Divulgador de Cristo

Imagens em Movimento

3homens 3homens Natural

Divulgador de Cristo

Arrebatamento

Jesus Cristo

Fim dos tempos

Você sabia

versículos biblicos

Evangelização/Reflexão

Conhecendo as Escrituras

Anjos

Saiba quem é Jesus o Cristo

Salmos 23

O Lamento do Messias

Redes Sociais

Translate into your language

segunda-feira, 24 de setembro de 2012

Quem é Jesus Cristo?

Prezados e amados leitores, esta postagem tem por objetivo, mostrar para o mundo quem é verdadeiramente Jesus Cristo!
Motivo pelo qual muitos o tem como um "Grande profeta", "Um grande Mestre", "Um espirito evoluído", "Um espirito de luz", “ Um Mensageiro”; “ Um enviado de Deus”; "um homem igual a qualquer outro".
Várias doutrinas ou seitas, têm suas definições individualistas de quem é Jesus Cristo, deturpando a verdade, no anseio de adequá-las as suas necessidades e ou interesses próprios.
Mas para que todos verdadeiramente saibam quem realmente é Jesus Cristo, a resposta exata está no conteúdo das Escrituras Sagradas (A Bíblia Sagrada). Quem lê, estude, saiba e entenda.
Todo aquele que obedece e crê em Deus sabe que Deus é TRINO (Deus Pai, Deus Filho, Deus Espirito Santo).
Deus (Deus Pai), Filho (Cristo, Deus Filho), Espirito ( Espirito Santo, Deus Espirito Santo).
Quem crê verdadeiramente em Deus, também crê na TRI-UNIDADE. Não pode-se crer em um e desprezar outros, ou crer em dois e desprezar um! Ou a crença é nos três como a TRI-UNIDADE Divina, ou essa crença é falsa e não condiz com os ensinos do Deus verdadeiro!
Temos conhecimento através dos livros do Antigo Testamento, da presença de Cristo agindo na formação e manutenção do universo e da terra. Cristo aparece em muitas passagens bíblicas como o “Anjo do Senhor” conforme vemos nesta explicação: As referências a "o Anjo do Senhor" (note o artigo definido "o", e não o indefinido "um"; e note a inicial maiúscula em "Anjo") ou a "O Anjo de Deus" (idem), no Velho Testamento, são convenções de grafia para indicar teofanias (aparições de Deus em forma humana) ou, mais técnica e precisamente falando, para indicar cristofanias (aparição do Verbo eterno, a segunda pessoa da Trindade, em forma humana, antes de Sua encarnação, antes de tomar carne no ventre de Maria). A prova disso é que, nesses contextos, tal "Anjo" é diretamente dito ser Deus, ou é dito ter os atributos (ou exercer as ações) prerrogativas, exclusivas, identificatórias de Deus.

