Divulgador de Cristo

Imagens em Movimento

3homens 3homens Natural

Divulgador de Cristo

Arrebatamento

Jesus Cristo

Fim dos tempos

Você sabia

versículos biblicos

Evangelização/Reflexão

Conhecendo as Escrituras

Anjos

Saiba quem é Jesus o Cristo

Salmos 23

O Lamento do Messias

Redes Sociais

Translate into your language

sábado, 14 de julho de 2012

QUEM FOI FREI DAMIÃO DE BOZANO?

 Frei Damião de Bozzano, O santo endemoniado!


Este link mostra as atrocidades de Frei Damião: http://www.chamada.com.br/mensagens/frei_damiao.html 





"Pio Giannotte",  (Frei Damião) nasceu no dia 5 de novembro de 1898 em Bozzano, pequeno vilarejo a 450 km de Roma - Itália. Filho dos camponeses Felix Giannotte e Maria Giannotte.
1910 - foi matriculado na escola Seráflica de Camigliano, onde demonstrou assiduidade e piedade cristãs. 1914 - ingressou na ordem dos Capuchinhos, no convento de Vila Basílica.
1917 - Pio Giannotte foi retirado do convívio religioso com seus irmãos capuchinhos, por ter sido convocado para servir ao Exército e presenciou nesse período as agruras causadas pela Primeira Guerra Mundial.
1920 - é dispensado do serviço militar e retorna ao seu Convento de origem.
1923 - com 25 anos de idade foi ordenado sacerdote em Roma, no dia 05 de agosto. Ainda no mesmo ano ingressou no Colégio Internacional, onde cursou Teologia, Filosofia, Direito Canônico. Concluídos estes estudos matriculou-se na Universidade Gregoriana e doutorou-se em Teologia Dogmática.
 1925 - voltou ao Convento de Vila Basílica para assumir o cargo de vice-mestre de noviços.
1931 - foi designado pelos capuchinhos para a custódia de Pernambuco. Ficou hospedado na Basílica de Nossa Senhora da Penha e adotou o nome de "Frei Damião", ao qual juntou o designativo de sua vila natal "Bozzano".
1940 - Frei Damião intensificou suas andanças pelo interior do Nordeste, promovendo missões e pregando o evangelho. Durante a Segunda Guerra Mundial (1939-1945), Frei Damião perseguiu suas missões, mas com a entrada do Brasil nos combates, foi impedido de realizar missões em virtude de sua origem italiana, sendo obrigado a ficar recluso em um convento em Maceió até 1945. 1945 - Hei-lo de novo nas estradas do Nordeste na ação missionária. Mais de 800 lugares foram visitados, utilizando-se dos meios de transportes mais diversos e nem sempre confortáveis - desde burros a automóveis.
1991 - Frei Damião teve o seu primeiro internamento grave, tendo sido internado posteriormente em várias ocasiões.
1997 - O frade morreu em Recife, após vários dias em estado de coma profundo. " (*Braga, 1997:10-14). Ao ler vários compêndios que tratam da literatura popular nordestina podemos observar que existe uma ilimitada produção de cordel, de poesia, reportagens e até mesmo, de textos em prosa referente à vida e à obra social de Frei Damião de Bozanno, pois, o mesmo foi uma das figuras mais veneradas e respeitadas pelos nordestinos, nos últimos tempos quando em vida e ainda hoje merece o respeito de todos por ter sido, a exemplo do Padre Cícero, um dos gigantes da romaria. Não nos convém tratar, no presente trabalho da natureza ou da classificação da produção oral deixada pelo frade capuchinho, nosso objetivo é registrar o interesse dos poetas, dos cronistas em geral, dos trovadores de versejarem ou escreverem sobre o frade missionário. É inegável que a cultura popular é povo. E como o Frei Damião dedicou toda sua vida a catequese das massas, foi notadamente por essa razão que muitos artistas populares registraram e continuam registrando os feitos da vida e da obra de Frei Damião. Alguns políticos sutis o procuraram com o intuito exclusivo de angariar votos e prestígio político. Aproximaram-se do frade capuchinho, vendo a fragilidade do nosso povo de acreditar que todos eles eram também pessoas de bem e de confiança, e assim o frade ajudou a eleger muitos políticos sem escrúpulos, mas por culpa do povo nordestino e brasileiro que ainda hoje, não está consciente do seu papel como cidadão e por conseguinte, não diferencia sinceridade de demagogia, amigo de aproveitador, enfim, político de politiqueiro. Frei Damião deve ter, também carregado consigo essa parcela de culpa de tolerar uma larva de safados que não desejavam e não desejam nenhum bem-estar para o povo. Mas isso não tira seu brilho e sua grandeza, na verdade, ele esteve durante quase toda sua existência no meio dos pobres difundindo e defendendo os valores do seu tempo com sinceridade e uma responsabilidade sem igual.

Autor: Valentim Martins Quaresma Neto - http://literaturadecordel.vilabol.uol.com.br/capitulo4.htm


Amados leitores vimos desde o nascimento até o final da vida do capuchinho que intitulou-se como o missionário do povo nordestino. Foi exposto que ele dedicou sua vida ao evangelho; É certo que falava sobre os mandamentos da Igreja, o inferno, o purgatório, o céu, a morte e o juízo final. Em tom severo e ameaçador, punia a quem desobedecesse sua doutrina. É também tido como o santo do Nordeste para muitos que viam nele realmente a figura de uma pessoa pura e verdadeira, até ao ponto de lhes declarar santidade! Ensinava também dogmas do Catolicismo Romano e a prática da idolatria como seu foco principal, pois foi doutorado nessas instruções. Agora vamos ao outro lado que muitos não conhecem e quem conhece nunca divulgou. Aquele santinho milagroso, que pregava sobre os ensinamentos de Deus é este que vocês agora poderão ver no link acima, do que realmente fazia e agia com o povo de Deus. Veja matéria completa clicando no link acima  na matéria. Que a paz de Deus esteja com todos!

 Por Joseval Oliveira
Imagem: Internet- Google imagens