, encontradas nos escritos dos Santos Padres e Doutores da Igreja, dos primeiros séculos, e relatadas no Concílio geral de Calcedônia, em 451.
Como o seu Filho e pela virtude de seu Filho, a Virgem Santa ressuscitara ao terceiro dia. Os anjos retiraram o seu corpo imaculado e o transportaram ao céu, onde ele goza de uma glória inefável.
Dizia o Monsenhor Carlos, antigo pároco da Catedral de Santo Antônio: “Com Jesus Tudo, sem Maria nada.”

Agora vejamos o que diz no compêndio do Catecismo da Igreja Católica:

"Finalmente, a Imaculada Virgem, preservada imune de toda mancha da culpa original, terminado o curso da vida terrestre, foi assunta em corpo e alma à glória celeste. E para que mais plenamente estivesse conforme a seu Filho, Senhor dos senhores e vencedor do pecado e da morte, foi exaltada pelo Senhor como Rainha do universo." A Assunção da Virgem Maria é uma participação singular na Ressurreição de seu Filho e uma antecipação da ressurreição dos outros cristãos” (Parágrafo 966).

Fontes: http://www.fatima.com.br/site2/index.php?option=com_content&view=article&id=1049:a-festa-da-assuncao-de-nossa-senhora-aos-ceus-&catid=186:outras-comemoracoes&Itemid=642 /http://www.lepanto.com.br/catolicismo/doutrina-catolica/a-assuncao-gloriosa-de-nossa-senhora/


Então amados leitores, vocês puderam ter uma ideia dos absurdos escritos e praticados no intuito de prostituir e corromper o povo de Deus que não estuda a Sua Palavra. É por isso que milhões estão mergulhados nessa cegueira habitual que passa de geração em geração e se distanciam cada vez mais de Deus, apenas seguindo tradições na certeza que depois de mortos existe a interseção da mãezinha que pede a Deus para lhes perdoar os pecados cometidos em vida; indo em seguida para um suposto lugar denominado por eles de "purgatório", de temperatura amena, suportável e depois Ele (DEUS) atende prontamente a seu pedido, e estarão todos a salvos.

Vimos nestes pequenos textos, afirmarem coisas absurdas, que jamais saiu da boca de Deus, pois Deus disse: a minha glória não a darei a ninguém: “Isaías 42.8- Eu sou o SENHOR, este é o meu nome; a minha glória, pois, não a darei a outrem, nem a minha honra, às imagens de escultura”.
Nos textos acima eles afirmam que essa mentira da Assunção de Maria, foi criada pelos doutores da Igreja Romana, e que é tudo fruto de tradição e que não está realmente escrito na Bíblia, e o Papa Pio XII determinou isso no ano de 1950.
Segundo a Bíblia Sagrada, livro do povo genuinamente de Deus, só três pessoas foram Trasladas num redemoinho, não fala nem que foram elevados ao céu, e foram eles: Enoque, Elias e Felipe, mas com certeza para o céu onde fica o trono de Deus não foram, porque para lá só Cristo que desceu. (João 3.13) Ora, ninguém subiu ao céu, senão aquele que de lá desceu, a saber, o Filho do Homem [que está no céu]. João que escreveu esse evangelho, viveu com o Mestre Jesus, se isso tivesse acontecido ele não teria relatado? Mateus que escreveu apresentando Jesus como o Mesias prometido também não teria documentado? como também outros que viveram juntos? Se caso alguém consiga provar a luz da Bíblia que Maria foi elevada ao céu, informe em que Bíblia é, para que possamos averiguar, como os irmãos de Beréia, que qualquer coisa iam confrontar com as Escrituras para ver se estavam falando a verdade. Aliás os textos acima por si já admitem que não está explicito realmente que Maria foi elevada ao céu, mas sim implícito. Portanto não tem valor algum. É realmente uma invenção. As coisas de Deus são claras e objetivas, as do homem são cheias de falsidades que só Deus é quem pode resolver.

Afirmam também que o Papa é o CABEÇA da igreja aqui na terra, e tem autoridade para fazer e desfazer qualquer coisa, até de manter uma doutrina errada e mentirosa para os seus fiéis, e que Maria também RESSUSCITOU tal qual Jesus também no terceiro dia, e foi elevada aos céus virgem e pura, e intercede por todos nós a Deus. E que Jesus a exaltou como Rainha do Universo.