Vejamos diversos textos onde Cristo participa dos acontecimentos na terra como o "Anjo do Senhor":
Tendo-a achado o Anjo do SENHOR junto a uma fonte de água no deserto, junto à fonte no caminho de Sur, Então, lhe disse o Anjo do SENHOR: Volta para a tua senhora e humilha-te sob suas mãos.
Disse-lhe mais o Anjo do SENHOR: Multiplicarei sobremodo a tua descendência, de maneira que, por numerosa, não será contada. {Vê-se aqui o poder que esse Anjo tem, esse é poder atribuído unicamente a DEUS.}. 
Disse-lhe ainda o Anjo do SENHOR: Concebeste e darás à luz um filho, a quem chamarás Ismael, porque o SENHOR te acudiu na tua aflição. (Gênesis 16.7,9-11)
Mas do céu lhe bradou o Anjo do SENHOR: Abraão! Abraão! Ele respondeu: Eis-me aqui! Então, do céu bradou pela segunda vez o Anjo do SENHOR a Abraão. (Gênesis 22.11,15)
Apareceu-lhe o Anjo do SENHOR numa chama de fogo, no meio de uma sarça; Moisés olhou, e eis que a sarça ardia no fogo e a sarça não se consumia. (Êxodo 3.2) {Observa-se aqui Cristo como um fogo que não se consome.}
Acendeu-se a ira de Deus, porque ele se foi; e o Anjo do SENHOR pôs-se lhe no caminho por adversário. Ora, Balaão ia caminhando, montado na sua jumenta, e dois de seus servos, com ele.
Viu, pois, a jumenta o Anjo do SENHOR parado no caminho, com a sua espada desembainhada na mão; pelo que se desviou a jumenta do caminho, indo pelo campo; então, Balaão espancou a jumenta para fazê-la tornar ao caminho.
Mas o Anjo do SENHOR pôs-se numa vereda entre as vinhas, havendo muro de um e outro lado.
Vendo, pois, a jumenta o Anjo do SENHOR, coseu-se contra o muro e comprimiu contra este o pé de Balaão; por isso, tornou a espancá-la.
Então, o Anjo do SENHOR passou mais adiante e pôs-se num lugar estreito, onde não havia caminho para se desviar nem para a direita, nem para a esquerda.
Vendo a jumenta o Anjo do SENHOR, deixou-se cair debaixo de Balaão; acendeu-se a ira de Balaão, e espancou a jumenta com a vara.
Então, o SENHOR abriu os olhos a Balaão, ele viu o Anjo do SENHOR, que estava no caminho, com a sua espada desembainhada na mão; pelo que inclinou a cabeça e prostrou-se com o rosto em terra.
Então, o Anjo do SENHOR lhe disse: Por que já três vezes espancaste a jumenta? Eis que eu saí como teu adversário, porque o teu caminho é perverso diante de mim; {Aqui nota-se realmente que o Anjo do Senhor é Cristo ou Deus}
Então, Balaão disse ao Anjo do SENHOR: Pequei, porque não soube que estavas neste caminho para te opores a mim; agora, se parece mal aos teus olhos, voltarei.
Tornou o Anjo do SENHOR a Balaão: Vai-te com estes homens; mas somente aquilo que eu te disser, isso falarás. Assim, Balaão se foi com os príncipes de Balaque. (Números 22. 22-27,31,32,34,35)
Subiu o Anjo do SENHOR de Gilgal a Boquim e disse: Do Egito vos fiz subir e vos trouxe à terra que, sob juramento, havia prometido a vossos pais. Eu disse: nunca invalidarei a minha aliança convosco. {Aqui também vemos que quem faz aliança com o povo é unicamente e tão somente DEUS.}
Sucedeu que, falando o Anjo do SENHOR estas palavras a todos os filhos de Israel, levantou o povo a sua voz e chorou.
Amaldiçoai a Meroz, diz o Anjo do SENHOR, amaldiçoai duramente os seus moradores, porque não vieram em socorro do SENHOR, em socorro do SENHOR e seus heróis.
Então, veio o Anjo do SENHOR, e assentou-se debaixo do carvalho que está em Ofra, que pertencia a Joás, abiezrita; e Gideão, seu filho, estava malhando o trigo no lagar, para o pôr a salvo dos midianitas.
Então, o Anjo do SENHOR lhe apareceu e lhe disse: O SENHOR é contigo, homem valente.
Estendeu o Anjo do SENHOR a ponta do cajado que trazia na mão e tocou a carne e os bolos asmos; então, subiu fogo da penha e consumiu a carne e os bolos; e o Anjo do SENHOR desapareceu de sua presença. [Vê-se também aqui o poder sobrenatural de Cristo]
Viu Gideão que era o Anjo do SENHOR e disse: Ai de mim, SENHOR Deus! Pois vi o Anjo do SENHOR face a face.
Apareceu o Anjo do SENHOR a esta mulher e lhe disse: Eis que és estéril e nunca tiveste filho; porém conceberás e darás à luz um filho.
Respondeu-lhe o Anjo do SENHOR: Guarde-se a mulher de tudo quanto eu lhe disse.
Então, Manoá disse ao Anjo do SENHOR: Permite-nos deter-te, e te prepararemos um cabrito.
Porém o Anjo do SENHOR disse a Manoá: Ainda que me detenhas, não comerei de teu pão; e, se preparares holocausto, ao SENHOR o oferecerás. Porque não sabia Manoá que era o Anjo do SENHOR.
Perguntou Manoá ao Anjo do SENHOR: Qual é o teu nome, para que, quando se cumprir a tua palavra, te honremos?
Respondeu-lhe o Anjo do SENHOR e lhe disse: Por que perguntas assim pelo meu nome, que é maravilhoso?
Tomou, pois, Manoá um cabrito e uma oferta de manjares e os apresentou sobre uma rocha ao SENHOR; e o Anjo do SENHOR se houve maravilhosamente. Manoá e sua mulher estavam observando.
Sucedeu que, subindo para o céu a chama que saiu do altar, o Anjo do SENHOR subiu nela; o que vendo Manoá e sua mulher, caíram com o rosto em terra. [Neste texto fica realmente claro que esse Anjo do Senhor é realmente CRISTO antes de vir ao mundo, ser sacrificado por nós]
Nunca mais apareceu o Anjo do SENHOR a Manoá, nem a sua mulher; então, Manoá ficou sabendo que era o Anjo do SENHOR. (Juízes 2.1,4;5.23;6.11,12,21,22; 13.3,13,15-21)
Estendendo, pois, o Anjo do SENHOR a mão sobre Jerusalém, para a destruir, arrependeu-se o SENHOR do mal e disse ao Anjo que fazia a destruição entre o povo: Basta, retira a mão. O Anjo estava junto à eira de Araúna, o jebuseu. (2 Samuel 24.16)

