Divulgador de Cristo

Imagens em Movimento

3homens 3homens Natural

Divulgador de Cristo

Arrebatamento

Jesus Cristo

Fim dos tempos

Você sabia

versículos biblicos

Evangelização/Reflexão

Conhecendo as Escrituras

Anjos

Saiba quem é Jesus o Cristo

Salmos 23

O Lamento do Messias

Redes Sociais

Translate into your language

sexta-feira, 30 de janeiro de 2015

Jesus Sentou-se Nas Cinzas e Nos Tocou com Amor


Todos nós "precisamos" ser amados e admirados. Gostamos de ser chamados pelo nosso nome; de sermos lembrados. Receber elogios por pequenos atos, reconhecimento pela nossa pessoa, esforço etc.

A vida oferece muitas oportunidades de alcançarmos as pessoas com uma palavra, um gesto ou um toque ou uma manifestação de carinho.

Quantas pessoas passam pelas nossas vidas a cada dia, e não fazemos nada por elas.
Há em todos nós, em certas circunstâncias, uma necessidade de sermos aceitos fisicamente, de sermos tocados com carinho, de sermos beijados. Quanta gente sedenta por um carinho!

Durante a juventude a pele é agradável, saudável: os jovens sentem-se orgulhosos de seu corpo e não se envergonham de tocar e de serem tocados.
Mas e aquele senhor idoso, na solidão em que o deixou a esposa quando faleceu, ou os filhos ao estabelecerem suas próprias vidas?

E aquele enfermo, com a pele seca e rachada, tocadas apenas pelas mãos do médico, em caráter puramente profissional, técnico? Quem iria tocá-lo com carinho?
Jesus aproximou-se dos enfermos e tocou-os; suas mãos estiveram em contato com a lepra quando tocou leprosos que apenas eram tocados por outro leproso, se é que eram tocados.
Jesus foi até os que estavam sofrendo e disse: "Vinde a mim, todos os que estais cansados e sobrecarregados, e eu vos aliviarei. Tomai sobre vós o meu jugo e aprendei de mim, porque sou manso e humilde de coroação; e achareis descanso para vossa alma. Porque o meu jugo é suave, e o meu fardo é leve" (Mt. 11:28-30).
Ele se compadeceu de nós, tratou, cuidou e sarou nossas feridas e enfermidades. Sofreu as nossas dores. Deixou a glória e de estar ao lado do Pai para viver entre nós. Só para sentir o que sentimos e sofrer o que sofremos. Para fazer a vontade do Pai foi obediente até a morte e morte de cruz (Fp. 2:8).

O profeta lsaias, descrevendo o servo sofredor disse: "Certamente, ele tomou sobre si as nossas enfermidades e as nossas dores levou sobre si; ... Mas ele foi traspassado pelas nossas transgressões e moído pelas nossas iniquidades; o castigo que nos traz a paz estava sobre ele, e pelas suas pisaduras fomos sarados" (ls. 53:4-5).

Jesus sentou-se nas cinzas onde estávamos e tocou-nos com amor e carinho. O exemplo deixado por ele nos impulsiona a olhar o nosso semelhante com olhos de amor, compaixão e ternura, como o Senhor Jesus olhou para nós.

(Artigo Extraído e Adaptado Rev. José Roberto).
Imagem: Extraída da Internet- Google imagens