Divulgador de Cristo

Imagens em Movimento

3homens 3homens Natural

Divulgador de Cristo

Arrebatamento

Jesus Cristo

Fim dos tempos

Você sabia

versículos biblicos

Evangelização/Reflexão

Conhecendo as Escrituras

Anjos

Saiba quem é Jesus o Cristo

Salmos 23

O Lamento do Messias

Redes Sociais

Translate into your language

sábado, 26 de abril de 2014

A IMPORTÂNCIA DE SABER IDENTIFICAR-SE COM AS PESSOAS

A identificação com a pessoa em seu problema, como que "entrando em sua pele e sentindo a sua dor", abre as portas para amizades profundas e oportunidades sem igual para compartilhar as "boas-novas" de salvação.
Diz o sábio Salomão que "Em todo o tempo ama o amigo, e na angustia se faz o irmão (Pv.17:17).
O apóstolo Paulo diz que fez de tudo para com todos, com o objetivo de ganhá-los para Cristo (I Co. 9:22). A amizade saudável é a chave para a evangelização, quando o evangelizador tem que pregar a Cristo como o seu objetivo.
É importante lembrar que Paulo, para aqueles que estavam sob o regime da lei, ele se torna um judeu que vivia sob este regime. Tornou-se escravo de todos, a fim de ganhar o maior numero possível de judeus legalistas.
Por amor à Cristo e o Seu Evangelho, o apóstolo Paulo, recusou-se a se opor aos costumes e ritos judaicos.
Aprendeu a viver com as diferenças sociais e culturais, tudo por amor a Cristo. Envolveu-se com os outros, sem perder seu alvo, meta, sem perder seu objetivo.
Paulo moderou a sua habilidade e poder quando tratava com os fracos, nunca ofendeu intencionalmente as suas crenças e preconceitos, aprendeu a respeitá-los.
Precisamos aprender a viver com as nossas diferenças, se quisermos viver uma vida harmoniosa uns com os outros.
A estratégia de Paulo concentrou-se em salientar pontos de semelhança, em vez de pontos de diferença ou discrepância.
Precisamos, portanto, compreender nosso próximo não-cristão e estar disposto a construir pontes (meios para evangelização), apesar de algumas grandes diferenças de crenças e valores.
As áreas de interesse comum não são precisamente religiosas. Se o não-cristão você vai evangelizar for um pescador, torne-se um pescador, como disse o Senhor Jesus que seríamos (Lc.5:10). Se for um jornalista, deixe-o ensiná-lo sobre jornalismo.
Paulo se colocou no lugar das pessoas que ele evangelizou, procurou conhecer seus problemas, dilemas e dores; e vestiu-se com os seus sentimentos, fardos e preocupações. Ele compartilhou não apenas o evangelho, mas sua própria vida.

(Eleny Vassão - Extraído e Adaptado) Rev. José Roberto.