“{Tornou-lhe ele: Também eu sou profeta como tu, e um anjo me falou por ordem do SENHOR, dizendo: Faze-o voltar contigo a tua casa, para que coma pão e beba água. (Porém mentiu-lhe.)
Voltou segunda vez o anjo do SENHOR, tocou-o e lhe disse: Levanta-te e come, porque o caminho te será sobremodo longo”}. (1 Reis 13.18; 19.7) [Aqui nestes textos só para o amado leitor ver a diferença de anjo com letra minúscula; é um dos anjos mensageiros de Deus, criados para missões. Aqui não se trata do Anjo do Senhor (Cristo)].

Mas o Anjo do SENHOR disse a Elias, o tesbita: Dispõe-te, e sobe para te encontrares com os mensageiros do rei de Samaria, e dize-lhes: Porventura, não há Deus em Israel, para irdes consultar Baal-Zebube, deus de Ecrom?
Então, o Anjo do SENHOR disse a Elias: Desce com este, não temas. Levantou-se e desceu com ele ao rei.
Então, naquela mesma noite, saiu o Anjo do SENHOR e feriu, no arraial dos assírios, cento e oitenta e cinco mil; e, quando se levantaram os restantes pela manhã, eis que todos estes eram cadáveres. (2 Reis 1.3,15; 19.35)
"ou três anos de fome, ou que por três meses sejas consumido diante dos teus adversários, e a espada de teus inimigos te alcance, ou que por três dias a espada do SENHOR, isto é, a peste na terra, e o Anjo do SENHOR causem destruição em todos os territórios de Israel; vê, pois, agora, que resposta hei de dar ao que me enviou.
Enviou Deus um anjo a Jerusalém, para a destruir; ao destruí-la, olhou o SENHOR, e se arrependeu do mal, e disse ao anjo destruidor: Basta, retira, agora, a mão. O Anjo do SENHOR estava junto à eira de Ornã, o jebuseu.
Levantando Davi os olhos, viu o Anjo do SENHOR, que estava entre a terra e o céu, com a espada desembainhada na mão estendida contra Jerusalém; então, Davi e os anciãos, cobertos de panos de saco, se prostraram com o rosto em terra. {Vejamos que acontecimento maravilhoso demais para os olhos humanos}
Então, o Anjo do SENHOR disse a Gade que mandasse Davi subir para levantar um altar ao SENHOR, na eira de Ornã, o jebuseu.
Davi não podia ir até lá para consultar a Deus, porque estava atemorizado por causa da espada do Anjo do SENHOR. (1 Crônicas 21.12,15,16,18,30)
Então, saiu o Anjo do SENHOR e feriu no arraial dos assírios a cento e oitenta e cinco mil; e, quando se levantaram os restantes pela manhã, eis que todos estes eram cadáveres. (Isaías 37.36)
Deus me mostrou o sumo sacerdote Josué, o qual estava diante do Anjo do SENHOR, e Satanás estava à mão direita dele, para se lhe opor.
E disse eu: ponham-lhe um turbante limpo sobre a cabeça. Puseram-lhe, pois, sobre a cabeça um turbante limpo e o vestiram com trajes próprios; e o Anjo do SENHOR estava ali,
Naquele dia, o SENHOR protegerá os habitantes de Jerusalém; e o mais fraco dentre eles, naquele dia, será como Davi, e a casa de Davi será como Deus, como o Anjo do SENHOR diante deles". (Zacarias 3.1,5;12.8
“Enquanto ponderava nestas coisas, eis que lhe apareceu, em sonho, um anjo do Senhor, dizendo: José, filho de Davi, não temas receber Maria, tua mulher, porque o que nela foi gerado é do Espírito Santo”. (Mateus 1.20) [Note-se aqui, não mais o Anjo do Senhor (Cristo), e sim “um” anjo mensageiro de Deus veio avisar a Maria que ela iria receber em seu ventre o “Anjo do Senhor” “Cristo”, o qual se chamaria “Jesus encarnado como homem".
Note-se também que a partir desse desfecho os anjos que aparecem no decorrer dos relatos, são os anjos missionários de Deus a serviço dos homens na terra. Por exemplo neste texto: E eis que houve um grande terremoto; porque “um anjo do Senhor” desceu do céu, chegou-se, removeu a pedra e assentou-se sobre ela. (Mateus 28.2)
Aqui neste texto de Apocalipse que é o livro da revelação de Jesus Cristo depois que voltou para o céu, enviou por intermédio de outro anjo para mostrar a João. O mesmo relata que: “O sétimo anjo tocou a trombeta, e houve no céu grandes vozes, dizendo: O reino do mundo se tornou de nosso "Senhor e do seu Cristo", ele reinará pelos séculos dos séculos”. (Apocalipse 11.15)

