Divulgador de Cristo

Imagens em Movimento

3homens 3homens Natural

Divulgador de Cristo

Arrebatamento

Jesus Cristo

Fim dos tempos

Você sabia

versículos biblicos

Evangelização/Reflexão

Conhecendo as Escrituras

Anjos

Saiba quem é Jesus o Cristo

Salmos 23

O Lamento do Messias

Redes Sociais

Translate into your language

quarta-feira, 11 de novembro de 2015

As Dez Pragas do Egito Segundo a Arqueologia



As dez pragas do Egito são as dez pragas que, segundo a tradição judaico cristã, Deus enviou pelas mãos de Moisés sobre o Faraó do Egito e seu povo,
narradas no livro de Êxodo, capítulos 7-12.

As pragas foram enviadas para que Israel fosse libertado da terra do Egito e se reconhecesse a unicidade de Deus.

As pragas pareceriam dirigidas às divindades egípcias específicas, como o deus Nilo, os deuses animais, culminando com a morte do primogênito de Faraó já que este era considerado uma divindade.

Evidências Arqueológicas

Evidências arquelógicas foram consideradas, por exemplo, por William Foxwell Albright. Alguns historiadores, propuseram a hipótese de que as pragas se referem a catástrofes ecológicas, motivadas principalmente pela explosão do vulcão Santorini.

Hipótese da Origem Vulcânica

1. As águas do Nilo Tingem-se de Sangue ou maré vermelha: A explosão do Vulcão Santorini espalhou cinzas por sobre o Egito. A lama e a fumaça que caíram sobre o rio toma quente a água do Nilo e provoca a reprodução descontrolada de algas pirrófitas
que causam o fenômeno da maré vermelha colorindo as águas com cor de sangue.

2. Rãs Cobrem a Terra: A intoxicação das águas faz com que as rãs e sapos fujam do rio, espalhando-se por toda a região.

3. Piolhos Atormentam Homens e Animais: Com a morte de muitos animais, as carcaças podres proliferam grande quantidade de moscas, além delas existe também naquela região o maruim, piolhos.

4. Moscas Escurecem o Ar e Atacam Homens e Animais: Outro tipo de insecto, a mosca dos estábulos, transforma-se em praga, atacando todo tipo de mamífero que encontra ..

5. Uma Peste Atinge os Aninais: A peste equina africana e a peste língua azul, doenças transmitidas pelo maruim, mataram a maioria dos mamíferos.

6. Pústulas Cobrem Homens e Animais: O mormo, uma doença equina que também ataca o homem, é transmitida pela mosca dos estábulos provocando úlceras na pele.,

7. Chuva de Granizo Destrói Plantações: Diz os arqueólogos: "O granizo pode cair nas regiões desérticas do Mediterrâneo, embora seja um fen6meno relativamente raro".
Misturado com raios, da a ilusão de ser saraiva.
Também se supõe que proveio do encontro entre uma massa de ar quente e uma massa de ar fria que causa ventos, chuva forte, ou tempestades eléctricas, que os egípcios poderiam interpretar como chuva de fogo.

8. Nuvem de Gafanhotos Ataca Plantações: Após a tempestade, os ventos fortes mudaram o curso dos gafanhotos etíopes.

9. Escuridão Encobre o Sol por Três Dias: Uma tempestade de areia pode durar dias e é capaz de encobrir completamente a luz do Sol. É possível que o mesmo fenômeno que ocorreu com os raios tenha encoberto o Sol, devido às correntes de areia do deserto do Saara levantadas pelo vento.

10. Os Primogênitos de Homens e Animais Morrem: Com a escassez de alimentos, causada pela morte dos animais e peixes e a devastação das plantações. Cereais eram guardados em celeiros, ou abaixo da terra para serem protegidos da contaminação, mas já estavam contaminados por vestígios dos gafanhotos e ou moscas dos estábulos, e junto com o forte calor os grãos podem desenvolver um tipo de fungo altamente tóxico.
Como no Egito antigo os primogênitos (tanto humanos quanto dos animais) tinham a preferência na alimentação, uma tradição no Egito antigo, tanto para homens quanto para animais (recebiam a primeira porção, logo a mais contaminada por ser mais vulnerável, e uma porção extra no final) como eram muitas toxinas, era possível a morte dos primogênitos.

Pesquisa feita pelo Rev. José Roberto
Imagem: Extraída da Internet- Google imagens