Esses sites que fornecem essas informações, se alguém acessá-los, vai encontrar mais absurdos abomináveis a Deus.

Na verdade quem não conhece as Escrituras Sagradas fica mesmo refém dessas farsas, pois Deus já advertira no passado quando disse: “(Oséias 4.6) - O meu povo está sendo destruído, porque lhe falta o conhecimento. Porque tu, sacerdote, rejeitaste o conhecimento, também eu te rejeitarei, para que não sejas sacerdote diante de mim; visto que te esqueceste da lei do teu Deus, também eu me esquecerei de teus filhos”.
E Jesus também disse: “(Mateus 22.29)   Respondeu-lhes Jesus: Errais, não conhecendo as Escrituras nem o poder de Deus”.
Quanto ao cabeça da igreja, nunca foi o Papa, e sim aquele que desceu dos céus, Cristo Jesus, A pedra que foi rejeitada pelos homens, vejamos: “(Efésios 5.23)   porque o marido é o cabeça da mulher, como também Cristo é o cabeça da igreja, sendo este mesmo o salvador do corpo”.
(Mateus 21.42)   Perguntou-lhes Jesus: Nunca lestes nas Escrituras: A pedra que os construtores rejeitaram, essa veio a ser a principal pedra, angular; isto procede do Senhor e é maravilhoso aos nossos olhos”? (Mateus 16.18) Também eu te digo que tu és Pedro, e sobre esta  pedra (Jesus) edificarei a minha igreja, e as portas do inferno não prevalecerão contra ela.

Como se admite o cabeça da igreja, ou substituto de Cristo como consideram eles, se envolver com tamanhos absurdos: ceifa de vidas, escândalos, práticas homossexuais, idolatria, perseguição ao povo de Deus, ocultamento da verdade do Senhor Deus, vender salvação, e muitos outros.... Não podem ser considerados mestre da palavra! Mais uma vez voltamos ao que Deus advertiu: (“ Oséias 4.6 - O meu povo está sendo destruído, porque lhe falta o conhecimento. Porque tu, sacerdote, rejeitaste o conhecimento, também eu te rejeitarei, para que não sejas sacerdote diante de mim; visto que te esqueceste da lei do teu Deus, também eu me esquecerei de teus filhos”).