[O nome JESUS provém do hebraico "Jeshua" (Jeová salva). A palavra CRISTO provém do hebraico "Massiah" (Ungido). Jesus Cristo é o Filho de Deus, a Segunda Pessoa da Trindade, o Deus Filho, o Verbo que se fez carne e habitou entre nós. Três dias após a Sua morte na cruz, ressuscitou e retornou ao Pai. Jesus é Deus e, como tal, possui os mesmos atributos de eternidade, onisciência, onipotência, onipresença e imutabilidade. Ele próprio se definiu afirmando: "EU E O PAI SOMOS UM". Jesus participou da Criação. “  Fez Deus os dois grandes luzeiros: o maior para governar o dia, e o menor para governar a noite; e fez também as estrelas. (Gn 1.16; “ Todas as coisas foram feitas por intermédio dele, e, sem ele, nada do que foi feito se fez”. (João 1.3); “ Pela terceira vez Jesus lhe perguntou: Simão, filho de João, tu me amas? Pedro entristeceu-se por ele lhe ter dito, pela terceira vez: Tu me amas? E respondeu-lhe: Senhor, tu sabes todas as coisas, tu sabes que eu te amo. Jesus lhe disse: Apascenta as minhas ovelhas”. (João 21.17; “o qual exerceu ele em Cristo, ressuscitando-o dentre os mortos e fazendo-o sentar à sua direita nos lugares celestiais, acima de todo principado, e potestade, e poder, e domínio, e de todo nome que se possa referir não só no presente século, mas também no vindouro.
E pôs todas as coisas debaixo dos pés e, para ser o cabeça sobre todas as coisas, o deu à igreja, a qual é o seu corpo, a plenitude daquele que a tudo enche em todas as coisas. (Ef 1.20-23); Eu sou o Alfa e Ômega, diz o Senhor Deus, aquele que é, que era e que há de vir, o Todo Poderoso. (Ap 1.8); Porque o teu Criador é o teu marido; o SENHOR dos Exércitos é o seu nome; e o Santo de Israel é o teu Redentor; ele é chamado o Deus de toda a terra. (Is 54.5); “Porque um menino nos nasceu, um filho se nos deu; o governo está sobre os seus ombros; e o seu nome será: Maravilhoso Conselheiro, Deus Forte, Pai da Eternidade, Príncipe da Paz”; (Isaías 9.6).]
Autor: Pr Airton Evangelista da Costa

