Divulgador de Cristo

Imagens em Movimento

3homens 3homens Natural

Divulgador de Cristo

Arrebatamento

Jesus Cristo

Fim dos tempos

Você sabia

versículos biblicos

Evangelização/Reflexão

Conhecendo as Escrituras

Anjos

Saiba quem é Jesus o Cristo

Salmos 23

O Lamento do Messias

Redes Sociais

Translate into your language

sexta-feira, 14 de novembro de 2014

A Carta à Igreja em Esmirna

Ao Anjo da Igreja em Esmirna (Ap. 2: 8-11)
Para seres postos à prova, e tereis tribulação de dez dias (10):

O efeito da tribulação seria o de provar a fé desses cristãos. A sua lealdade a Cristo seria testada sob ameaças de morte.
Mas a perseguição não continuaria para sempre. Dez dias sugere um tempo curto, mas completo. Seria uma provação completa, mas teria um fim.

Por ter vínculos tão fortes com a idolatria oficial de Roma, Esmirna se tornou uma cidade perigosa para os cristãos.
Esta carta fala sobre perseguições que viriam. Até décadas depois do Apocalipse, perseguições atingiram os seguidores de Cristo na cidade.

Sê fiel até a morte (10): O fim desta perseguição, para alguns, poderia ser a própria morte.
Mesmo assim, deveriam ser fiéis. Ás vezes, arrumamos qualquer desculpa para não fazer algo que Deus pede. Mas nada, nem a nossa própria vida, deve ser mais importante do que a nossa fidelidade a Deus.

E dar-te-ei a coroa da vida (10): A palavra “coroa” (grego, stephanos) refere-se a coroa de vitória. A coroa da vida vem de Deus, o único que pode dar a vida (veja João 5:26; 14:6; 1 João 1:1-2).
Aqueles que amam a vinda de Jesus receberão a coroa da justiça (2 Timóteo 4:8).

Quem tem ouvidos, ouça o que o Espirito diz às igrejas (11): Como em todas as cartas às igrejas, Jesus chama os destinatários a ouvirem a sua mensagem.

O vencedor (11): Aqueles que permanecem fiéis diante das perseguições são vencedores com Cristo.

De nenhum modo sofrerá dano da segunda morte (11): Não sofreria o castigo eterno (Ap. 20:6,14; 21:8). Os perseguidores poderiam até causar a primeira morte, mas os fiéis não sofrerão a segunda morte (veja Mateus 10:28).

Conclusão: Morar na cidade de Esmirna no primeiro século não seria fácil para o discípulo de Jesus. Além das perseguições pelos judeus, eles enfrentavam uma ameaça mais organizada e mais poderosa.

A idolatria oficial, juntando a religião à força do governo, prometia uma perseguição perigosa aos cristãos da cidade, tentando-os a abandonarem a sua fé para melhorar as suas circunstâncias ou até para evitar a morte violenta.

Para vencer esta tentação, eles teriam que acreditar no poder daquele que já venceu a morte, (nosso Senhor Jesus Cristo).
Mesmo se morressem, as suas vidas eternas seriam garantidas ( Jo. 6:37) porque eles tinham mantido sua confiança e fé no eterno Senhor, “o primeiro e o último, que esteve morto e tornou a viver”. Ao Senhor Jesus Cristo, seja dada a glória.

Por: Rev. José Roberto
Imagem: Extraída da Internet- Google imagens