Divulgador de Cristo

Imagens em Movimento

3homens 3homens Natural

Divulgador de Cristo

Arrebatamento

Jesus Cristo

Fim dos tempos

Você sabia

versículos biblicos

Evangelização/Reflexão

Conhecendo as Escrituras

Anjos

Saiba quem é Jesus o Cristo

Salmos 23

O Lamento do Messias

Redes Sociais

Translate into your language

domingo, 4 de novembro de 2012

Seguindo espíritos de demônios


Lucas 16.19-31

Prezados e amados leitores, muitas pessoas falam e seguem ensinamentos errôneos ensinados por diversas seitas que se dizem religião. Uma delas ensina que os espíritos humanos podem se comunicar com quem está vivo. E mediante a saudade, e desejo que eles sejam salvos por Deus, ou saber como estão lá no mundo espiritual, os parentes de seus entes mortos se deixam levar por teorias que não têm base bíblica. Mostraremos nesta postagem a impossibilidade de quem supostamente aparece nos centros espíritas, serem espíritos de pessoas que morreram.
Vejamos um diálogo entre um homem que quando vivo, era bastante rico e se regalava das suas riquezas e esquecido de Deus não andou nos seus caminhos, nem se compadecia de ninguém, inclusive dos pobres para os ajudar. E também de um homem que nasceu pobre, viveu pobre mendigando migalhas desse rico e ninguém lhe imputava nenhum valor.
Morrendo ambos, o rico foi destinado ao inferno ficando em um lugar de tormentos semelhante ao inferno aguardando apenas a Dia onde todos vão ser julgados.
Morrendo também o pobre chamado Lázaro, foi destinado ao seio de Abraão que foi o pai da fé.
O rico em tormentos, olhou Abraão de longe e pediu-lhe que mandasse o espirito de Lázaro molhar a ponta do dedo e refrescar-lhe o tormento de calor pelo qual estava passando. Logo em seguida lhe vêm a resposta que seria impossível porque ele enquanto era vivo já tinha desfrutado de tudo quanto era bom, tinha esquecido de Deus, e não lhe era permitido os que estavam no céu passar para o inferno, nem quem estava lá no inferno subir para o céu.
O espirito do homem rico insistiu que Abraão (espirito) mandasse o espirito de Lázaro ir até a casa de seus familiares porque ele ainda tinha vivos cinco irmãos; para que eles procedessem retamente, e quando morressem não fossem também para aquele triste lugar. E novamente lhe vêm a resposta que não era permitido o espirito de Lázaro fazer tal coisa. Abraão lhe responde: “mesmo que alguém ressuscite para ir lá avisar-lhes, ainda assim não irão acreditar e se converterem”.
Então amados leitores, aqui está completamente claro e caída por terra a possibilidade de espíritos humanos terem comunicação com os vivos. Vejamos quando o espirito do rico fala para Abraão que se um “dentre os mortos for lá na casa de seus irmãos eles vão se converter e vão mudar seus modos de vidas”. O espirito de Abrão não acatou essa possibilidade. Ele Abraão disse que mesmo que alguém possa “ressuscitar” e ir lá, eles não creriam. Veja que em nenhum momento Abraão admitiu a possibilidade de um espirito fazer essa intermediação.
Então diante disso sabemos que quem supostamente faz essa função de supostamente se comunicar com os vivos, são os espíritos demoníacos que foram expulsos do céu juntamente com Lúcifer, quando desceram uma terça parte de anjos caídos e hoje fazem parte do reino de Satanás.
E necessário muito cuidado das pessoas, saberem o que estão fazendo e a que ensino estão seguindo, porque disfarçadamente os ensinos se infiltram com algumas coisas retiradas das Escrituras e introduzem coisas contrárias a Palavra de Deus.
Podemos afirmar mediante à luz da Bíblia que quem segue a doutrina de dar créditos ou cultuar espíritos, está seguindo uma falsa doutrina, um falso ensino da parte de Satanás.
Se houvesse essa possibilidade, em toda Bíblia Sagrada existiria menções a esse respeito.

Abaixo o teor bíblico onde retrata claramente e categoricamente a verdade ensinada por Deus.

[Ora, havia certo homem rico que se vestia de púrpura e de linho finíssimo e que, todos os dias, se regalava esplendidamente.
Havia também certo mendigo, chamado Lázaro, coberto de chagas, que jazia à porta daquele; e desejava alimentar-se das migalhas que caíam da mesa do rico; e até os cães vinham lamber-lhe as úlceras.
Aconteceu morrer o mendigo e ser levado pelos anjos para o seio de Abraão; morreu também o rico e foi sepultado.
No inferno, estando em tormentos, levantou os olhos e viu ao longe a Abraão e Lázaro no seu seio.
Então, clamando, disse: Pai Abraão, tem misericórdia de mim! E manda a Lázaro que molhe em água a ponta do dedo e me refresque a língua, porque estou atormentado nesta chama.
Disse, porém, Abraão: Filho, lembra-te de que recebeste os teus bens em tua vida, e Lázaro igualmente, os males; agora, porém, aqui, ele está consolado; tu, em tormentos.
E, além de tudo, está posto um grande abismo entre nós e vós, de sorte que os que querem passar daqui para vós outros não podem, nem os de lá passar para nós.
Então, replicou: Pai, eu te imploro que o mandes à minha casa paterna, porque tenho cinco irmãos; para que lhes dê testemunho, a fim de não virem também para este lugar de tormento.
Respondeu Abraão: Eles têm Moisés e os Profetas; ouçam-nos.
Mas ele insistiu: Não, pai Abraão; se alguém dentre os mortos for ter com eles, arrepender-se-ão.
Abraão, porém, lhe respondeu: Se não ouvem a Moisés e aos Profetas, tampouco se deixarão persuadir, ainda que ressuscite alguém dentre os mortos.]

A Graça e a Paz de Deus e Nosso Senhor Jesus Cristo esteja sobre todos e com todos os leitores deste site e que o Espirito Santo de Deus possa visitar a todos aqueles que estão sobre as leis de Satanás, restabelecendo-lhes para o caminho correto que é o caminho de Deus.


Por diác. Joseval Oliveira
Imagem: Internet-Google imagens