Divulgador de Cristo

Imagens em Movimento

3homens 3homens Natural

Divulgador de Cristo

Arrebatamento

Jesus Cristo

Fim dos tempos

Você sabia

versículos biblicos

Evangelização/Reflexão

Conhecendo as Escrituras

Anjos

Saiba quem é Jesus o Cristo

Salmos 23

O Lamento do Messias

Redes Sociais

Translate into your language

sábado, 12 de dezembro de 2015

A Prática do Jejum no Antigo e Novo Testamento




Apesar do propósito central do jejum ser a mortificação da carne, vemos vários exemplos
bíblicos de outros motivos para tal prática:
a) No Velho Testamento encontramos diferentes propósitos para o jejum: Consagração - O voto do nazireado envolvia a abstinência/jejum de determinados tipos de alimentos (Nm.6:3,4);
Arrependimento de pecados - Samuel e o povo jejuando em Mispa, como sinal de arrependimento de seus pecados (1 Sm.7:6, Ne.9: 11); Luto - Davi jejua em expressão de dor pela morte de Saul e Jônatas, e depois pela morte de Abner. (2 Sm.1:12 e 3:35);
Aflições - Davi jejua em favor da criança que nascera de Bate-Seba, que estava doente, à morte (2 Sm.12: 16-23); Josafá apregoou um jejum em todo Judá quando estava sob o risco de ser vencido pelos moabitas e amonitas (2 Cr.20:3);
Buscando Proteção - Esdras . proclamou jejum junto ao rio Ava, pedindo a proteção e benção de Deus sobre sua viagem (Ed. 8:21-23); Ester pede que seu povo jejue. por ela, para proteção no seu encontro com o rei (Et.4:16);
Em situações de enfermidade - Davi jejuava e orava por outros que estavam enfermos (Sl.35:13); ele intercedia (orava) por aqueles que por estarem enfermos necessitavam da graça do Senhor.
Intercessão - Daniel orando por Jerusalém e seu povo (Dn.9:3, 10:2,3)

b) Nos Evangelhos

Preparação para a Batalha Espiritual.
Jesus mencionou que determinadas castas só sairão por meio de oração e jejum, que trazem um maior revestimento de autoridade (Mt. 17 :21);
Estar com o Senhor - Ana não saía do templo, orando e jejuando frequentemente (Lc. 2: 37);
Preparar-se para o Ministério - Jesus só começou seu ministério depois de ter sido cheio do Espírito Santo e se preparado em jejum (prolongado) no deserto (Lc.4:1,2); c) Em Atos dos Apóstolos vemos a Igreja praticando o jejum em diversas situações, tais como: Ministrar ao Senhor – Os lideres da igreja em Antioquia jejuando apenas para adorar ao Senhor (At.13:2); Enviar ministérios - Na hora de impor as mãos e enviar ministérios comissionados (At.13:3); ( Estabelecer presbíteros - Além de impor as mãos com jejum sobre os enviados o fazia também sobre os que recebiam autoridade de governo na igreja local, o que revela que o jejum era um princípio praticado nas ordenações de ministros (At.14:23).

(Artigo Extraído e Adaptado por Rev. José Roberto)
Imagem: Internet – Google Imagens