Quanto ao titulo de Rainha dos céus dado a Maria, origina-se do paganismo do mundo antigo onde a “Rainha dos céus”, ou “deusa mãe,” era venerada pela sua vinculação com a sexualidade e as fontes da vida.
No mundo antigo, na Mesopotâmia ela era chamada de “Ishtar”, ou “planeta Vênus”. Já em Canaã na terra prometida, o pessoal de lá adoravam-na com o nome de "Astarote" ou "Astorete", deusa dos cananeus, considerada a esposa de Baal. Astorete é frequentemente representada na forma de figura feminina seminua, com órgãos sexuais rudemente exagerados, expressando a sensualidade, e a sexualidade. Na cultura Romana, foi maquiada e encarnaram nela a figura de Maria a Mãe do Salvador. Eles não admitem a Glória completa a Cristo, consideram que Cristo sem Maria é incapaz de atender e realizar os pedidos dos seus fiéis junto a Deus. É necessário que Maria interceda, pedindo a Cristo, e Cristo peça a Deus por eles, e em outros casos pedem diretamente a ela. Vê que absurdo! Coisa sem lógica, caminho inverso da Palavra Verdadeira, que diz: (João 15.5) Eu sou a videira, vós, os ramos. Quem permanece em mim, e eu, nele, esse dá muito fruto; porque sem mim nada podeis fazer. Ou também: (João 15.7) Se permanecerdes em mim, e as minhas palavras permanecerem em vós, pedireis o que quiserdes, e vos será feito.
Como é que é necessário pedir a Maria? Se Jesus disse, sem mim nada, absolutamente nada, poderás fazer!?
Eles esquecem-se que antes que Maria existisse, Cristo já era. Ele fez o mundo, realizou todas as coisas, testemunhou a queda de Lúcifer quando a vida humana ainda não existia na terra. (Lucas 10.18 Mas ele lhes disse: Eu via Satanás caindo do céu como um relâmpago.
Participou junto ao Pai aplicando a sentença do pecado a toda raça humana, uma vez que após Adão ninguém ficou isento dessa pena. Com que autoridade os mestres da lei Romana, podem afirmar que Maria foi isenta desse pecado original? Quem se fez pecado por nós, senão Cristo? Habitou num ventre nascido da herança pecadora, porém não pecou, é o que as Sagradas Escrituras falam. Quanto a Maria, ela pode não ter cometido pecado algum, mas era fruto da herança pecaminosa, e dessa sentença não escapou ninguém, só Cristo porque não era daqui, e sim do Reino da Luz os Céus. Mas Cristo ao habitar num corpo oriundo do pecado original, logo se fez pecado por nós, para absolver nossas culpas, ou seja daqueles que nele creem. Em momento nenhum Cristo exaltou Maria em qualquer posição de destaque, pelo contrário, num determinado evento de casamento lá em Caná na Galileia, (João 2.1-11) acabou-se o vinho, e ela (Maria) pediu: “Jesus o vinho da festa acabou”!! Ele (Jesus) disse: O que eu tenho a ver com isso? Ele poderia ter dito: {Tá certo, o que a senhora quer que eu faça, deixe que eu resolvo}! Quando ele analisou a situação e no tempo exato de realizar o primeiro milagre de seu ministério, foi que transformou água em vinho para o povo beber. Isso nos dá uma ideia de que Maria não tinha e nem tem poderes para pedir as coisas e Cristo atender só porque nasceu dela, mãe carnal! Outro caso que aconteceu, foi quando a esposa de Zebedeu, a mãe de Tiago e João seus discípulos, chegou pertinho de Jesus e disse: ( Mateus 20.21) Perguntou-lhe ele: Que queres? Ela respondeu: Manda que, no teu reino, estes meus dois filhos se assentem, um à tua direita, e o outro à tua esquerda. Ai Jesus disse: Não sabes o que pedis, podem eles beber do cálice de morte que eu vou beber?

Sabemos que Cristo veio para fazer única e exclusivamente a vontade do Pai, e salvar os perdidos do pecado. Escolheu e constituiu discípulos para expandir seus ensinamentos e voltou para os céus. Maria teve também suas falhas como mãe, tal qual, quando esqueceu-se de Jesus na volta da festa anual lá em Jerusalém. Depois de três dias de caminhada, quando se apercebeu tinha perdido o menino, ou seja, supôs ter deixado ele para trás na cidade. Tiveram que voltar mais três dias de viagem para ver se o encontravam, e nem assim ele teve medo ou se desesperou a sua procura, mas já estava combatendo essas práticas errôneas daqueles doutores das leis; quem sabe esses, semelhantes aos tais que deram-lhe o título de Rainha dos céus! (Lucas 2.43-48) Na antiguidade Deus ordenava o povo para não adorar esses ídolos, pelo fato que só a ELE é que devemos adorar, como vemos em (Êxodo 20.1-6); (Deuteronômio 4.15-19); (Atos 17.29-31) Somente a Divindade- Pai, Filho e Espirito - devem ser adorados.
A coisa é tão errada, tão absurda, repugnante, demoníaca, abominável, sem Deus, que até em seitas demonicas são usados os nomes de seus santos e de suas Marias para denominarem também suas entidades espirituais.
Tais como:
No candomblé "ibejis", está associado a Cosme e Damião, santos da igreja católica gêmeos amigos das crianças que teriam a capacidade de agilizar qualquer pedido que lhes fosse feito em troca de doces e guloseimas. O nome Cosme significa " o enfeitado" e Damião, "o popular".
Oxóssi, o rei da caça, é associado a São Jorge e a São Sebastião.
ORIXÁ: Iemanjá - SANTA CATÓLICA: Nossa Senhora da Conceição
ORIXÁ: Iansã - SANTA CATÓLICA: Santa Bárbara
ORIXÁ: Xangô - SANTO CATÓLICO: São Jerônimo e São João
ORIXÁ: Ogum - SANTO CATÓLICO: Santo Antônio e São Jorge
ORIXÁ: Oxalá - SANTO CATÓLICO: Jesus
Até o Filho do Deus Vivo, o Senhor e Salvador nosso, não escapou dessa idolatria e satanismo.

