Divulgador de Cristo

Imagens em Movimento

3homens 3homens Natural

Divulgador de Cristo

Arrebatamento

Jesus Cristo

Fim dos tempos

Você sabia

versículos biblicos

Evangelização/Reflexão

Conhecendo as Escrituras

Anjos

Saiba quem é Jesus o Cristo

Salmos 23

O Lamento do Messias

Redes Sociais

Translate into your language

sexta-feira, 30 de janeiro de 2015

Apocalipse

Estudo No Livro Do Apocalipse

Os Aliados Do Dragão - 13:1-18

• Temos aqui os agentes ou ferramentas que são usados pelo diabo em seu ataque contra a Igreja, que são: a besta que emerge da terra; a besta que emerge do mar e a Babilônia;

A Besta Que Emerge Do Mar - 1-10

1. O mar representa as nações e os seus governantes - Is. 1 7: 12; Ap 17: 15 ;
2. A besta representa todo o poder perseguidor contra a Igreja;
3. É todo o domínio político que é sempre ágil, esmagador e destruidor, tal qual os animais aqui descritos - v.2;
4. Tem sete cabeças para significar que tem um governo mundial e representado de formas diferentes, nas diferentes épocas, representa todo o governo mundano, tirânico, usurpador contra a Igreja;
5. As atitudes da besta são blasfemas e violentas e os povos estão sob o seu comando;

A Besta Que Emerge Da Terra - Ap.13: 11-18

Temos aqui a religião anti cristã, que servirá de instrumento nas mãos do dragão para perseguir a verdadeira igreja de Cristo. "Esta besta tem dois chifres, parecendo cordeiro, mas falava como dragão". Ela é uma imitação de Cristo - religião prostituída com finalidade maligna. A segunda besta era semelhante a um cordeiro, mas sua voz traía a aparência: ela falava como dragão.

Ela vem representada de cordeiro (símbolo do engano. Parecendo uma coisa boa), mas fala como dragão (suas ações irá desmascará-Ia) , isto é, ela é falsa, é hipócrita, é o falso profeta-Ap.16:13; 19:20;2Co. 1l:14;Mí. 7:15.

A segunda besta representa a religião a serviço do Dragão (Satanás). Pois, desta passagem em diante ela é chamada de falso profeta - Ap.16:13 ;20;10. A primeira besta incorpora o poder civil, inspirado por Satanás. A segunda representa o poder religioso, empregado para dar apoio ao poder civil.

"Exerce toda autoridade da primeira besta na sua presença".

Ambas as bestas trabalham em harmonia, é a igreja a serviço do estado para enganar as pessoas em prol dos objetivos do dragão - v.12. a segunda besta não entra em competição com a primeira, mas está a seu serviço.

Não tem poder próprio, mas recebe poder por sua união com a besta Seu único objetivo é captar a lealdade religiosa da humanidade para a primeira besta. Vale salientar ,que não foi só a cabeça da primeira besta que foi ferida e depois curada não, ela mesma teve sua vida restaurada.

"Também opera grandes sinais, de maneira que até fogo do céu faz descer à terra, diante dos homens".

O apóstolo Paulo havia dito que "o aparecimento do iníquo é segundo a eficácia de Satanás, com todo o poder, e sinais e prodígios da mentira, e com todo engano de injustiça aos que perecem" (2 Ts.2:9-10). O importante é dizer que tanto o falso profeta como a besta, não representa meramente a religião formal, mas o verdadeiro poder de Satanás. Na religião pagã primitiva a magia tinha um papel importante e era muito usada para enganar os incrédulos (At.l3 :6; 16;16;19:13).

"Seduz o que habitam sobre a terra por causa dos sinais que lhe foi dado executar diante da besta 

O falso profeta não fará somente pseudo - milagres; ele terá poder para fazer descer fogo do céu. Parece que este fogo não é para destruir, mas somente para enganar os homens com supostos podres divinos, fazendo - os crer no que na realidade é poder do diabo. A expressão: "Os que habitam sobre a terra", é uma expressão que no Apocalipse é usada para os não convertidos. O falso profeta não conseguirá enganar os santos (Mc.13 :22).

Vrs.14b e 15: "Dizendo aos que habitam sobre a terra que façam uma imagem à besta, àquela que, ferida à espada, sobreviveu, e lhe foi dado comunicar fôlego à imagem da besta, para que a imagem falasse, como ainda fizesse morrer quantos não adorassem a imagem da besta ".

O poder de fazer imagens falar era algo bem conhecido no mundo antigo. "E lhe foi dado comunicar fôlego à imagem da besta ... ". Observem, que o poder de dar vida, não emana do falso profeta: "lhe foi dado ... " . Ou seja, ele recebeu permissão do dragão para fazer isto. A vivificação aparente da imagem da besta é a maior reivindicação de poder divino: ser capaz de criar vida, como Deus. "Como ainda fizesse morrer quantos não adorassem a imagem da besta". O conflito aqui não é entre religião e ateísmo ou entre religião e religião, mas entre Cristo e o Anticristo - entre Deus e satanás. Todos os que não têm os seus nomes escrito no Livro da Vida, adoraram a besta. E os santos, por não adorarem a besta, serão mortos.

16: "A todos, os pequenos e os grandes, os ricos e os pobres, os livres e os escravos, faz que lhe seja dada certa marca sobre a mão direita ou sobre a fronte". Os seguidores da besta recebem uma marca, que significa que a pessoa marcada está ao serviço do seu senhor, ela é uma escrava daquele que a marcou, no caso esta a serviço do Anticristo:

Na fronte ou na mão direita - Aqui não temos um sinal visível, literal, e sim uma simbologia. A besta tem sua marca, que é aplicada sobre a mão ou a testa daqueles que a adoram. Temos aqui dois grupos de pessoas: os que são selados por Deus e os que recebem a marca da besta. A marca da besta, talvez seja uma imitação da marca de Deus (o selo). A palavra "marca" era usada para sinal de propriedade em animais. Na antiguidade, os escravos eram marcados na testa, mas isso era sinal de servidão, não de lealdade. A marca da besta é sinal de fidelidade por parte dos que a recebem, identificando - os como adoradores da besta.

Fronte = mente, vida intelectual, isto é, a filosofia de uma pessoa.

Mão Direita = indica seus feitos, sua atividade, sua ocupação, sua indústria; assim temos que a pessoa marcada pertence à companhia daqueles que perseguem a Igreja; ou através daquilo que pensa e escreve ou através daquilo que faz.

17: "Para que ninguém possa comprar ou vender, senão aquele que tem a marca, o nome da besta, ou o número do seu nome". A marca da besta tinha utilidade religiosa e econômica. João prevê que a besta, com a ajuda do falso profeta, assumirá poderes totalitários, com controle completo de toda a política, religião e economia do mundo, com o objetivo de levar toda a humanidade a adorá - Ia.

18: "Aqui está a sabedoria. Aquele que tem entendimento calcule o número da besta, pois é número de homem. Ora, esse número é seiscentos e sessenta e seis".

O Número 666 - É o número do homem, pois ele foi feito no sexto dia; é o número da imperfeição; simboliza fracasso, errar o alvo, logo o número da besta representa, fracassos sobre fracassos. O que podemos dizer é que o número da besta é uma profecia de uma situação futura, ninguém ainda foi capaz de resolver o seu significado, mas quando vier a hora o significado será evidente.

Por Rev. José Roberto
Imagem: Internet-Google imagens