Divulgador de Cristo

Imagens em Movimento

3homens 3homens Natural

Divulgador de Cristo

Arrebatamento

Jesus Cristo

Fim dos tempos

Você sabia

versículos biblicos

Evangelização/Reflexão

Conhecendo as Escrituras

Anjos

Saiba quem é Jesus o Cristo

Salmos 23

O Lamento do Messias

Redes Sociais

Translate into your language

sábado, 25 de maio de 2013

Rejeição a justiça do Senhor


Romanos 10.1-15
Irmãos, a boa vontade do meu coração e a minha súplica a Deus a favor deles são para que sejam salvos.
Porque lhes dou testemunho de que eles têm zelo por Deus, porém não com entendimento.
Porquanto, desconhecendo a justiça de Deus e procurando estabelecer a sua própria, não se sujeitaram à que vem de Deus.
Porque o fim da lei é Cristo, para justiça de todo aquele que crê.
Ora, Moisés escreveu que o homem que praticar a justiça decorrente da lei viverá por ela.
Mas a justiça decorrente da fé assim diz: Não perguntes em teu coração: Quem subirá ao céu?, isto é, para trazer do alto a Cristo; ou: Quem descerá ao abismo?, isto é, para levantar Cristo dentre os mortos.
Porém que se diz? A palavra está perto de ti, na tua boca e no teu coração; isto é, a palavra da fé que pregamos.
Se, com a tua boca, confessares Jesus como Senhor e, em teu coração, creres que Deus o ressuscitou dentre os mortos, serás salvo.
Porque com o coração se crê para justiça e com a boca se confessa a respeito da salvação.
Porquanto a Escritura diz: Todo aquele que nele crê não será confundido.
Pois não há distinção entre judeu e grego, uma vez que o mesmo é o Senhor de todos, rico para com todos os que o invocam.
Porque: Todo aquele que invocar o nome do Senhor será salvo.
Como, porém, invocarão aquele em quem não creram? E como crerão naquele de quem nada ouviram? E como ouvirão, se não há quem pregue?
E como pregarão, se não forem enviados? Como está escrito: Quão formosos são os pés dos que anunciam coisas boas!


Amados , a Graça de Deus e a Paz de Cristo esteja com cada um em seus momentos!
O apostolo Paulo, servo de Deus por intermédio de Cristo escrevendo aos romanos no capitulo 10, fala da importância de reconhecermos  a justiça de Deus, em toda a nossa vida, porque nada se passa que não venha dEle. Ele fala que as pessoas sabem que Deus existe, ouvem alguém pregando, falando e testificando a respeito do Senhor e ninguém quer reconhecer, nem crer. Antes buscam a sua própria certeza, como que fossem os mais corretos do mundo. Paulo fala que o fim de toda lei é CRISTO, Ele é a Verdade, e que toda pessoa que desconhece essa verdade está sob essa lei. Ou seja: está sob julgamento, porque ainda não creu verdadeiramente que Cristo é o fim da lei. Se antes a lei se encerrou em Moisés, o intercessor do povo junto a Deus; depois que Cristo veio ao mundo, essa lei  passou a ser por intermédio dEle CRISTO. Ele encerrou toda lei, e todo aquele que não crê, nem admite ser Cristo o fim dela, vive sob a mesma. O apostolo Paulo continua escrevendo que  todo aquele que confessar Cristo verdadeiramente em seu coração e sua mente; que Ele ressuscitou de entre todos os mortos, que é o Senhor e Salvador, será salvo da condenação eterna. Mas para confessar, não significa apenas dizer, falar alto e em bom tom. A prova inconteste é o testemunho de vida, a mudança, o desfazimento das coisas passadas, e a vivência nas coisas futuras; é receber a Cristo dentro de si, amá-lo, tê-lo como prioridade por toda vida. É ser nova criatura, desta feita chamada de filho do Senhor, porque recebeu a Cristo. É abominar o pecado, a maldade, a desobediência a Deus e ao próximo; é viver uma vida que alegre o Senhor. Quem não está nessa condição, envergonha a Deus; seus atos, ações, procedimentos são pecaminosos para com o Senhor; por mais que fale amar a Deus, o Senhor está vendo e sabendo que não é verdade; é somente da boca para fora, uma coisa mecânica e robotizada, programada, uma forma de querer chamar o Senhor de inoperante, sem ação, porque dizem nos seus corações: Ah! ele ama a todo mundo,e não despreza ninguém! Não é verdade, o Senhor abomina o pecado e o autor do pecado também,  não se voltando para receber a Cristo.
A Palavra segue afirmando que com a nossa boca, se confessa a respeito da salvação e com o coração se crê para a justiça do Senhor Deus. A palavra de DEUS segue afirmando que todo aquele que crê verdadeiramente em Deus e Cristo de forma nenhuma é confundido com os demais; seu procedimento é diferente, sua forma de vida é algo que causa impacto entre muitos, é uma pessoa separada do mundo; portanto é um salvo em Cristo. Todos são nascidos do Senhor e aparentemente iguais, o Senhor é o mesmo Deus para todos, porém nem todos são chamados de seus filhos. Aqueles que creem Verdadeiramente não se confundem com os demais, são chamados de filhos de Deus, porque creram em Cristo e serão salvos. Aqueles que não creem, ou dizem supostamente que creem mas não o seguem, nem obedecem, se confundem visivelmente dos outros por suas ações vergonhosas e más, e não serão salvos.
Mas a palavra diz que não invocarão a Deus aqueles que não creem. E se não ouviram a Palavra como serão alcançados? É importante que quem conhece a palavra do Senhor, testifique dEle para o mundo, pregue, ensine, porque aqueles que não creem, podem vir  a ser convertidos ao Senhor. E se não houver quem pregue? As escrituras também afirmam que a própria natureza testifica de Deus. Não há na verdade desculpa alguma para afirmar que não conhece-se a Deus.
Para se ter vida nova verdadeira só por meio de Cristo, o autor e consumador da nossa fé.
É por meio dela que muitos foram abençoados, e alcançaram a Graça salvadora do Senhor.
É por isso que nós vivemos pela fé em Cristo que se fez pecado e pagou o preço de uma divida que jamais teríamos condições de liquidá-la. Foi paga por meio de sangue; selada, carimbada e passado o recibo da quitação para com Deus. Só nos resta recebermos a quem liquidou-a em nosso lugar; recebermos e vivermos nEle, em Cristo e para Ele!
Fiquemos na paz do Senhor e receberemos todos a sua Graça e misericórdia!

Diác. Joseval Oliveira
Imagem: Internet-Google imagens