quarta-feira, 14 de março de 2018

Ex-ateu lista evidências sobre a ressurreição de Jesus: “Há muitos dados históricos”


Com a aproximação da Páscoa, o autor Lee Strobel, ex-ateu que teve sua história contada no filme “Em Defesa de Cristo”, listou as principais razões para as pessoas acreditarem que a ressurreição de Jesus Cristo realmente aconteceu.
Depois de dois anos de investigação sobre as evidências por trás da ressurreição de Cristo, em uma jornada que resultou em
sua conversão ao cristianismo, Strobel disse que Jesus não pode ser considerado uma “lenda” diante dos documentos históricos.
“Nós temos um relatório da ressurreição, incluindo testemunhas oculares nomeadas, que foi datado por estudiosos dentro dos meses da ressurreição de Jesus. Isso é ouro histórico”, disse ele.
Outra evidência apontada por Strobel é o relato histórico do túmulo vazio. “Mesmo os oponentes de Jesus admitiram que seu túmulo estava vazio”, explica.
“Mais adiante, temos nove fontes antigas, dentro e fora do Novo Testamento, confirmando a convicção dos discípulos de que eles encontraram o Jesus ressuscitado. É uma avalanche de dados históricos”, acrescenta o autor.
Strobel observa que fontes antigas também confirmam o destino dos discípulos de Cristo e os sofrimentos que foram submetidos para o Evangelho. “A ressurreição de Jesus não é uma piada do dia da mentira (1º de abril), é uma realidade histórica que não está baseada na mitologia, mas num sólido fundamento da verdade histórica”.
Jornada de fé
Embora tenha se declarado ateu desde adolescência, Strobel se casou com Leslie, que era uma mulher de fé, mas não comprometida com o cristianismo. Tudo mudou quando ela conheceu passou a se aproximar de uma amiga cristã em seu condomínio.
“Depois de um tempo, Leslie entregou sua vida a Cristo e me contou sobre isso. Minha reação inicial foi falar em divórcio com ela”, ele lembra. “Eu não queria estar casado com uma cristã e pensei que ela ia se transformar em alguma 'beata' ou coisa do tipo”.
No entanto, Strobel ficou surpreso com as mudanças positivas que percebeu em sua esposa e se sentiu estimulado a ler a Bíblia para descobrir de onde teriam vindo tantas transformações.
Após dois anos de intensa pesquisa na Bíblia, usando suas habilidades de investigação como jornalística que desenvolveu como repórter do 'Chicago Tribune' e consultando mais de doze teólogos, estudiosos e especialistas, Strobel entendeu a obra de Cristo e se converteu ao cristianismo.
Hoje, ele diz que seu casamento está mais forte do que nunca e que sua jornada é uma verdadeira história de amor. “Eu quero chegar a mais pessoas com a evidência do cristianismo, a verdade da fé cristã e do amor de Deus”, afirma.