Divulgador de Cristo

Imagens em Movimento

3homens 3homens Natural

Divulgador de Cristo

Arrebatamento

Jesus Cristo

Fim dos tempos

Você sabia

versículos biblicos

Evangelização/Reflexão

Conhecendo as Escrituras

Anjos

Saiba quem é Jesus o Cristo

Salmos 23

O Lamento do Messias

Redes Sociais

Translate into your language

quarta-feira, 10 de abril de 2013

O fruto da árvore proibida



Gênesis cap. 1

Segundo as escrituras a árvore do conhecimento do bem e do mal, existente no jardim do Éden, era proibida ao homem porque o levaria a morte. Era uma árvore em que nela existia o poder de, tanto conhecer o que era bom, quanto o que era mau. E Deus não queria em hipótese alguma que o homem conhecesse o mal, porque significaria pecado, e consequentemente o levaria à morte. Então lhe foi ordenado que não tocasse nem comesse dela para que Ele (Deus) não tivesse que matar o homem, ou seja: “não morresse”.
Adão vivia sozinho e sabia o perigo que corria se dela comesse.
Em criando Deus a mulher da carne do homem, também recomendou-lhe que não tocasse nem comesse da árvore.
Em vendo a mulher formada na sua frente o homem (Adão) reconheceu que era uma parte sua, carne da sua carne, ossos dos seus ossos, e afirmou que devido isso o homem deixaria a casa de seus pais e se uniria a uma mulher para que ambos formassem uma união estável e povoasse a terra, sem nenhuma espécie de maldade; e isso foi ratificado por Deus.
Até essa fase da vida desse casal na terra, não existia ainda o pecado sobre ambos; não existia maldade nem más intenções ou qualquer coisa que desagradasse a Deus. É tanto que ambos viviam nus e nãos e envergonhavam de seus corpos, porque não havia os olhos de malicia. Ambos viviam em estado de graça, puros e excluídos do pecado. Até então satanás não havia ainda revelado sua ira sobre o homem, apesar de já ter sido expulso dos céus. Por um descuido do homem em relação a sua mulher, satanás seduziu-a que comesse, porque não morreria, apenas ficaria sabendo do que era bom e do que era mal. E vendo ela que a árvore era demais formosa mais que todas; despertou-lhe o desejo, comeu e deu também ao seu marido, que sabendo que não podia comer, despertou-lhe o desejo. No exato momento em que ambos comeram, foram-lhes aberto os olhos porque nesse mesmo instante, o homem perde a condição de pureza diante do Senhor. A partir desse momento Deus faz cumprir o que estava determinado: “ a morte do gênero humano”.
Deus amaldiçoa toda terra, com tudo que existe debaixo dos céus.
E após esse momento todo ser humano que viesse a nascer de relação humana; nasce destituído da glória de Deus e por isto que é necessário que se converta para que seja readmitido no Reino e possa andar com Cristo e ser Salvo no dia final.

Diác. Joseval Oliveira
Imagem: Internet-Google imagens