Divulgador de Cristo

Imagens em Movimento

3homens 3homens Natural

Divulgador de Cristo

Arrebatamento

Jesus Cristo

Fim dos tempos

Você sabia

versículos biblicos

Evangelização/Reflexão

Conhecendo as Escrituras

Anjos

Saiba quem é Jesus o Cristo

Salmos 23

O Lamento do Messias

Redes Sociais

Translate into your language

sexta-feira, 28 de fevereiro de 2014

A Parábola da figueira - Exortação a vigilância

Aprendei, pois, a parábola da figueira: quando já os seus ramos se renovam, e as folhas brotam, sabeis que está próximo o verão.
 Assim, também vós: quando virdes acontecer estas coisas, sabei que está próximo, às portas.
Em verdade vos digo que não passará esta geração sem que tudo isto aconteça.
Passará o céu e a terra, porém as minhas palavras não passarão.
Mas a respeito daquele dia ou da hora ninguém sabe; nem os anjos no céu, nem o Filho, senão o Pai.
Estai de sobreaviso, vigiai [e orai]; porque não sabeis quando será o tempo. Marcos 12. 28-33
É como um homem que, ausentando-se do país, deixa a sua casa, dá autoridade aos seus servos, a cada um a sua obrigação, e ao porteiro ordena que vigie.
Vigiai, pois, porque não sabeis quando virá o dono da casa: se à tarde, se à meia-noite, se ao cantar do galo, se pela manhã; para que, vindo ele inesperadamente, não vos ache dormindo.
O que, porém, vos digo, digo a todos: vigiai!  Marcos 12.34-37

Fonte: Biblia Sagrada
Imagem: Internet-Google imagens-As imagens postadas neste site não são de propriedade exclusivas do site Divulgador, mas retiradas da Internet. 

João Marcos escreveu as palavras de Jesus sobre a parábola da figueira, dizendo que quando os ramos começam a se renovar e as folhas brotar, é porque a estação do verão está chegando; e isso, todas as pessoas sabem. É semelhante em relação a vinda de Cristo Jesus, quando começarmos a perceber coisas estranhas e diferentes no mundo, fiquemos atentos, pois a sua vinda está muito próxima.
Jesus disse que a sua vinda é semelhante a um homem que deixou sua casa e foi passar uma temporada viajando com a familia. Passou todas as orientações aos seus caseiros e domésticos, mas não revelou quando voltaria.
A penas falou que cuidassem da casa e das coisas até seu retorno.
Imaginemos esse homem voltar e encontrar a casa abandonada, suja, mal cuidada, e os encarregados ausentes!
Qual seria sua reação? Jesus adverte que em momento algum deveriam vacilar no cuidado com a casa do seu patrão.
Ficar sempre atento a qualquer coisa é essencial, para que ao voltar o dono da casa; o gozo, a alegria, a satisfação, a confraternização seja plena ao lado dele. E juntos poderem desfrutar de momentos maravilhosos em sua companhia. Porque, do contrário, o dono da casa simplesmente demitiria todos, os punindo de negligentes, irresponsáveis e omissos.
Assim será o retorno de Cristo; em momento inesperado. Vigiemos, para que o Senhor não nos apanhe em procedimentos vergonhosos diante de sua presença.

diác Joseval Oliveira