Vemos nestes textos Deus e CRISTO agindo sobre a manutenção das coisas na terra: “No princípio, criou Deus os céus e a terra.
A terra, porém, estava sem forma e vazia; havia trevas sobre a face do abismo, e o Espírito de Deus pairava por sobre as águas”. (Gênesis 1.1, 2)
Também disse Deus: Façamos o homem à nossa imagem, conforme a nossa semelhança; tenha ele domínio sobre os peixes do mar, sobre as aves dos céus, sobre os animais domésticos, sobre toda a terra e sobre todos os répteis que rastejam pela terra. (Gênesis 1.26) {Façamos aqui significa a TRI-UNIDADE Divina]
Porei inimizade entre ti e a mulher, entre a tua descendência e o seu descendente. {O descendente é Cristo, o prometido para livrar o povo da desobediência de Adão e Eva}  Este te ferirá a cabeça, e tu lhe ferirás o calcanhar. (Gênesis 3.15) {Aqui a promessa que Cristo viria para esmagar a cabeça de Satanás o opositor, e Satanás continuaria a ferir e perseguir os passos do povo durante suas vidas na terra}
Vindedesçamos e confundamos ali a sua linguagem, para que um não entenda a linguagem de outro. (Gênesis 11.7) {aqui também vemos a TRI-UNIDADE agindo no momento de mais uma desobediência do povo.}
E por toda Escritura vemos relatos de Deus falando sobre aquele que iria enviar à terra para constituir seu Reino para todo o sempre:
“ Eis que vêm dias, diz o SENHOR, em que levantarei a Davi um "Renovo" justo; e, sendo rei, reinará e agirá sabiamente, e praticará o juízo e a justiça na terra. Nos seus dias Judá será salvo, e Israel habitará seguro; e este será o seu nome, com o qual Deus o chamará: O SENHOR JUSTIÇA NOSSA.” (Jr 23:5-6)
“Eu sou o que Sou” (Êxodo 3:14) {Aqui neste texto Deus afirma que “é o que é”!
“Por isso, eu vos disse que morrereis nos vossos pecados; porque, se não crerdes que EU SOU, morrereis nos vossos pecados. (João 8.24)
Disse-lhes, pois, Jesus: Quando levantardes o Filho do Homem, então, sabereis que EU SOU e que nada faço por mim mesmo; mas falo como o Pai me ensinou. (João 8.28)
Respondeu-lhes Jesus: Em verdade, em verdade eu vos digo: antes que Abraão existisse, EU SOU. (João 8.58) { E nestes textos do Novo Testamento, Jesus também afirma “que é”.
Então não resta dúvida alguma que Jesus Cristo é o Verdadeiro Deus. E prosseguindo ainda pelas Escrituras vemos o próprio Jesus Cristo testificando de si mesmo.
Jesus respondeu: "Eu sou, e vereis o Filho do Homem assentado à direita do Todo Poderoso e vindo com as nuvens do céu".(Marcos 14.62)
"Eu sou o pão vivo que desceu do céu; se alguém dele comer, viverá eternamente; e o pão que eu darei pela vida do mundo é a minha carne". (João 6.51)
E prosseguiu: Vós sois cá de baixo, eu sou lá de cima; vós sois deste mundo, eu deste mundo não sou. (João 8.23)

