quinta-feira, 21 de julho de 2011

Mensagem Pastoral – ARREPENDIMENTO



“ … Arrependei-vos, e cada um de vós seja batizado em nome de Jesus Cristo para remissão dos vossos pecados, e recebereis o dom do Espirito Santo” (At 2:38).

O Evangelho de Mateus conta-nos a história de dois homens que evidenciaram uma grande tristeza por seus pecados. O primeiro foi Pedro, que vergonhosamente negou seu Senhor.
Depois de tudo, ele (Pedro) “saindo dali, chorou amargamente” (Mt 26: 75).
Alguns dias depois Jesus o restaurou ao discipulado, mandando-o pastorear seu rebanho (Jo 21: 15-17).
O outro homem é Judas, que traiu Jesus, seu Mestre, por trinta peças de prata.
Quando viu que Jesus estava sendo condenado, ele, “tocado de remorso”, disse: “Pequei, traindo sangue inocente”, depois, “...Atirando para o santuário as moedas de prata, retirou-se e foi enforcar-se” (Mt 27: 3-5)
Há uma grande diferença entre esses dois. O arrependimento de Pedro, resultante em perdão e restauração, foi genuíno. O de Judas não foi.
Ainda que Judas concluísse que havia errado, não há evidências de que tivesse confessado o seu pecado ao Senhor Jesus Cristo, e rogado por perdão.
A palavra traduzida por “tomado de remorso”, “metamelomai”, literalmente quer dizer “ter cuidado depois”.
O suicídio de Judas encerra um dos capítulos mais tristes da Bíblia. Lembra as palavras de Jesus: “... ai daqueles por quem o Filho do homem está sendo traído!Melhor não lhe fora ter nascido!” (Mt 26: 24).
É importante, então, saber o que é o verdadeiro arrependimento. Conversão, é tida comumente como envolvendo dois aspectos: arrependimento e fé.
João Batista e Jesus começaram seus ministérios públicos pregando “Arrependei-vos, porque está próximo o reino de Deus” (Mt 3: 2 e 4: 17).
Toda a orientação do Sermão do Monte é que, para entrar no reino dos céus, é preciso arrepender-se das práticas pecaminosas, mudando completamente o processo mental e seguir os mandamentos de Jesus (Jo 14:21).


Extraído e Adaptado do Livro: Salvos Pela Graça -Anthony Hoekema pelo Rev. José Roberto
Ilustração: Internet - Google imagens

2 comentários:

  1. Nossa, nunca tinha me detido a esses pontos, gostei muito da explicação.
    Você está totalmente certo irmão, devemos sempre buscarmos arrependimento genuíno, pois o remorso nos conduz a morte. Isto porque, não nos traz o perdão divino e nos leva ao engano de que estamos sendo justificados, sendo que na realidade permanecemos carregando os mesmos pecados.

    ResponderExcluir
  2. Obrigado irmã Andréia pela sua visita.
    Fica na paz do Senhor!

    ResponderExcluir

Graça e paz!
Querido visitante, grato pela sua visita!
Deus te abençoe grandemente!