Imaginemos amados, Maria a bem aventurada entre todas as nações, vendo sua imagem até nos terreiros de satanismo, detentora dos atributos de Deus, rainha do Universo, título que é de Deus e comparada com todas as Marias do mundo, será que ela iria se sentir feliz com isso? Certamente que não, uma vez que ela foi submissa a Deus quando o anjo veio anunciar-lhe que iria conceber a Jesus ( Lucas 1.26)
Mas isso não é problema para Deus não, Ele pode intervir no universo, não pode dar um fim a esses absurdos!? Nós é que ficamos ansiosos e indignados, mas para o Senhor que é longânimo, no tempo oportuno agirá e se levantará contra esses insubordinados.

Prezados leitores, a fé de muitos está tão corrompida, cauterizada, que notamos visivelmente ao se fazer um convite para um culto a DEUS e eles se negam a participar e ouvir, mas vão para as igrejas render culto as imagens e idolatrias em geral.
Imagine um culto de adoração ao DEUS SUPREMO, que acima dele não existe nada, e a pessoa não participar!?. Observa-se contudo que algo estranho tem por trás, porque um culto a DEUS se todos afirmam que creem nele, é irrecusável. Todos devem se fazer presentes porque ELE é a DIVINDADE MÁXIMA do mundo. Mas a cegueira espiritual e a falta de conhecimento das Escrituras Sagradas fazem que esses fujam, mas afirmam crer nele e adorá-lo! Isso não passa de hipocrisia; conhecem a Deus apenas de ouvir falar; compromisso que é bom nada!
Quem é que quer largar as falsas coisas que lhes dão prazer tais como: Se prostituir; mentir; enganar; matar; roubar; beber; falar palavrões; dançar; ser desonesto; desleal; Idolatra; a ter que viver uma vida reta segundo os ensinamentos de Deus? Quem se habilita?

E ainda acham-se magoados e chateados quando um servo de Deus diz que está salvo em Cristo Jesus, ou que tem absoluta certeza que irá morar no céu. O servo de Deus, abriu mão de todas essas coisas, para ter uma vida de santidade; foi batizado, confessou com sua boca seguir os passos de Cristo, o recebeu como seu Senhor e Salvador, se converteu, tem a Bíblia Sagrada como sua regra de fé e prática, se desvia do mal, tem fé e crê em Deus, Jesus e o Espirito Santo e ainda é atacado por isso?
Aínda questionam e perguntam: “com que direito dizes que estás salvo e eu não? Eu estou condenado então”? Até o mais limitado culturalmente, entende quem está correto! A palavra de Deus diz que primeiramente pela graça de Deus mediante a fé de cada um e mais esses requisitos citados, o servo de Deus pode afirmar com certeza absoluta que está salvo!
Portanto prezado leitor, analise e saiba que você está sendo enganado por falsas doutrinas e falsos mestres. O que importa é a Palavra das Escrituras. O que estiver fora delas, não vêm de Deus.
Conclusão: Maria não foi elevada ao céu, e sim Cristo que de lá desceu. Qualquer outra doutrina que seja contrária a original é como diz nestes versículos: (Fp 1.17) aqueles, contudo, pregam a Cristo, por discórdia, insinceramente, julgando suscitar tribulação às minhas cadeias.
(Gálatas 1. 8-9) Mas, ainda que nós ou mesmo um anjo vindo do céu vos pregue evangelho que vá além do que vos temos pregado, seja anátema. Assim, como já dissemos, e agora repito, se alguém vos prega evangelho que vá além daquele que recebestes, seja anátema.
(Gálatas 1.10) Porventura, procuro eu, agora, o favor dos homens ou o de Deus? Ou procuro agradar a homens? Se agradasse ainda a homens, não seria servo de Cristo.

Abra seu coração, e receba a Cristo! Dê uma chance a você mesmo! Liberte-se da cegueira espiritual que tanto te atormenta e escraviza!
Procure hoje mesmo uma igreja genuinamente evangélica onde a palavra de Deus é professada na íntegra, que tem a Bíblia Sagrada como sua regra de fé e prática, e faça parte para tirar suas dúvidas, e a partir daí você será nova criatura, já que afirma crer em Deus!
A paz seja com todos!

Por Joseval Oliveira
Imagens: Internet-Google imagens