[Segundo o profeta Miqueias, o Messias (o Filho de Deus) tem as suas “saídas desde os tempos antigos, desde os dias da eternidade”. Escreveu esse profeta judeu, em 5:2 do livro que tem seu nome: “E tu, Belém Efrata, posto que pequena entre os milhares de Judá, de ti me sairá o que governará em Israel, e cujas saídas são desde os tempos antigos, desde os dias da eternidade.” (Mq 5:2) Assim, o local do nascimento do Príncipe que viria foi predito séculos antes que Ele aparecesse neste mundo. O Messias surgiria na cena humana não simplesmente como fruto do ventre de uma virgem, mas também procederia das regiões da eternidade, onde Ele sempre [existiu, existe, e] existirá, eternidade a fora.
Somente Deus pode ser adorado, com toda a legitimidade. Deus proíbe a adoração direta a qualquer outro ser ou objeto, tanto nos céus quanto na terra. Em Salmos 118:8 somos instruídos quanto a esse particular: “É melhor confiar no SENHOR do que confiar no homem.” Mais dogmático ainda mostra-se o profeta Jeremias, o qual citou Deus a dizer “5 Assim diz o SENHOR: Maldito o homem que confia no homem, e faz da carne o seu braço, e aparta o seu coração do SENHOR! ... 7 Bendito o homem que confia no SENHOR, e cuja confiança é o SENHOR.” (Jr 17:7)
No entanto, em certas porções das Escrituras, encontramos o Messias aceitando adoração da parte dos homens. Davi deixa isso perfeitamente claro no Salmo 2. Ali ele identifica o Messias como o Filho de Deus, e, em seguida, instrui que o Rei Messias deveria ser adorado (v. 12). Isso pode ser chocante para o seguidor das Escrituras — a menos que ele compreenda a tri unidade de Deus. Então torna-se lógica e escriturística aquela admoestação de Davi, que recomenda: “Beijai [ o Filho..]
Deus deixou perfeitamente claro que o Seu Filho, o Messias, tem todo o direito de ser adorado. Isso, por sua vez, significa que Cristo é Deus. Se não fosse uma realidade, então a única alternativa que nos restaria seria acreditar que o Deus que nos adverte a não reverenciar ao homem, estava contradizendo-se ao ordenar-nos tal coisa. Naturalmente, Deus não estava se contradizendo. Ao contrário, estava frisando esse ponto uma vez mais: o Messias é Deus.
Fonte: Autor Stanley Rosenthal-http://solascriptura-tt.org/TeologiaPropriaTrindade/TriunidadeDeDeusNoVelhoTestamento-SRosentha.htm]

O Apóstolo João afirma categoricamente e convictamente que Cristo é o Verdadeiro Deus:
“No princípio era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus. Ele estava no princípio com Deus. Todas as coisas foram feitas por intermédio dele, e, sem ele, nada do que foi feito se fez. (João 1.1-3)
E Jesus prossegue testificando que é Deus.
Disse-lhe Jesus: Eu sou a ressurreição e a vida. Quem crê em mim, ainda que morra, viverá; (João 11.25)
Desde já vos digo, antes que aconteça, para que, quando acontecer, creiais que EU SOU.(João 13.19)
Respondeu-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade, e a vida; ninguém vem ao Pai senão por mim. (João 14.6)
Eu sou a videira, vós, os ramos. Quem permanece em mim, e eu, nele, esse dá muito fruto; porque sem mim nada podeis fazer. (João 15.5)
E por fim vemos no livro da revelação de Jesus Cristo, onde o próprio Jesus fala e testifica sobre acontecimentos passados, presentes e futuros na terra e no universo.

E eis que venho sem demora, e comigo está o galardão que tenho para retribuir a cada um segundo as suas obras.
Eu sou o Alfa e o Ômega, o Primeiro e o Último, o Princípio e o Fim.
Bem-aventurados aqueles que lavam as suas vestiduras [no sangue do Cordeiro], para que lhes assista o direito à árvore da vida, e entrem na cidade pelas portas.
Fora ficam os cães, os feiticeiros, os impuros, os assassinos, os idólatras e todo aquele que ama e pratica a mentira.
Eu, Jesus, enviei o meu anjo para vos testificar estas coisas às igrejas. Eu sou a Raiz e a Geração de Davi, a brilhante Estrela da manhã. (Apocalipse 22.12- 16)

Portanto amados leitores, vimos, comprovamos e estamos certos de que Jesus Cristo é o Verdadeiro Deus. Devemos ficar atentos e alertas a respeito de alguém ensinar ou afirmar que Cristo não é Deus. Não deis ouvido se isso vos ouvir, porque só tem valor o que está determinado e escrito. Qualquer doutrina que fugir do contexto sagrado não procede de Deus e deve ser reprovada.
A Cristo Jesus, toda honra e toda glória pelos séculos dos séculos. Amem!.
A Graça e a Paz de Deus e nosso Senhor Jesus Cristo esteja com todos!

Por diác. Joseval Oliveira
Imagem: Internet-Google imagens