Divulgador de Cristo

Imagens em Movimento

3homens 3homens Natural

Divulgador de Cristo

Arrebatamento

Jesus Cristo

Fim dos tempos

Você sabia

versículos biblicos

Evangelização/Reflexão

Conhecendo as Escrituras

Anjos

Saiba quem é Jesus o Cristo

Salmos 23

O Lamento do Messias

Redes Sociais

Translate into your language

terça-feira, 15 de julho de 2014

O CARATER DA BÍBLIA E A NATUREZA DA INSPIRAÇÃO

A inspiração é o elo da cadeia comunicativa de Deus para nós. Ao longo da história têm sido desenvolvidos tres movimentos teológicos. A Ortodoxia, o Modernismo teológico (ou liberalismo teológico) e a Neo-Ortodoxia.
Essas caracteristicas são manifestações primordiais de três períodos sucessivos na história da igreja.

Ortodoxia
A Bíblia é a Palavra de Deus. Por serca de 18 séculos, prevaleceu na igreja este conceito ou opinião- a Ortodoxia na Inspiração Divina. Os Pais da Igreja acreditavam firmemente que a bíblia era de fato a Palavra de Deus escrita (Hb 4:12).

Modernismo Teológico (Liberalismo Teológico)
Segundo este conceito a Bíblia contém a Palavra de Deus, não é Palavra de Deus como dizia os ortodoxos. Para os Modernistas ou Liberais,como ficaram conhecidos na história, a Bíblia meramente contém a Palavra de Deus.
Certas partes dela sãodivinas, revelam a vontade de Deus e expressam a verdade. Mas outras, são frutos da vontade humana, por isso estão cheias de erros.

Neo-Ortodoxia
Segundo esta linha de pensamento, a Bíblia torna-se Palavra de Deus quando o pecador ao ler as Escrituras tem um encontro com Deus. Se este encontro não acontecer, a Bíblia, segundo eles, é comparada a um livro qualquer.
Para os Neo-Ortodoxos, Deus fala aos pecadores mediante a Bíblia. Só quando há um encntro pessoal do Deus salvador e criador com o homem, que a Bíblia torna-se a Palavra de Deus.

A Inspiração do Antigo Testamento
A Bíblia realmente se diz inspirada e essa idéia êm por base a autoridade dada pelo próprio Deus (2 Tm 3:16)
O Antigo e o Novo Testamento se harmonizam e se completam, de forma que, o Antigo Testamento traz luz ao que o Novo Testamento afirma e testifica.
O Antigo Testamento reividica para sí a inspiração divina, com base no fato de se apresentar perante o povo de Deus e ser por este povo revelado como pronunciamento profético.
Cada profeta depois de Moisés acrescentou seus escritos sagrados à coleção já existente. O profeta era alguém chamdo por Deus para transmitir a sua palavra (Am 3:8).
Sempre ficou bem claro e nitido na função do profeta de Deus que o que ele dizia era de fato Palavra de Deus. O profeta era alguém consciente de que o que ele transmitia era a Palavra inarrável de Deus.
Era tão nítida essa certeza, que quando o profeta de Deus falava, sempre usava expressões como " O Espirito de Deus está sobre mim... (Is 61:1); Assim diz o Senhor... (Jr 51:1(; Veio a mim a Palavra do Senhor... (Ez 21:1). Por tudo isso, cremos e defendemos que a Bíblia é a Palavra infalível de Deus e nossa regra de fé e prática.

Pesquisa realizada pelo Rev. José Roberto
Imagem: